"A Educação é a base de tudo, e a Cultura é a base da Educação"

Seja Bem-Vindo e faça uma boa pesquisa!

terça-feira, 24 de abril de 2012

- A vida religiosa no inicio da Colônia Blumenau

A HISTÓRIA DE BLUMENAU REVELA:
VIDA RELIGIOSA EM BLUMENAU

A imagem de 1876 mostra a inauguração da Igreja Matriz São Paulo Apóstolo, de Blumenau. No alto das escadarias está o padre Jose Maria Jacobs. A foto está presente no arquivo histórico da cidade de Braunschweig, na Alemanha.
Imagem: arquivo pessoal de Carl Heinz Rothbarth

Artigo extraído do Der Urwaldsbote- Ano 33 nº 2 - Fevereiro/ 1926. Número Comemorativo pelos 75 anos de Fundação de Blumenau. Curta apresentação estatística e histórica sobre a Emigração dos Colonos Alemães de Confissão Católica em Blumenau. Construções e reformas de igrejas na Comunidade Evangélica.

Catolicismo:
No ano de 1854, chegaram os primeiros emigrados católicos da Alemanha. Eram ao todo 7 (sete). O ano de 1861 trouxe número maior, 150 católicos badenses que na maioria foram estabelecidos na área superior do centro da cidade. No ato de 1864 foi construída a primeira capela católica que até 1870, era visitada de quatro em quatro meses por um padre da vizinha comunidade de Gaspar, o Padre Gattone, até que os católicos receberam seu próprio Padre na pessoa de P. Wilhelm Römer. De acordo com o livro de registro da Paróquia no ano de 1871 o número de emigrantes católicos era de 652. O citado padre, no entanto só permaneceu 3 anos em Blumenau, assim de 1873 até 1876 incansável o padre de Joinville Padre Carlos Boegershausen visitava Blumenau e isto quatro vezes por ano. Felizmente por esforços deste, conseguiu convencer um padre a vir para Blumenau e o mesmo era P. José Maria Jacobs, natural de Aacher.
No ano de 1878, foi nomeada a Comarca de Blumenau para Paróquia autônoma e Padre Jacobs designado como primeiro padre. Este cargo ele ocupou fielmente por 14 anos. Muitos méritos obteve pela dedicação que demonstrou pela juventude. Assim com grandes sacrifícios pessoais fundou o Colégio São Paulo, que em pouco tempo foi muito procurado e por anos foi a instituição de ensino com aspecto superior. Sob a direção de Pe. Jacobs também foi terminada a construção da Igreja de São Paulo Apóstolo. Foi inaugurada digo, construída com auxilio do governo por aproximadamente 60 contos e inaugurada no dia 24 de dezembro de 1878? (1876). Além desta igreja em Blumenau, Padre Jacobs ainda tinha que administrar mais 13 capelas na extensa comunidade. Quando por fim resolveu para recuperar sua saúde abalada, voltar para sua pátria, esforçou-se a interessar os franciscanos que neste meio tempo haviam chegado à Teresópolis. O atual bispo atuando em Santavern Pe. Dr. Amandus Bahlmann atendeu aos apelos do Pe. Jacobs e veio para Blumenau em princípios de 1892, quando declarou-se pronto a assumir a paróquia e o Colégio, nomeado o já falecido P. Zeno Wallbroehl como sucessor de P. Jacobs. Assim este podia finalmente empreender sua viagem para a Alemanha. Infelizmente o P. Jacobs não chegaria a sua Pátria, no rio de Janeiro foi vitimado pela febre amarela e faleceu a 1º de agosto no Hospital desta cidade. Quando o Colégio foi assumido pela Ordem Franciscana, o mesmo contava com 40 crianças, os professores eram três padres e três civis. No ano seguinte o Colégio recebeu o auxilio de mais dois padres formados na Alemanha o Frei Bertholdo e Frei Cesarino que já haviam lecionado por alguns anos na Alemanha.
Tradução Edith S. Eimer /agosto/ 1985.
**********************************

COMUNIDADE EVANGÉLICA
“ Der Urwaldsbote” ano 66 – sexta-feira – 15 de fevereiro de 1929. Construções de Igrejas: Lokalnachirchten (Notícias Locais).

