“A Educação é a base de tudo, e a Cultura a base da Educação”

Seja bem-vindo (a) e faça uma boa pesquisa.

sexta-feira, 23 de julho de 2021

- River Plate

Foto divulgação
Depoimento dado pelo cientista espacial e astrônomo professor ¹José Manoel Luís da Silva (Zezito), nascido em Pirassununga, São Paulo em 26 outubro 1933. Foi um dos 22 cientistas brasileiros que integraram a equipe da NASA durante o projeto Apollo, que levou os astronautas a pousar na lua no dia 20 de julho de 1969 com a Apolo 11.

Sua família veio residir em Blumenau – bairro do Garcia em abril 1939, seu pai Manoel Luís da Silva era militar (Sargento músico) e foi para a reforma como Major (foi um dos precursores do 32BC estabelecido em 29 de abril de 1939 no bairro Garcia) ano e mês que veio prestar serviços no então 32BC - 23 RI (BI). Moravam em casa alugada do Sr. Johann Magnus Iten (11/07/1882 – 01/09/1956), na Rua Amazonas n. 4.191 (foto) onde nasceu a filha mais jovem Maria da Penha nascida em 17 de fevereiro de 1941, parto efetuado pela Schwester Martha Kunzmann , casa que depois foi adquirida pela família Hinkeldey em 1945, e eles foram morar na parte de trás da residência em uma casa de madeira até 1952. A casa em que morou a família Hinkeldey ainda existe, tombada pelo patrimônio histórico de Blumenau. 

River Plate do bairro Garcia, formado por jovens garotos que atuaram entre Janeiro1948/Janeiro1952. Criado pelo hoje Coronel da reserva José Manoel da Silva conhecido como Zezito (reside em Curitiba há muitos anos e Garciense de coração) me ligou algumas vezes contando detalhes do time e da vida cotidiana quando moravam no Garcia. O nome foi também escolhido por ele, por duas paixões, torcedor fanático do Club Atlético River Plate da Argentina (melhor Clube da América do Sul da época) e torcedor fanático pelo  Vasco da Gama do Rio de Janeiro ambos utilizam a faixa em diagonal. Também atuou seis partidas amistosas no Club Athlético Paranaense como meio campista e lateral esquerdo. Foi cadete da Academia Militar das Agulhas Negras - AMAN -. Abandonou a carreira de jogador para seguir a carreira militar.
Cadete José Manoel Luis da Silva (Zezito) – AMAN / 1958 

O time foi formado por grandes craques que atuaram em diversas equipes de Blumenau.

A base do time: Guy, Nilson Bitencourt, Zezito, Ivo Mass, Nilson Greuel, Nino, Jali, Ipiranga, Osmar Galm (Marinho), Valmor Seiler, Felipinho. Faziam parte do elenco também, Eurico e Gaspar.

Foto divulgação (idêntica ao River Plate do Garcia
Estádio do Amazonas (década 1950)
Atuavam no estádio do Amazonas de propriedade da Empresa Industrial Garcia. As cores do uniforme eram na cor Branca com distintivo uma estrela solitária (idêntica ao Botafogo F.R.).

Alguns clubes que eles enfrentaram nesta época:

Torino do Centro; São Paulo do Garcia; Bom Retiro; Nacional do bairro Glória.

Alguns nomes que jogaram com sucesso em outras equipes:

- Zezito, meio campista no Juvenil Palmeiras de Blumenau entre 1949/1951, e Club Atlhético Paranaense.

- Ivo Mass, lateral direito, Juvenil do Palmeiras, no Amazonas Esporte Clube entre 1953/1961 quando faleceu em um acidente automobilístico.

- Nilson Greuel, Bicampeão pelo G.E. Olímpico do campeonato estadual de futebol de 1964 (faleceu 17 de julho de 2021 aos 86 anos).

- Ipiranga, jogou no Progresso e no G.E. Olímpico, jogador fantástico. Também jogou basquetebol no clube Ipiranga, onde surgiu seu apelido.

- Valmor Seiler, segundo o senhor José M.L. da Silva, foi um dos melhores jogadores que viu atuar, depois de Pelé e Garrincha. Faleceu jovem com 18 ou 19 anos       eletrocutado.

- Felipinho, ponta esquerda extraordinário, que atuou no Amazonas final dos anos de 1954 até 1962. Habilidoso, ligeiro e fazia gols de “Bicicleta”.

- Marinho jogou no Guarani.

Os artilheiros eram: Nilson Greuel, Felipinho, Ipiranga, Valmor Seiler.

Segundo José M.L. da Silva (Zézito), jogaram 47 partidas contabilizando 47 vitórias, a maioria com goleadas. 

