"A Educação é a base de tudo, e a Cultura é a base da Educação"

Seja Bem-Vindo e faça uma boa pesquisa!

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

- Time do União da Rua da Glória

Registro da década de 1970 mostra o time do União da Rua da Glória, formado por parentes das famílias Santos, Zimmermann, Mendonça, Oliveira e Silva. Em pé : Zé Carlos, Célio, Hélio, Flávio, Madrugada, Jair Mendonça, Agachados : Jair Santos, Silvio, Gerson, Luizinho, Vilmar e Antônio.O técnico da equipe era o senhor Nena Heiden. (Imagem: arquivo pessoal de Célio Zimmermann, Álvaro Luiz dos Santos e Adalberto Day)
Publicado no Jornal de Santa Catarina, – 06/08/2010 coluna ALMANAQUE DO VALE .
______________________________

Tive oportunidade de jogar com todos esses jogadores e garanto que foram bons de bola. Destaque para Zé Carlos, Goleiro Flávio espetacular que atuou também no Amazonas, Gerson da Silva amigo e morador da Rua Almirante Saldanha da Gama, que jogou no Doze (1954/1979), Serrinha, Amazonas, jogador por demais talentoso, Silvio Mendonça também grande jogador pela Associação Artex.
Jogaram no período de 1975 à 1978. foram 41 jogos por todos os cantos da cidade e região. Invictos 40 jogos, bastou perder o primeiro jogo e o time se desfez, segundo meu amigo Álvaro "brigas internas...coisas de famílias".
___________________________

Em todo Grande Garcia também existiam outras equipes de pequenos e médio porte, mas com grande passagem e revelações de atletas, como Brasileirinho na Rua Amazonas, o Garciesporte Clube (1971/1973) que atuava no campo do Amazonas. O Glória (1959/1970), o Horizonte em atividade (fundado em 1961), Cruz de Malta, Estrelinha, ( havia o saudoso ESTRELA VERMELHA, que tinha sua sede na região do Gaspar Alto e era comandado pelo nosso amigo falecido VALDIR ex-goleiro do Olímpico e proprietário do Bar Sonia na rua 7 de setembro.
Atuavam nesta equipe Zeca Santiago, Armando Butske, Gerson, Silvio, Célio, Russinho, Cavaco, Nego, Gaipava, Arninho, Argeu), Estrela Azul, Caiçara, União, Colorado, Maringá,Centenário, Juventude, Humaitá .no Zendron o Independente, o Ájax . No Buraco Quente o três de Maio e tantos outros. No progresso ainda tínhamos o Progresso (entre 1952/1958), o o América, Niterói, a Ponte Preta, em atividade, o Santa Maria E.C, o Jordão E.C, o Canto do Rio (fundado em 1959), em atividade, que já conquistou vários torneios inclusive da liga Blumenauense de futebol de amadores (LBF).
O Niterói , e o América, faziam suas atuações no Pasto do Sr. Bernardo Rulenski (depois associação Artex).
_______________________

História:
O futebol em Blumenau até 1941, era praticado mais de forma amadora, quando então é fundada a LBF – Liga Blumenauense de Futebol, que passa a organizar campeonatos da cidade e regionais.
Anteriormente o futebol era praticado somente por equipes formadas pelos jovens do “Turnverein Blumenau – Sociedade de Ginástica (1873-1942)” e operários da Empresa Industrial Garcia, depois Amazonas Esporte Clube. Os jogos eram realizados nos finais de semana, próximo ao hotel Holetz, hoje Grande Hotel.
O primeiro jogo em Blumenau com equipe realmente formada foi no dia 26 de março de 1911 – no pasto do hotel Holetz contra um grupo de alemães – Imperial Esquadra Alemã – (conforme registros no jornal Der Urwaldsbote da época era um domingo à tarde), o resultado do jogo foi vencido pelos alemães 5x2 .
O Amazonas foi a primeira equipe de Blumenau a vencer um time de Florianópolis (seleção da cidade), o placar foi 2x1, gols de Nena Poli e Leopoldo Cirilo.
As mais tradicionais equipes de Blumenau foram o G. E. Olímpico, Palmeiras E.C., Amazonas E.C. (todos fundados em 1919), S.E. Vasto Verde, Guarani, Progresso, que disputavam o campeonato da cidade, e torneios inícios, que hora era vencido por uma ou outra equipe.
O importante nessas competições era o espírito esportivo e o amor à camisa vestida por qualquer dos componentes das agremiações blumenauenses.
Além do campeonato da cidade, também existia a disputa com outras equipes da região, das quais podemos citar o Tupi de Gaspar, União de Timbó, Floresta e Botafogo de Pomerode, XV de Outubro de Indaial, Internacional de Indaial, Baependi de Jaraguá do Sul e outros.
Eram tempos de muita nostalgia, amor, determinação e colaboração, relatos feitos por muitas pessoas que conviveram e viveram nas décadas citadas e posteriores, as quais não nominamos para não sermos injustos com cidadãos que com merecimento deveriam constar e por alguma razão poderiam ser esquecidos. Por isso falamos em nome de toda a comunidade de Blumenau, principalmente do Grande Garcia, ao referirmos ao Glorioso Clube Alvi-Celeste.
Adalberto Day Cientista social e pesquisador da história

2 comentários:

Beto Tillmann disse...

Prezado Adalberto,

Parabéns pelo "post". Nunca me canso de ver a história do bairro contada por ti. Com relação aos times do Bairro, o meu pai jogou primeiro no Progresso e depois no Amazonas. Conta ele da grande rivalidade que existia entre estes dois times, que chegava ao extremo na semana que antecedia os jogos. Ele tem uma grande lembrança de uma vitória do Progresso sobre o Amazonas, 1X0, em que ele ganhou um "bicho" muito gordo pela vitória.
Abraços,
Beto Tillmann

Célio Zimmermann disse...

Beto, agradecemos de coração esta atenção dada a esta foto da família pois temos muito orgulho de termos conseguido montar este elenco de primos e também com a participação dos tios Liila- Artur -Vitor - Evelasio - Carlos - Vidal e o nosso inesquecível Nena.
Se houver condições de incluir mais informações no comentário, favor colocar a família Oliveira e com relação as equipes que se enfrentavam aqui no bairro, havia o saudoso ESTRELA VERMELHA, que tinha sua sede na região do Gaspar Alto e era comandado pelo nosso amigo falecido VALDIR ex-goleiro do Olímpico e proprietário do Bar Sonia na rua 7 de setembro.
Atuvam nesta equipe Zeca Santiago, Armando Butske, Gerson, Silvio, Celio, Russinho, Cavaco, Nego, Gaipava, Arninho, Argeu, enfim só para lembrar destes nossos amigos.
Um forte abraço meu amigo.
Célio Zimmermann

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...