Nos altos Distritos de nossa colônia, assim como no distrito Rio do Sul, como também Hansa, os viajantes têm sua atenção chamada para uma série de bonitas construções de igrejas e que embelezam a paisagem.
Isto pode ser afirmado pela apresentação da pequena e nova igreja de Trombudo Central, onde a comunidade evangélica com muito sacrifício conseguiu construir esta igrejinha. Da mesma forma está pensando a numerosa comunidade de sua igreja na margem esquerda do rio, não podia ser melhor escolhido o local. Já iniciaram os trabalhos de plainagem e as escavações para o fundamento. Deste local se tem uma visão ampla e agradável sobre o centro da cidade, que se desenvolve rapidamente. Como ouvimos dizer a comunidade católica também pretende iniciar em breve a construção de uma linda igreja.
A todos os visitantes da Hansa, tanto faz se vem do Braço do Sul, da Estação Hansa ou Taquaras todos têm a atenção chamada para a bela igreja evangélica da comunidade Harmmonia. Também numa alegre colina ergue-se a construção que apesar das possibilidades modestas pode ser considerada excelente solução. A primeira fase da construção já terminou e os acabamentos internos são feitos a todo vapor e assim espera-se inaugurar a mesma no domingo antes de Espírito Santo (12 de maio do corrente ano) e para a qual já estão em andamento os respectivos preparativos.
No caminho para a estação indígena no Rio Plate na margem esquerda do Rio Hercílio na embocadura do rio Scharlach ergue-se a igreja católica e que domina o Vale. A igreja se inclina mais para o estilo antigo, mas adapta-se maravilhosamente em forma e deve ser a única em seu estilo aqui na colônia.

No rápido e florescente centro da cidade Neu-Breslau já encontramos uma magnífica igreja católica. Mas também aqui em Neu-Bremen pretendem iniciar logo e pode-se dizer que já foram iniciados os trabalhos para uma igreja. Assim em pouco tempo estas duas comunidades evangélicas terão as suas igrejas.
Tudo em conjunto são justamente as construções destas igrejas que dão prova do espírito religioso de nosso povo nestas altas de distritos o que enche-nos de verdadeira alegria.
Tradução Edith S. Eimer/setembro/85.
“ Der Urwaldsbote” – ano 34 – nº 80 - terça-feira – 05 de Abril de 1927

IGREJA EVANGÉLICA
Reforma da Igreja Evangélica
Na reforma da Igreja evangélica, foi feito um achado interessante. Sábado dia 26 de março de 1927 os pedreiros, ao derrubar uma parede em frente a porta principal depararam com uma caixa de cimento dentro da qual encontraram-se documentos do lançamento da pedra fundamental. Uma caixa de zinco estava dentro da parede de cimento, totalmente oxidada, assim que os jornais do ano de 1859 e 1863 estavam quase ilegíveis. Os verdadeiros documentos encontraram-se dentro de uma garrafa fechada e estavam intactos. Como, porém a garrafa apresentava uma rachadura a Diretoria da Igreja resolveu abri-la e numa nova garrafa junto com os velhos documentos colocados novos e também atualizados. 50 anos se passaram apenas desde que os documentos foram cimentados na Igreja, mas são também um documento vivo do desenvolvimento de Blumenau. As velhas gravuras dão um quadro vivo como eram pequenas, pode-se dizer mesmo pobre apresentava-se naquela ocasião a nossa cidade. Apenas pode-se ver duas ruas, a atual rua das Palmeiras ainda sem palmeiras e a Rua XV de novembro. Além destas gravuras encontrava-se na garrafa fotografias de homens que já não vivem mais. Assim como fotografias de algumas bonitas casas, hoje em ruínas e em seus terrenos encontravam-se vistosos palacetes e que contrastam com a visão daquele tempo.
No dia 4 de abril a pedra fundamental foi recolocada em presença da Diretoria para que no futuro possa dar prova de nosso trabalho daquele tempo e o de hoje.
Der Urwaldsbote - ano 34 - nº 66 - terça-feira - 15 de fevereiro de 1927

