"A Educação é a base de tudo, e a Cultura é a base da Educação"

Seja Bem-Vindo e faça uma boa pesquisa!

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

- Tevelândia

Pessoas em frente à Tevelândia (loja que vendia aparelhos televisores), na Rua Namy Deeke, assistindo à primeira transmissão de TV em cores no Brasil e na América do Sul, que aconteceu em 19 de fevereiro de 1972, quando foi televisionada a Festa da Uva. (Imagem: Arquivo/Santa).
Publicado no Jornal de Santa Catarina dia 20/09/2011 - N° 12367
Coluna ALMANAQUE DO VALE
Jackson Fachini
___________________________

Em histórias de nosso cotidiano, apresentamos hoje a antiga Loja Tevelândia de Blumenau.
Por José Geraldo Reis Pfau

Criação Beto Fausel

A competente TV Coligadas conseguiu uma façanha espetacular. Fazer a cobertura do Estado de Santa Catarina a partir de Blumenau. Fato elogiado muito pela Rede Globo acho que até inédito para a época. O que se fazia. Tinha um setor de expansão que era responsável desde o transmissor no Morro do Cachorro até as demais antenas retransmissoras. A Tevelândia (cujo diretor se chamava Vascelay) com sua equipe de técnicos "fabricavam" as repetidoras. Como a linha de transmissão básica teve que ser montada com investimento pela emissora se achou uma oportunidade de ganhar mais dinheiro. Como funcionava. O setor comercial mandava seus vendedores nas cidades vender uma retransmissora (repetidoras de sinal) Esse custo geralmente era bancado pela Prefeitura, demais entidades e até comércio ou empresas. Veja só a novidade era muito grande, de ter sinal Globo de televisão na cidade. Como não tinham lojas com venda de televisores nestas pequenas cidades se colocou no pacote a compra do retransmissor e das Teve's. Neste embalo cresceu muito a Tevelândia, que era uma loja que revendia televisores principalmente no pacote das retransmissoras. ou seja o prefeito instalava a repetidora, e ajudava a vender os televisores para os moradores mais ricos na cidade. De bonificação a TV filmava o Prefeito e suas obras num programa chamado "Municípios em revista" - domingo pela manhã - feito pelo apresentador Télvio Maestrini. A Tevelândia era da Coligadas então a propaganda da loja era muito intensa. Como estava ligada a emissora só ela tinha todos os conhecimentos técnicos de transmissão, daí a exclusividade e a novidade (foto no jornal) de ter na vitrine um televisor com imagens colorida no lançamento do sinal de televisão colorida.
O aparelho de TV mais famoso se chamava "Colorado RQ" .
José Geraldo Reis Pfau publicitário em Blumenau

