"A Educação é a base de tudo, e a Cultura é a base da Educação"

Seja Bem-Vindo e faça uma boa pesquisa!

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

- Tesoura Jr.

Tesoura Jr. e Sestrem em 2001
Foto: Jornal Voz da Razão. divulgação.
Uma breve história do grande radialista Tesoura Jr. falecido em 24 de janeiro de 2014.
Nascido no dia 23 de março de 1916, Tesoura Júnior faleceu  dia 24 de janeiro de 2014 aos 97 anos.
- Tesoura Júnior nasceu em Rio Bonito, hoje Caiapônia, Goiás em 23 de março de 1916. Seu nome verdadeiro é Victoriano Cândido da Silva sua trajetória de vida antes de chegar a Blumenau foi uma verdadeira odisséia, contada no livro “Memórias de um Blumenauense nascido em Goiás” , de agosto de 1991- Fundação Casa Dr. Blumenau com prefácio de José Gonçalves Jornalista e escritor. Lutou na Revolução Constitucionalista de São Paulo de 1932, em Mato Grosso com as forças do governo Contra os Revoltosos Paulistas, na época em que o presidente era Getulio Vargas.

O apelido famoso:
- O apelido foi uma brincadeira que ele mesmo criou. Ele não queria que as pessoas soubessem quem era ele, e se infiltrava mais facilmente com o anonimato. A tesoura corta, picota, fura. Dá o furo de reportagem – comentou em seu livro.
- Tesoura andou por várias cidades catarinenses, antes de aportar em Blumenau em definitivo em abril de 1944, na função de guarda sanitário. Passou a primeira vez por Blumenau em 1932, vindo de Florianópolis com destino a Joinville, São Francisco do Sul. Chegou a morar no antigo Hotel e Pousada da família Hinkeldey no bairro Garcia. Tesoura jogou futebol pelos aspirantes do palmeiras, vasto verde, bandeirantes e outros clubes de Blumenau. Tesoura Junior trabalhou no programa “a marcha do esporte” criado em janeiro de 1940, por Pereira Junior. Esse programa ia ao ar todos os dias das 12:30 hrs as 13:00 hrs. na PR C4 Rádio Clube de Blumenau. Trabalhou nesse programa com José Gonçalves, Jeser Jossi Reinert, Adolfo Nolte de 1946 até 1984. 
Tesoura Jr. e Hamilton Antônio
Foto reprodução
A “Marcha de esporte” chegou a atingir 95% de audiência em todo vale do Itajaí. Tesoura comandou o esporte na Rádio Clube de 1954 até 1984. Arquivo Adalberto Day/“Memórias de um Blumenauense nascido em Goiás” , de agosto de 1991- Fundação Casa Dr. Blumenau”.
Ouça o prefixo da Marcha do Esporte:
Arquivo : Adalberto Day
Acesse Também:

13 comentários:

EDEMAR ANNUSECK disse...

Tesoura Junior foi um ícone do rádio de Blumenau. Conheci Tesoura Junior lá por 1956 algo assim num domingo (eu com 10 anos) quando ele percorria em companhia de um dirigente do Guarani FC a rua 2 de Setembro para liberar uma linha telefônica. Avistei-o de longe ao lado de um diretor do Guarani. E fiquei surpreso porque não era a figura que na minha infâncfia imaginava. Sempre havia pensado num senhor de baixa estatura e que usava um boné branco. Tesoura Junior na verdade tinha uma boa estatura. A PRC4 iria transmitir à tarde um jogo do Guarani. Mais tarde participei com Tesoura Junior numa resenha esportiva da Clube, eu como curioso na época. A partir de 1964 quando ingressei no rádio nossos contatos foram mais frequentes especialmente nos estádios. Vitoriano Cândido da Silva marcou época com a Marcha do Esporte e especialmnente pelo seu amor ao Grêmio Esportivo Olímpico de quem sempre tinha as notícias em primeira mão. Lamento seu passamento c om a certeza de que seu nome ficará eternamente gravado na memória do rádio e dos desportistas blumenauenses. Tesoura Junior cumpriu sua tarefa aqui na terra e agora vai descansar junto de DEUS. As minhas condolências a família.

Anônimo disse...

BOA NOITE SR DAY.
ESTE NOME FEZ REALMENTE PARTE DE MAIS UMA HISTÓRIA DA RÁDIO .
QUANTAS VEZES ESCUTEI ESTE NOME.É, A GENTE NUNCA CONHECE ESTAS PESSOAS QUE VIVEM ATRAZ DO MICROFONE.SENTIMENTOS A SEUS FAMILIARES E AMIGOS.
ABRAÇOS GASPARENSES DA ARLETE TRENTINI DOS SANTOS

Henry disse...

Adalberto
Conheci o Tesoura quando morava no final da Alameda Rio Branco, inicio da Hermann Huscher, enfrente a casa do Vitor F. Saísse.
Feliz ele poder ter alcançado 97 anos, um repórter autêntico, com caráter, sabia fazer muito bem seu trabalho, com muito amor.
O Que hoje falta muito em grande parte dos profissionais, apenas ocupam espaços, sendo mais um.
Como Ninguém fica para semente.
Que alcance um bom lugar.

Abraços.
Henry Georg Spring

Lauro Bacca disse...

Esse foi daqueles relativamente raros profissionais que merecem, de fato, o reconhecimento de que fez da profissão um sacerdócio.
É a impressão que me ficou.
À ex-colega de faculdade e amiga Nívea nossas condolências e a sensação de que Tesoura Jr combateu o bom combate!
Gentileza quem tiver o emeio dela, reenviar,
Grato,
Bacca e Êdela

Waldir disse...