Igreja Evangélica
Passaram-se agora 50 anos desde que a Igreja Evangélica foi erguida com a ajuda do Governo. Naquela época o catolicismo ainda era a confissão estadual e não foi permitido a outros de confissões diferentes construir igrejas com torres. Mas o arquiteto Henrich Krohberger, conseguiu o mesmo objetivo sem torre, quando elaborou uma artística abóbada que tanto internamente como externamente impressiona a todos. Em grande arcada une-se a madeira artisticamente no subtropical com um severo estilo gótico. Neste ano a direção da comunidade procedeu a uma reparação. O Madeirame não apresentou nenhuma alteração. Mas naquela época empregava-se realmente madeira boa em profusão. O Arquiteto Krohberger bem como o carpinteiro Senhor Külps fizeram um trabalho maravilhoso. Com o carpinteiro Külps o fiscal da Câmara senhor Otto Wehmuth fez o seu aprendizado e trabalhou a melhor madeira. Assim todo o madeirame que é de pura canela preta, apresentava-se sem defeito e em perfeito estado de conservação e nos 50 anos de uso não mostrou nenhuma alteração.
Os trabalhos de restauração estão atualmente nas mãos do carpinteiro Bruno Wehmuth e o projeto da escadaria de acesso será aprovado na próxima reunião da Diretoria.



Revista Blumenau em Cadernos – Tomo XXVI – Setembro de 1985; Nº9, págs. 264,265,266,267.
Colaboração e arquivo: Sávio Abi-Zaid/Dalva e Adalberto Day


Para saber mais acesse:

5 comentários:

Marlise disse...

Olá Adalberto,

Interessante artigo.

Depois da grande leva de católicos emigrantes em 1861, no ano de 1862 chegaram mais alguns badenses e estes juntamente com os que já estavam aqui construíram a primeira capela católica no Garcia.
Após isso, anos mais tarde foi iniciada a construção da igreja que vc cita no artigo.

Dentre os primeiros católicos que concretizaram esta pequena construção alguns eram das familias Zoz e Vogel, meus antepassados, que depois mais tarde foram instalados no Encano.
Dali, caminhavam cerca de 20km para casar e batizar os filhos que nasciam em casa, na igreja no centro da colônia.
Dada a dificuldade de acesso, resolveram então em comunidade construir a primeira igreja católica no Encano Alto.
Esta igreja ainda existe mas encontra-se desativada. Já foi restaurada mas precisa de uma nova restauração devido às intempéries.

Minha preocupação é de que algum dia seja demolida.

Marlise Frotscher Milbratz

Rubens Heusi disse...

Jamais deveriam ter derrubado esta Igreja pois fazia parte da historia da cidade.Totalmente pintada em seu interior com motivos religiosos era uma obra de arte.Espaço havia para a construção da atual.O Brasil não tem história devido a estas decisões unilaterais.É lamentável!

Sérgio Schaefer disse...

Bom dia Beto,

Dentre os primeiros badenses que chegaram em SC, cito meu bisavô, Eugen Schäfer (sim, a grafia original trazia o trema) que aportaram em Brusque e Guabiruba. Meus pais,Theobaldo e Catharina Schaefer se casaram nessa igreja em 1940. Pena que foi demolida.
Saudações

Sérgio Luiz Schaefer

valdir Salvador. disse...

Amigo Adalberto, passe a crer o não, mas eu vou contar, certa vez um amigo meu la do Norte do Brasil, seu Deniz homen de mais de 80 anos hoje falecido, contou-me um historia que eu passei acreditar e ficar de olho em demolição de igrejas catolicas. dizia ele que os Gezuuitas quando aqui passavam ian pedindo donativos em todas as especies ,inclusive em dinheiro e ganhavan tambem em ouro, quando chegavam em cidades que estavam construindo igrejas,para gardar todo o arrecadado convertian em ouro e colocavam em uma bola de cimento que era colocada logo abaixo da cruz que fica colocada na torre da igreja para que quando for demolida poderia ser usado na nova e maior Igreja a ser concluida. sabes quando passo por uma Igreja geralmente no interior eu vejo la no alto aquela bola embaixo da cruz fico pensando sera verdade? contei o que ouvi não posso provar nada mas não deixa de ser um bonita historia não achas ? conta esta para o Zé Pfau ele vai adorar nossa criatividade poderiamos antigamente fazer uma cena de novela na epoca, abraços Valdir Salvador.

Leonardo Cesar disse...

Olá!

Sou estudante de música na Furb e estou desenvolvendo um trabalho de projeto e pesquisa com o tema "a música nas manifestações religiosas, na igreja católica ao longo do século XX". Gostaria de saber onde posso encontrar fontes para pesquisa e se você teria alguma bibliografia para me sugerir.

Grato
Leonardo Cesar Farias
e-mail: leocesar83@hotmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...