A TV em Blumenau e seu pioneirismo.
A primeira transmissora de televisão de Santa Catarina, foi a TV coligadas, Canal 3, de Blumenau inaugurada no dia 1º/setembro/1969 ( oficialmente em 31 de agosto de 1969) Eram transmissões experimentais com imagens somente do prefixo e sinal, com início três meses antes. A TV Coligadas Canal 3 iniciou sua programação em caráter experimental no dia 6 de maio de 1969 - exibindo o filme: “Os Esquimós” , as 20 horas. Um clássico do cinema americano, produzido em 1933 em preto e branco. Em 1º de setembro de 1969 a TV Coligadas Canal 3 com slogan de “A emissora da integração catarinense”- entra no ar, por iniciativa de Wilson de Freitas Melro, Flávio Rosa e Caetano Deeke de Figueiredo. Os dois primeiros empresários da radiodifusão (Rede Coligadas de rádios – com seis emissoras na região) e o Figueiredo empresário com origem no cinema como herdeiro de casa de espetáculo e, portanto com experiência na distribuição de filmes. Com uma programação variada, com produção ao vivo e local, mas na sequencia em boa parte da programação como filiada a Rede Globo. A TV Coligadas chegou a possuir mais de 200 repetidoras pelo estado de Santa Catarina, e suas imagens podiam ser vistas até em estados e países vizinhos. Com os transmissores instalados no Morro do Cachorro. Tudo que é novo logo passou a ser uma realidade entre os catarinenses contribuindo decisivamente para a integração e desenvolvimento em todo Estado. A programação inicialmente era trazida diariamente em fitas de vídeo produzidas pela Rede Globo. Quando da chegada da EMBRATEL em Blumenau, as transmissões começaram a serem gravadas antecipadamente ao horário da programação e feitas ao vivo. Uma maravilha na época, o telespectador iniciava a conhecer as noticias pelo Jornal Nacional e assistir transmissões de futebol. O início da TV Globo como uma rede de emissoras afiliadas por todo o país se dá a partir de primeiro de setembro de 1969 quando entrou no ar o "Jornal Nacional", primeiro telejornal em rede nacional. A TV Coligadas foi um sucesso, e criou um novo hábito e afastou um pouco o público dos cinemas locais, Cine Busch, Cine Blumenau, Cine Garcia, Cine Mogk, Cine Atlas, notoriamente houve uma queda nas bilheterias. Na época os cinemas da maioria das cidades brasileiras já estavam muito atrasados em termos de lançamentos e com pouco investimento na qualidade. Grandes Empresas como Garcia e Hering, prestigiaram o empreendimento e investiram patrocinando telejornais. E assim se aproximar ainda mais da comunidade e suas marcas Essa parceria perdurou até o 1º de maio de 1979 quando encerrou o contrato, a TV Coligadas perdeu a programação da Rede Globo, com a inauguração da TV Catarinense/RBS em Florianópolis, na capital do Estado e passou a retransmitir a programação da Rede Tupi, de São Paulo. Depois com a crise da Rede Tupi, a nossa TV Coligadas Canal 3, foi vendida para o Grupo Petrelli para no ano de 1980 para o Grupo RBS para se tornar uma emissora da rede do grupo nesta região do Estado.

Para saber mais acesse:

Arquivo Adalberto Day – Colaboração José Geraldo Reis Pfau – publicitário em Blumenau

9 comentários:

ARLETE TRENTINI DOS SANTOS disse...

Este artigo cutucou mesmo o nosso passado.
Nós vimos a festa da uva na tv a cores.
A gente até achava que aquilo era lindo.Parece que nem faz tanto tempo,graças a Deus a evolução está sendo rápida...que benditas mudanças.TEVELÂNDIA,COLIGADAS, eram motivo de orgulho de todos os catarinense.
Abraços gasparenses Arlete Trentini dos Santos
Parabéns mais uma vêz.

Ivo disse...

Adalberto,

Mais uma grande recordação. Nascido que sou em 1970 e morador que era da Namy Deeke, recordo-me bem da Tevelândia bem como da TV Coligadas, localizada na Rua Getúlio Vargas, transversal da Namy Deeke. Some-se a isso a Casa Royal (revenda Chevrolet), Maba Judô Clube, Posto Royal, Hermes Macedo, Despachante Tobias, Galeria Açu Açu (Lindolfo Bell e Elke Hering Bell) enfim, as atividades comerciais da redondeza da Namy Deeke eram especiais.

Abçs,

Ivo Antônio Reinert Prim

Carmen Lucia Rosa Vianna disse...

Muitas saudades daquele tempo. Fico sempre feliz quando alguém lembra do nome de meu pai, Flávio Rosa, quase sempre esquecido quando se fala de realizações em benefício de nossa cidade.Sempre muito modesto nunca se deu conta do quanto contribiu para o desenvolvimento de Blumenau nas comunicações.Obrigada pela lembrança. Carminha

Osmar Hinkeldey disse...