GRANDE TESOURA JR O CÉU O ESPERA JUNTAMENTE COM OS SEUS CRIADOS ONÉLIO CAVACO,E RODOLFO SESTREM
Waldir Mafra

Suelita disse...


Conheci muito bem o seu Victoriano. Ele era amigo de meu pai e frequentava nossa casa. Eu era criança, mas me lembro muito bem dele. Ele era também locutor esportivo e várias vezes o escutei no rádio, comentando partidas de futebol. Lamento a noticia. Meus pêsames à família.
Suelita Beiler

Hermes disse...


Acho que começava o programa assim "meus amigos do esporte, boa tarde". Grande comentarista esportivo....Mas chegou perto dos 100 anos, coisa para poucos, muito poucos...
Hermes Isleb

Anônimo disse...

Adalberto,

Triste notícia.
Tesoura Júnior foi um ícone do rádio Blumenauense. Exímio comentarista, cidadão do bem. A família Siegel é bastante grata ao Tesoura Júnior porque sempre tecia boas referências do nosso clã em seus comentários. Ele adorava o Nilson Siegel (Bigo). Ele dizia que o Bigo foi o melhor centroavante que ele viu jogar. Dizia ter o 'FARO DO GOL'. Sem dúvida marcou época e ficará na memórias dos desportistas desta cidade. Descanse em Paz depois de desfrutar a vida por 97 anos.
Adilson Siegel (Ticanca)

Urda disse...

"Eu conhci bastante o seu Tesoura Júnior. Tanto de ouvi-lo no rádio, quando era criança, até passar a atendê-lo na Caixa Econômica Federal, muitas e muitas vezes. Era sempre um homem simples e muito educado, ao contrário de certos comunicadores que, à menor famazinha, não conhecem mais ninguém. Gostava muito dele. Nos últimos tempos em que o atendi, pouca gente, penso, ainda se lembrava dele, pois o mundo correra e outras e outras pessoas ocupavam o rádio. Então acho que ele ficava bem feliz quando eu o atendia dizendo: "Pois não, seu Tesoura?". Tenho uma lembrança muito bonita dele!
Urda Alice Klueger

Nilton S. Zuqui disse...

Meu caro Adalberto, eu não o conheci mas entendo que SC perde uma lenda no Radio. Tenho ouvido falar sempre muito bem dele !!!!

James disse...

Adalberto
Isso é que eu chamo de uma grande PERDA. Não conheço a familia, mas por favor transmita meus pêsames sinceros. Ele entrevistou meu padrinho Manoel Joaquim Lopes aqui na Gruta Azul quando fomos todos jantar.....Lopes foi o maior Presidente da historia do Vasco da Gama...Ele me deu o distintivo do Vasco com 16 brilhantes ao redor que só os Presidentes do Clube ganhavam na POSSE. Minha mulher ficou com os diamantes e o distintivo dei de PRESENTE ao Tesoura... Grande personagem da historia do Esporte e do radio Blumenauense. Esses NUNCA deveriam morrer....
James Locatelli

Geraldo Pfiffer - Funcionário Público disse...

Quando eu ainda era criança ja ouvia o programa da Rádio Clube de Blumenau a Marcha do Esporte, que Tesoura Junior apresentava com orgulho dedicação e muita emoção, principalmente quando comentava os resultados dos jogos de Palmeiras e Grêmio Esportivo Olímpico, onde também tinha muito amor pelo clube da Baixada. Tenho saudades daquela época, onde esperava com ansiedade o início de seus programas esportivos, a qual fazia com muita seriedade e inteligência. Tesoura era apaixonado pelo esporte. Gostava também muito do SESI, onde no dia 05 de junho de 1982, na manhã daquele domingo ele mesmo organizou uma Corrida Rústica com largada e chegada no SESI. Nunca esqueço daquele dia, onde fiquei em 9º lugar na classificação geral e decidi a partir daquela corrida que Tesoura organizou, a fazer parte da equipe oficial de atletismo do Grêmio Esportivo Olímpico, a convite do Professor Paulo Cézar Zimmer, que hoje reside em Florianópolis. Jamais esquecerei daquele dia, pois a tarde no intervalo do jogo decisivo da Copa do Mundo entre Itália x Alemanha, decidi fumar o último cigarro da minha vida. Aquela corrida me deu o incentivo precisava para largar o cigarro, em troca da prática de corridas de rua. Nunca vou esquecer disso. Parabéns Tesoura Junior, você foi o ícone do esporte e do rádio, que Deus o tenha lá no céu. Meus sentimentos para toda sua família. Parabéns a você Adalberto, por trazer para nós as histórias deste exemplo de ser humano, que deixa um legado de ensinamentos para todos nós. Com certeza vai nos deixar também com muitas saudades.

Wieland Lickfeld disse...

Caro Adalberto, há alguns anos adquiri num sebo de Blumenau o livro 'Memórias de um Blumenauense nascido em Goiás', escrito por Tesoura Junior. Garimpeiro que sou de referências aos nossos antigos hotéis, eis que encontro no relato da sua chegada em Blumenau a informação de que passara suas primeiras noites na cidade no Braz Hotel. Com o intuito de entrevistá-lo, encontrei na lista o número do seu telefone. Atendeu-me solícito e, à pergunta se poderia fazer-lhe uma visita para conversar sobre suas lembranças dos tempos em que chegou à cidade, respondeu: "Mas é claro, meu filho, me avise o dia e venha." Como pude nunca fazer a tal ligação? Perda irremediável tive. Grande abraço, Wieland

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...