Fotos do arquivo de Zezito:

Torneio de basquete - quadra G.E. Olímpico

   O Ipiranga foi o campeão. Final: Ipiranga 34 x 26 Grêmio Estudantil Blumenauense. Zezito foi o cestinha da partida. Da esquerda para a direita: em pé , Staimbak, Néfe, Werner Greul. Agachados: Vila , Zezito e Evaldo.

7 de setembro 1951 – Gaspar.- C. A. Tupi  4 x 1 Palmeiras   ( juvenis). Duas semanas depois a revanche em Blumenau na Rua das Palmeiras , com atuação primorosa do Zezito , elogiado pelos jornais da época , o Palmeiras venceu por 3 x 2. Jogadores do Palmeiras com a camisa branca , da esquerda para a direita, Hercílio ( de gorro ), Zezito, Jali (de costas ) e Carlinhos.  

    Palmeiras 3 x 3 Beira-Mar - clube de jogadores adultos da praia da Armação, Novembro 1951, estádio do Palmeiras, que na ocasião havia recebido um Circo para espetáculos noturnos, Da esquerda para a direita : em pé – Bob, Jali , Gordinho , não recordo , Zipf , Darci , Zezito , Baumgarten , Hercílio , não recordo ; agachados : Itinho ( excelente goleiro  titular ), Ivo Maas , Marinho , Horst, Luizinho , não recordo e Carlinhos,

¹Coronel José Manoel Luís da Silva

Graduado pela Universidade Federal do Paraná, em física e matemática.

Depois que foi para a reserva, trabalhou em astronomia e observação, no Observatório Nacional do RJ – entre 1968/1972, pela NASA – E.U.A., onde estagiou em algumas oportunidades. Ainda presta relevantes trabalhos para a NASA, com suas observações. Diretor do Observatório e Planetário do OACEP e Presidente do CACEP.

Fonte; Coronel José Manoel Luís da Silva; arquivo José Manoel Luís da Silva; Adalberto Day 

quarta-feira, 7 de julho de 2021

- BluGarciense

Registro:
Em conversa com o amigo Arquiteto e Urbanista Celso Gauche, sugeriu que me intitulasse como BluGarciense, Assim como qualquer cidadão nascido no Grande Garcia e foi morar em outra localidade de Blumenau, possa pelas suas raízes assim ser conhecido.
BluGarciense – criado pelo Arquiteto e Urbanista de Blumenau, Celso Gauche, para designar cidadão nascido em Blumenau, no Grande Garcia ou Reino do Garcia.
Foto do Grande Garcia ou Reino do Garcia de 1977
Lembro-me também que em 2007 o amigo José Geraldo Reis Pfau, publicitário já me orientava neste sentido. 
Garciense: Cidadão Nascido em Blumenau ou outra cidade, que mora no Grande Garcia, composto de 6 bairros: Ribeirão Fresco, Garcia, Vila Formosa ,Valparaiso, Progresso e Glória.
 Para saber mais acesse:
Humor no Reino do Garcia.
Decreto Oficial do Reino do Garcia.