Muito legal este resgate histórico das telecomunicações, principalmente no que diz respeito a Blumenau através da TV Coligadas.
Lembro também da Copa do Mundo de 1970 no México, que assistia na casa do amigo vizinho, porque meus pais ainda não tinham TV.
Isto foi notável e um avanço significativo de grande alcance.
Parabéns ao escritor.

Djalma Fontanella disse...

Boa reportagem esta.Meu pai tinha uma Colorado RQ e o teu uma Telefunkem. Isto depois de trilharmos a rua da Gloria em direção a casa do seu Edelui Massaneiro para assistir esta maravilha que se chamava televisão, coisa que só ele, Nelson Oliveira tinham. Bons tempos.

Rodrigo disse...

Rodrigo Santos

Adalbertoday Interessante a história da TV em Blumenau. Meu avô Wilson Santos apresentou o "Telejornal Malhas Hering" naquela época.

valdir Salvador disse...

Vamos la grande Zé Reis Pfau, antes ainda do Morro do cachorro, tambem pegavamos direto de Curitiba,talves com 5 por cento de imagem,senhor José pergunto voce tem esta T.V que aparece na foto , se algem tiver eu compro, o Honibus da t.v. canal 3 podes ficar para espor junto as tuas belas miniaturas de motos. 06-05-69,a partir dai quando as famosas lojas Hermes Macedo ( Famosa pela pessoa que as comandava Sr. Osmenio Pau ) tambem começou a revender a novidade em T.V, nos eu e o sr. Cesar Rebelo então meu chefe de secção,vendiamos a t v e como bico de venda tambem a antena com direito de entregar instalada, ai vinha o perigo de não achar o sinalcom esta topografia de Blumenau rodeada de morros quase moriamos, de trabalho para dar conta do recado, era eu com uma antena na ponta de uma vara de bambu ao redor da casa e o Cesar dentro de casa sintonizando o canal,uma vez eu estava cansado e brabo larguei a antena no chão e o Cesar gritou la de dentro ai ai não mexe esta pegando bem,ele não via que eu estava ao seu lado e falei e agora a antena esta la no chão fica la? ficamos todos a nos divertir rindo da situação e assim foi a vida na chegada da famosa T.V., Zé nem te conto la em casa na rua México foi a primeira t.v foi la em casa, rapaz quando eu vinha do serviço a casa estava lotada de crianças e adulto, eu um dia falei para minha esposa sabes nos deviamos cobrar um ingresso pois iamos ganhar um bom dinheiro Ha Ha Ha.ZE pfau eu estava lembrando sabes o que não teve sucesso na nossa vida foi as novelas que nos gravavamos lembrate faziamos ate novela de terror, mas nem todos tem a mesma sorte né Zé. abraços meu grande amigo a voce e ao Adalberto. deste que tanto os admira Valdir Salvador.

zepfau disse...

Ze Pfau complementa
Em conversa com o amigo Gilson Soutinho soube que o Sr. Arlindo (avô) Eugenio (pai) e Antonio/Bibe (tio) foram os fundadores da Tevelândia. Na época donos da Tem-Tem Acessórios. Colocaram o colaborador Vascelai como sócio. Depois os três venderam a empresa para o Dr. Wilson Melro. A primeira compra de RQ Colorado foi de 50 aparelhos e todos vendidos para funcionários do Banco do Brasil. Só no segundo lote é que a loja foi aberta.

Ary disse...

Ary Lingner Comprei uma Colorado RQ, era a febre do momento, mas o caso mais interessante foi assim, o Sr. Richard Paul Werner e eu fomos a tevelandia dia 22 de dezembro comprar uma tv para a casa de praia do Sr. Werner em Balneário Camboriú, mas demorou um pouco para sermos atendido: o Sr. Werner já nervoso e com razão gritou, ou vocês me atendem, ou compro esta loja e demito todos vocês,. o Pasold que era atendente de imediato nos atendeu, foi hilariante, ai ficaram conhecendo o Sr. Richard Paul Werner, um santo homem que Deus o tenha em bom lugar.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...