“A Educação é a base de tudo, e a Cultura a base da Educação”

Seja bem-vindo (a) e faça uma boa pesquisa.

quinta-feira, 10 de março de 2016

- A marca Centenária da EIG

Apresentamos algumas das imagens produzidas durante o Centenário da Empresa Industrial Garcia.
Esta logomarca foi criada por Franz Tchersovky em 1968 pela passagem do Centenário de Fundação da empresa. Seu período de duração foi de 1968 até 1972.
Chaveiros entregue a todos colaboradores
Emblema de madeira feito pelo sr. Lotar Riedeger
Caneco com emblema da Empresa Industrial Garcia de 1969. Doada por José Carlos Rocha. A EIG foi uma das patrocinadoras do 4º Festival da Cerveja em Blumenau. Este festival foi durante os anos de 1966 até 1971.
EIG 1971
História
A primeira indústria que se instalou no bairro e mais antiga de Blumenau, foi a Empresa Industrial Garcia em 1868, na Rua Amazonas nº 4906 – CGC – 82.647.298, fundada por Johann Heinrich Grevsmuhl (que possuía em suas terras que depois foram vendidas para Garcia e Artex, uma roça de aipim com um moinho para fubá e engenho de serra) August Sandner, Johann Gauche,( Confirmado no Documentário da CIA. Hering por ocasião de seu centenário em 1980) associaram-se com um tecelão, conhecido como Lipmann (já possuía teares desde 1865) que ajudou a montar alguns teares e deram impulso na primeira indústria têxtil de Blumenau, com o nome de “Johann Henirich Grevsmuhl & Cia.” Este era o nome da pequenina tecelagem - ganhou diplomas em duas grandes exposições internacionais e algumas medalhas, na Europa. Uma dessas exposições foi no ano de 1873, em Viena (Áustria) e a outra teria sido em Paris. Em 1876 esta pequena empresa extinguiu-se.. Esses considerados fundadores foram os antecessores, de Gustav Roeder.Pouca gente sabe que a Empresa Industrial Garcia teve como primeira edificação, bem em frente à Portaria da ARTEX – (Toália - Coteminas), onde subia para a antiga cantina, em uma casa de madeira, de Grevsmuhl.

 Em 1883 juntamente com sua esposa, Roeder retorna ao Garcia dando um impulso grande no desenvolvimento da Empresa adotando o nome de “Tecelagem de Tecidos Roeder”, (antes em 1882, Roeder, juntamente com Heinrich Hadlich e Johann Karsten, fundara a Empresa KARSTEN ). Em 1896 Roeder sofria um grande golpe com o falecimento da esposa, que era, incontestavelmente, a alma comercial da empresa, ela dirigia os negócios da fábrica, sendo que grande parte do capital lhe pertencia. Com o seu desaparecimento a empresa entrou em fase de decadência, os negócios diminuíram sensivelmente, Roeder viu-se então forçado em princípios de 1900, a promover a liquidação da Empresa. Assumiu a direção da Empresa Nicolau Malburg, que não foi mais feliz que seu antecessor, tanto que poucos meses após, não conseguindo melhorar a situação, foram forçados a vender a fábrica a uma sociedade da qual faziam parte Heinrich Probst, Frederico Busch e Hermann Sachtleben. Em 1906 faleceu Heinrich Probst, substituindo-o na direção da empresa, seu Filho Júlio Probst. Neste mesmo ano, havendo se retirado o sócio Frederico Busch, constituiu-se numa nova firma com a denominação “Probst & Sachtleben”. Em 1913 a Empresa foi transformada em Sociedade Anônima, adotando a denominação “Empresa Industrial Garcia & Probst. Fabrica de Fiação e Tecelagem – Tinturaria – Fundição – Serraria – Olaria - -Oficina Mecânica – Marcenaria - Ferraria. A empresa colocou o nome de Garcia em homenagem a primeira família a residir no bairro conhecido como gente do Garcia. A E.I.Garcia já foi também conhecida pela fabricação de maquinário agrícola e de sinos para Igrejas. Otto Huber técnico austríaco trouxe ideias não só para a tecelagem, mas também foi responsável pela implantação do prédio com três pavimentos. Em janeiro de 1918 verificou-se a nova alteração no nome da firma com a retirada do seu maior acionista JÚLIO PROBST.
EIG 1967
Na constituição da nova sociedade, verificou-se a entrada de capitais de Curitiba Grupo Hauer (permanecendo até o final da Empresa), passando definitivamente a denominar-se “Empresa Industrial Garcia S/A”. Os operários desta empresa eram em sua maioria, moradores do bairro e filhos e parentes de empregados, pois facilitava a locomoção até o parque fabril, por residirem perto da empresa. Isso ocorria devido às estradas serem esburacadas, empoeiradas e lamacentas, principalmente as Ruas Amazonas e Glória, por esse motivo à empresa de ônibus “Empresa Coletivo Ultich Ltda.” (antes existiam outros particulares que faziam transporte urbano), negava-se a realizar esse trajeto.
Em 15 de fevereiro de 1973 atua em período de caráter experimental com a Artex S/A. Em 15 de Fevereiro de 1974 é incorporada a Artex S/A (atual COTEMINAS).
Arquivo de Adalberto Day Colaboração Álvaro Luiz dos Santos.

