"A Educação é a base de tudo, e a Cultura é a base da Educação"

Seja Bem-Vindo e faça uma boa pesquisa!

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

- Família Dias


Em pé: Ledir Maçaneiro, Maria Tereza Dias, Lenir Duque,Jorge Roberto Dias, Zé Valdir, José Oliveira Dias e Marcos Aurélio Dias.Sentados: Ludgéria Habiztreuter, Eduardo Dias e Doraci Dias.
- Um pouco de sua história :
Em 2007, entre as muitas atividades e apresentações, destaca-se a produção de seu primeiro DVD. Gravado no Teatro Carlos Gomes, em Blumenau, o trabalho apresenta um pouco da história do grupo, a origem do Terno de Reis, uma autêntica visita nas casas e a encenação do Nascimento do Menino Jesus, tudo ao som de músicas de Terno de Reis, culminando num belo show feito pela FAMÍLIA DIAS. - A participação do grupo em festivais do gênero e a organização do 1º, 2º,3º,4º e 5º Encontro de Ternos de Reis (2002,2003,2004,2005 e 2006, respectivamente) em parceria com a Fundação Cultural de Blumenau, têm como objetivo o resgate e o registro da cantoria de Terno de Reis, conservando a tradição do povo açoriano, a exemplo da tradição italiana e alemã no Vale do Itajaí. Esses valores foram trazidos pelos antepassados que não esqueceram suas raízes. - Em agosto de 2006 a FAMÍLIA DIAS participou do Festival Viola de Todos os Cantos, promovido pela EPTV, na cidade de Limeira / SP (mais de 1.800 músicas inscritas), conquistando a 2ª colocação com a música “ A VIOLA E A SAUDADE”, COMPOSIÇÃO DE Zé Valdir, o que veio colocar o nome de Santa Catarina no cenário musical brasileiro. Coordenador José Oliveira Dias. Texto relativo ao DVD intitulado Terno de Reis em cena de 2007.
A tradição do Terno de Reis vem sendo cultivada pela FAMILIA DIAS há mais de 85 anos. Prova disso é que por volta de 1919, na cidade de Tubarão SC, Oliveira Moisés Dias ( o “Dindinho”) já reunia irmãos, primos, tios, entre outros, formando um modesto grupo de Terno de Reis que saía pelas noites nos meses de dezembro e janeiro a cantar versos sobre o Nascimento do Menino Jesus e a visita dos Reis Magos, com o improviso para o dono da casa, como manda a boa tradição dos Ternos. O “Dindinho” casou-se e foi com a família para a região de Presidente Nereu / SC onde continuou preservando a cantoria. Os filhos foram crescendo e aprendendo com o pai o valor de cultivar os costumes dos povos de além-mar. Quando a família mudou-se para Blumenau, em 1956, os filhos encontraram aqui outras famílias oriundas das praias catarinenses (local de maior povoação açoriana) reuniram então os parentes e continuaram cantando, agora com mais motivação, o Termo de Reis.
Ao longo de 35 anos a FAMÍLIA DIAS, agora formada com os netos e bisnetos do “Dindinho”, liderada por José Oliveira Dias, um dos filhos mais novos, faz apresentações de Terno de Reis em Blumenau, Santa Catarina e também pelo Brasil, o mesmo acontecer ando com maior intensidade no final do ano, em dezembro e janeiro.
Sempre munidos de violão, viola, acordeons, chocalho, cavaquinho, atabaque...e cantadores, as apresentações do GRUPO FAMÌLIA DIAS (homens, mulheres e crianças) acontecem geralmente após as 23 horas, quando cantam na porta das casas de amigos, parentes e pessoas que são apresentadoras do Terno, estendendo-se noite a dentro, numa confraternização muito peculiar.
- No ano 2000 a FAMILIA DIAS fez um trabalho de resgate e registro da cantoria de Terno de Reis que resultou na gravação do primeiro CD do grupo intitulado “ANUNCIANDO O NATAL”, oportunizando apresentações da tradição em diversos espaços culturais. Em 2002 a FAMILIA DIAS gravou seu segundo CD: “A ESTRELA QUE BRILHOU”. Em 2004 produziu o terceiro: “NA PORTA DA SUA CASA”. Em 2005 produziu o CD Sertanejo com músicas raiz, intitulado FAMILIA DIAS CANTA “LEMBRANDO O SERTÃO”. Já em 2006 lançou o quarto CD de Terno de Reis com o nome “PRESÉPIO VIVO”. Das 56 músicas gravadas nos quatro Cds de Ternos de Reis, 37 são de autoria ou parceria com componentes do grupo.
-

2 comentários:

Valdir Appel disse...

Bela matéria Beto.Nem só de chucrute, salsicha e chope se alimenta o nosso Vale.
Abraço.Poderias colar o video do You tube que é muito interessante:
http://www.youtube.com/watch?v=tN29xIPEmVQ

Valter Hiebert disse...

Bom dia Adalberto,

Lendo a matéria sobre terno de Reis no teu Blog, lembrei-me de uma família que tinha um conjunto musical que abrilhantava tardes dançantes e bailes do Centenário, Canto do Riuo, Jordão, São do João Item (em cima da sorveteria e mercadinho dele).

Eram os três filhos do Sr. Alfredo Machado (Botafoguense total): Silo (acordeom ensinado pelo Frei Raul), Ivo (baterista) e Zé (José, violão).

Quem pode dar mais informações e deve ter fotos é a irmã deles, Ilse, casada com o Isodro, que reside perto do terminal.

Outro figura que era folclórica era um operário da EIG que fazia apresentações em toda a cidade com ventríloquos,. Chamado de... "Boneueeiro".


Ele residia na Rua da Gloria.

Quando me lembrar de outros passo para você
Um grande abraço.

Valter

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...