Arquivo de Adalberto Day 

quinta-feira, 1 de julho de 2021

- Blumenau e sua história

Apresentamos para sua facilidade vários links sobre a história de Blumenau e melhor pesquisa de acesso. Clicando em cada tema escolhido ou de consulta irá abrir aquilo que desejar saber. Muitos assuntos, nem eu e  você  aprendemos nos bancos escolares. São mais de 700 que apresentamos das  que já postamos.
Nossa história -  escolha o tema e clique no link:
Dr. Hermann B.O. Blumenau
Os 17 Primeiros Imigrantes
Como viveram os primeiros colonos
As casas de Dr. Blumenau
Coragem para enfrentar o desconhecido
Dr. Blumenau retorna à Alemanha 1866
O cemitério onde Dr. Blumenau foi enterrado
A emancipação da colônia Blumenau
Nossa Casa em Blumenau
A Bandeira do município de Blumenau
Sem terra, sem rocça
Maternidade Johannastiff
Passeando pela Memória dos "TÚNEIS" DE BLUMENAU
O Assassinato do comandante do Vapor Blumenau
Tragédia enlutou Blumenau
O dia em que o Estado de SC chorou
Rio Itajaí Açú  
Blumenau anos 19(60)
Um passeio pelas ruas de Blumenau
Um Passeio pela Rua Principal de Blumenau I
Um passeio pela rua principal de Blumenau II 
Um passeio pela rua principal de Blumenau III
O destemido Vapor "PROGRESSO"
Nossos Barcos
Salvamento do Vapor Blumenau
Fogo na Prefeitura de Blumenau
A Pedra da Lontra
Vivências e narrativas
O Passageiro em primeiro lugar
A Criatura
A Historieta do Torna-pó
Protesto em Blumenau em 1934
23 BI Batalhão de Infantaria II
Stammtische em Blumenau
Submarinos alemães: Mitos e Lendas 
Frohsinn
Blumenau e Gramado
Paralelepípedos e Reminiscências da rua XV
A Prainha
Marco Zero de Blumenau
Oktoberfest em Blumenau
FAMOSC
FAMOSC: O pavilhão
FAMOSC: A Jarra Comemorativa
O Badalo dos SINOS
Os vários Mitos que cercam o Teatro Calos Gomes
O Castelo da Havan
A Inauguração do Castelo da Havan
A Ponte Preta
Ribeirão Garcia
Museu da Família Colonial
Estação Ferroviária de Blumenau e a Macuca
A Praça da Estação
O centenário da EFSC
Sem trem “13 de março 1971”
A "Streichorchester"
Metamorfose Urbana
Dirigível Zeppelin
A "Rua do FANTASMA" em Blumenau
Nosso irmão, o Bugre.
As duas roseiras de Dr. Blumenau
A Casa de BUSCH
Encontro com a onça Pintada do Spitzkopf
Nossa Senhora e São José
Complexo Turístico Moinho do Vale
A imigração vista pelos olhos de uma criança
Desordem Institucional
O trenzinho da HM
Alemão dormindo a “siesta”
Uma Luz no fim do túnel
A Stadtplatz
O Centro Histórico de Blumenau e o descaso
As Palmeiras da Alameda Duque de Caxias
"Alameda" Rio Branco
A Rua Amazonas
O primeiro Acidente de trânsito Fatal em Blumenau 
Auf Wiedersehen, Blumenau!
Lenda Urbana: enterrados vivos?
Sambaquis
“DAS FRAUENSCHIFF”
Revolução de 1930 em Blumenau
Tomada de Blumenau no movimento de 1930 
Rádio/Imprensa 
O dia mundial do Rádio 
O Dia do Rádio no Brasil
Histórias que o Rádio conta
PRC 4 Rádio Cultura de Blumenau? 
PRC4 Rádio Clube de Blumenau
Radio Nereu Ramos de Blumenau

Escolas/Ensino

Esportes
Tabajara Tênis Clube
Um drible na história
Bairros/Distritos
A Origem dos nomes dos bairros
Cinema
Vídeo Férias no Sul
Filme Férias no Sul 45 anos
O Cine Garcia
Cine Garcia: O Cartaz anuncia
Blumenau, dos cinemas que eu amo!
Filme 3D em Blumenau
O cinema em Blumenau
O cinema em Blumenau parte II
O cinema em Blumenau parte III
O cinema em Blumenau parte IV
O cinema em Blumenau parte V
O Cinema em Blumenau parte VIII 
O cinema em Blumenau parte IX
O cinema em Blumenau X
O cinema em Blumenau parte XI
O Cinema em Blumenau – Parte XII
O cinema em Blumenau parte XIII
O Cinema em Blumenau  parte XIV
O Cinema em BLUMENAU – Parte XV
O Cinema em BLUMENAU – Parte XVI
O Cinema em Blumenau - Parte XVII
O Cinema em Blumenau – Parte XVIII
O Cinema em Blumenau - Parte XIX
O Cinema em Blumenau parte XX
O Cinema em Blumenau – Parte XXI
O cinema em Blumenau parte XXII 
Histórias do Rádio blumenauense
Troca de Gibis


Empresas/Comércios/Hospitais 
A CIA Hering e sua história de sucesso
Garcia & CIA. Hering
A Marca centenária da EI Garcia
Probst & Sachtleben
Os 140 anos da E.I. Garcia S/A.
Festejos no centenário da EI Garcia em 1968
Artex
A marca Artex
Natureza
A descoberta do SPITZKOPF
O Morro do Spitzkopf
Clube do Spitzkopf
O Morro Spitzkopf após a tragédia de novembro 2008 e o seu futuro
Encontro com a Onça Pintada no Spitzkopf
Ernesto, autobiografia

Hotéis 

Igrejas 
Catedral São Paulo Apóstolo 

Diversos
No tempo da etiqueta de papel 
No tempo da ditadura
Casas Populares
Ilhas Urbanas
A Promenor
Orquestra de Câmara de Blumenau 
O Aeroporto que Gaspar...e Blumenau, um dia perderam!
100 anos de Escotismo em Blumenau
Zangão
Gincana com Lambretas
As pontes de Blumenau
Ponte do Salto
Ponte Foz do Ribeirão Garcia
Fábrica de Chapéus Nelsa
No tempo das “Caleças” Fúnebres
Jornais de Fofoca
O Crime da Mala!
S.R.D. Centenário
Mamonas Assassinas em Blumenau 
Se desejar entrar direto no site-blog e pesquisar todas as postagens, clique em: 
Adalberto Day
Arquivo de Adalberto Day

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...