47 comentários:

Anônimo disse...

Meu caro Adalberto,
Quando se fala do Garcia, ou da empresa citada,muito me orgulha, pois veja vc que meu avô Materno nesta trabalhou por muitos anos como tratorista, meus país trabalharam na época de transição empresa Garcia x Artex,nos filhos,todos trabalhamos na Artex, eu seria audacioso aqui se afirmasse que todos os moradores do Garcia tempos passados nesta empresa trabalharam? Pois tenho muito orgulho de ter sido entre outras profissões na empresa,TECELÃO, que era um dos cargos mais respeitados na época. Sempre viajo no tempo quando leio estes textos sobre o nosso Garcia,obrigado e parabéns pelo seu trabalho.

sergio luiz buchmann disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
sergio luiz buchmann disse...

Bom dia! A Empresa Industrial Garcia,PRA MIM SEMPRE VAI SER UM MODELO DE ADMINISTRAÇÃO. NA ÉPOCA
DA EIG que sempre valorizando seus funcionários,lhes dando estrutura tanto com salários dignos ,e a construção das casas q proporcionava uma estabilidade a seus funcionários.E POSTERIORMENTE COM A JUNÇÃO DE AMBAS A ARTEX Q manteve um modelo de administração digno a todos os seus milhares de funcionários.Me permita citar q trabalhei lá por uns anos,Meu PAI TRABALHOU por 38 anos. EIG, Artex Exemplos em administração como citado acima.E PARABÉNS A TODOS OS FUNCIONÁRIOS Q FIZERAM ESSA EMPRESA CRESCER E CHEGAR A CONHECIMENTO NACIONAL,E MUNDIAL.ABRAÇO PROF ADALBERTO!!

Sônia disse...

Sonia Ruth Anton Bauler Quantas saudades. Que passado feliz. Parabéns por fazer recordar

Claudete disse...

Claudete Bruner Muito bom ainda a alguns dias li essa placa lembrei muito do meu falecido pai quanta saudades da empresa industrial garcia meu pai deu seu suor hoje trabalhando a quase 40 anos fico a pensar o dia que não fazer esse trajeto não sei como vai ser deixar uma vida ali.

Francisca disse...

Francisca Santiago Quantas saudades. Que prazer ter vc pra relembrar tudo isso Adalberto.

Julio disse...

Julio Costa Foi neste ano 1968 que eu com 14 anos comecei a trabalhar meu primeiro emprego.Saudades

João Luiz disse...


Joao Luiz Batista Obrigado ADALBERTO .
VOCÊ CONTINUA FAZENDO HISTÓRIA.
NO DIA EM QUE PLACA FOI VISTA PELOS FUNCIONÁRIOS EU ESTAVA.
A PLACA FOI FEITA NA OFICINA DO SR. JULIO CORSINI.
OBRIGADO.
GRANDE ADALBERTO.

Osni disse...

Osni Melin Nesse ano se eu ñ estiver engando,no mês de novembro a E.I.G. abriu suas portas para visita do público

Célia disse...

Célia Casas Saudosa EIG entrei em 70 na confecção ... Muitas saudades.

Valmor disse...

Valmor Pinheiro Trabalhei aí na década de 50 /60 bom tempo assisti centnas de jogo neste belo estádio l alguma festa de São João comandada pelo enesquecivel José Pera.

Dalila disse...

Dalila Dos Santos Nossa passa um filme na cabeça da gente. Muito obrigado Adalberto Day por trazer essas lembranças boas pra nós. Abraços.

Carlos Russo disse...

Carlos Jorge Hiebert Russo Neste cenário nasci em 1948 pelas mãos da Shester Marta e aí Vivi por 33 anos, a cada dia que passa o meu orgulho aumenta, quem nasceu aí ou viveu sabe do que falo

Itelvina disse...


Superfã
Itelvina Lucia Malheiros !Nascí, crescí, estudei, trabalhei neste querido e amado bairro.!
Quantas saudades me traz...
Obrigada Adalberto, por nos trazer tanta informação.

Catarina disse...

Catarina Tecla Mistura
Ontem às 10:49 ·
Com muito orgulho foi nessa Empresa, o meu primeiro emprego de carteira assinada e eu tinha 14 anos.

Lourdes disse...

Lourdes Izidoro Que saudade foi na empresa que eu trabalhei 4 anos e meio na sala do pano

Silvia disse...

Silvia Maria Nadalin Também foi meu primeiro emprego!!! Boas lembranças!!

Joel disse...

Joel Faustino Trabalhei 24 anos com MUITO orgulho tenho muitos amigos comecei no depósito dogarcia

Sônia disse...


Sonia Ruth Anton Bauler Como era bom morar nessa região. Saudades

Tiago disse...

Tiago Junkes Parabéns por defender a verdadeira história da cidade.

Tania disse...

Tania Regina Gums meu pai trabalhou na impressa Garcia anos, eu minha irmã trabalhamos na artex ,passamos muitas vezes por ai com meu pai.. tempos muito bom...

Francisca disse...

Francisca Santiago Voltei ao passado. Meu primeiro emprego de 1970 a 1978. Me vi entre essas pessoas da foto.

Leandro disse...


Leandro Ilmo Buelck Me lembro mui bem dessa fachada, inesquecível para quem teve a honra de trabalhar nesta conceituada Empresa, quantos e quantos Blumenauenses e de outros municípios passaram por lá,
Parabéns, Adalberto.

Angelita disse...

Angelita Weege Deu saudades de meu Avô Alfredo Roepke que trabalhou na empresa Garcia. E meu Pai Rodolfo Weege trabalhou na Artex hoje é aposentado pele Artex.

Maria disse...

Maria Stoll Barni Essa foi pra matar a saudade mesmo

José disse...

Jose Ari Cota Eu trabalhe 28 anos nesta empresa

Itelvina disse...


Superfã
Itelvina Lucia Malheiros Bateu uma saudade! Oh! tempos inesquecíveis.!!! Parabéns Adalberto. Só assim me sinto próxima, deste bairro, que tanto amo...

Francisca disse...


Francisca Santiago Blog Adalberto Day Que relatos maravilhosos Adalberto , ao ler caiu um cisco no meu olho. Obrigada por esse trabalho maravilhoso. Só quem trabalhou na EIG nasceu aí no Garcia vai entender minha emoção.

Mariana disse...


Mariana Berti Eu trabalhei a minha irmã meu pai aponsetou época Boa fiquei com saudades

Angelita disse...

Angelita M. Nuss Sant'anna Meu pai trabalhava a noite, e minha mãe no segundo turno. Diziam que um saia e o outro pegava os mesmos teares na Fiação.
Celso José Nuss e Maria da Paz Soares Nuss.
Lembro que lá pelos anos 70 meu pai ia aos sábados a noite buscar minha mãe de Kombi. Era a maior festa.

Esvaldo disse...

Esvaldo Vieira Boa noite Blog Adalberto Day. Trabalhei por quase dois anos na EIG. Seis meses na iacão e um ano e pouco na sala 16, faendo toalhas só para o Japão, segundo o que eles diziam. O contramestre era o senhor Hadlich e o ajudante era Silvio Galla

Alirio disse...

Alirio Scheurich Meu primeiro trabalho , ótima empresa ! lembranças...

José disse...

José Junkes Todos os comentários falando sobre o tempo bom na empresa indústrial Garcia , vocês.lembram quem governava o Brasil aquela época ? Eram os militares.Por isso hávia tantos empregos naquela época.Eu comecei a trabalhar lá em 1974 ,estou trabalhando lá até hoje , Coteminas continua sendo bom só mudou o nome , o resto continua ótim . UM abraço a todos ex colegas de trabalho !

Catarina disse...



Superfã
Catarina Tecla Mistura Tenho muito orgulho de ter sido funcionária dessa empresa onde foi meu primeiro trabalho de carteira assinada e eu tinha 14 anos.
Bons tempos, grande aprendizado, e muita saudades...

Julio disse...

Julio Costa Bela lembrança Adalberto trabalhei alguns anos nesta empresa,meu Pai meus irmãos a família quase toda,olhando a foto assim bate uma saudade,valeu Amigo.

Marilene disse...


Marilene Bruning Linda lembrança. Meu primeiro emprego. Parabéns.

Rosemari disse...

Rosemari da Silva Meu primeiro trabalho comecei aí na fiação saudade

Ivone disse...

Ivone Naatz Qtas saudades nos traz essa foto , amizades lindas , alguns amigos eternos.

Raul disse...

Raul Alfarth Meu primeiro emprego que saudades comecei 1977 trabalhei quase vinte anos na empresa

Osmar disse...


Osmar Hinkeldey Blog Adalberto Day com as fotos, a lembrança do passado voltou de uma empresa que dava orgulho a Blumenau.

Sueli disse...

Sueli Schmidt Trabalhei aí trinta e um anos empresa Garcia,Artex e Coteminas quanta saudade

Maria Lina disse...


Maria Lina Ferrari Rezende Ao ver esta foto viajei nós meus tempos da Garcia
Trabalhava como rotuladora na confecção
A sessão era Junto a torre do relógio onde era o elevador
Onde entrava a produção da sala do pano e saia também o produto pronto para os consumidores
Tudo sobe a batuta do senhor Vitório Moritz !!!
Tempos difíceis
Mas estamos aqui !!!

Djalma disse...

Djalma Nicoselli Comecei a trabalhar na e i Garcia com. 14 anos em 57 e me aposentei ali

Edmundo disse...


Edmundo Edi É impressionante ver esta imagem desta grande empresa que fez crescer o bairro Garcia.Saudades.

Sérgio disse...

Sergio Da Costa
Lembro bem disso e da festa de comemoração. Tinha iniciado a trabalhar em 1967

Carlito disse...

Carlito Jaime Moskorz
Eu participei, era a mãe Garcia. Muito orgulho e saudades.

Henry disse...


Superfã
Henry Spring
Tenho uma toalhinha com este bordado, muito chique. Todos empregados tinham diretio a uma. Beleza.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...