"A Educação é a base de tudo, e a Cultura é a base da Educação"

Seja Bem-Vindo e faça uma boa pesquisa!

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

- VERA FISCHER apresentadora

VERA FISCHER NA HISTÓRIA DA TV COLIGADAS DE SANTA CATARINA
Mais uma contribuição do Jornalista e escritor Carlos Braga Mueller que hoje nos relata sobre algumas facetas e curiosidades sobre Vera Fischer.
Por Carlos Braga Mueller

Recentemente um amigo me perguntou se eu me lembrava de Vera Fischer como apresentadora da TV Coligadas de Santa Catarina.
Como atuei na emissora de 1969 até 1975, respondi que não me constava que ela tivesse atuado na TV pioneira do Estado. Pelo menos naquele período. 
E fiz uma ressalva: talvez tenha advindo alguma confusão em relação a outra apresentadora, Dagmar Polmann, que atuava no programa "Mulheres em Vanguarda" juntamente com Valmira Siemmann e Lane Wirth. Dagmar fora a terceira classificada no Concurso Miss Santa Catarina 1969, representando Timbó, seu município, concurso no qual Vera Fischer foi eleita a miss do nosso Estado.
Vera Fischer recebendo de Martha Vasconcellos, Miss Brasil 1968, a faixa de Missa Brasil 69. Foto reprodução.
Para todos nós foi um choque quando Dagmar faleceu prematuramente em um acidente de automóvel, deixando um inesquecível vazio no quadro de apresentadoras da TV Coligadas.  
 Vera Fischer é recepcionada em Blumenau com as honras de Miss Brasil. À esquerda, Nagel Milton de Mello, do jornal "A Nação" de Blumenau ( dos Diários Associados). Atrás dele, o prefeito de Blumenau na época, Carlos Curt Zadrozny. Foto reprodução.

Em Miami, Flórida, Vera Fischer ensaia para desfilar no Miss Universo. Ficou em 7º entre as 15 finalistas. Participaram 61 países.  Foto reprodução.
Mas Vera Fischer participou de outra forma da história da TV Coligadas, antes mesmo de iniciarem as transmissões oficiais da emissora, inaugurada em 1º de setembro de 1969.
Foi através de uma reportagem sobre sua conquista do título de Miss Brasil, feita pela equipe pioneira da emissora, que estava no ar em caráter experimental, sem programação definida, exibindo apenas slides e documentários.
Foto reprodução 
Zair Aníbal de Souza, o "Zico", durante anos atuou na Coligadas e depois na RBS-TV Blumenau, que a sucedeu.
Suas lembranças foram colocadas no livro "Imagens de Uma Conquista- Por dentro das câmeras da TV Coligadas".
Os capítulos do livro foram divididos em "tomadas", caso característico do mundo do cinema e TV.
Na Tomada 11, o título é: "A Sua, a minha, a nossa Miss", e refere-se ao grande feito de Vera Fischer, trazendo para Blumenau e Santa Catarina a conquista máxima de beleza da mulher brasileira naquele ano. 
Zico escreveu o seguinte: 
"Foi ainda na fase experimental de transmissão que a diretoria (da TV) percebeu que a visão empresarial da emissora seria a integração do povo de Santa Catarina por meio de acontecimentos que levantassem sua autoestima e resgatassem a nossa identidade cultural como Estado da Federação.
Neste sentido, o primeiro evento que mexeu com estes sentimentos foi a eleição de Vera Fischer, aos 17 anos, como Miss Brasil. Era 28 de junho de 1969.
Não houve um cidadão ou cidadã da cidade que não se orgulhasse com a notícia. A primeira mulher catarinense a se consagrar Miss Brasil era justamente de Blumenau.
Ainda posso sentir o tremor dos fogos de artifício lançados aos céus na chegada de Vera a Blumenau, quatro dias após sua eleição, numa quarta-feira, fim de tarde de uma brisa gelada que não importunava ninguém, pois o dia era de alegria e emoção.
A cidade parou, a população se fez presente e lotou a Rua XV de Novembro, no centro."
Foto reprodução
Mais adiante, Zico revela:
"A TV Coligadas estava presente, firme, filmando tudo, para registrar esse importante acontecimento e marcar o início dos grandes eventos que a TV do nosso Estado começava a realizar.
No sábado daquela semana subimos o Morro do Cachorro (onde ficava o transmissor da TV) e foi exibido o filme da chegada de Vera Fischer. Em negativo, positivado na hora e sem áudio. A solução foi encontrada com facilidade: os locutores narraram na hora da transmissão, lendo um roteiro enquanto o filme mostrava a recepção da miss Brasil, o povo nas ruas, os acenos e a alegria contagiante que ela recebeu ao chegar a sua terra natal após a grande conquista.
Claro, para não perdermos o costume, um probleminha ocorreu. Quando os locutores Alfredo Oto Flatau e Carlos Xavier narravam do lado de fora do transmissor, devido ao barulho dos equipamentos em funcionamento, um vento forte, uma brisa de surpresa, arrancou o roteiro das mãos dos locutores, que já sentiam dificuldade de concentração.
Momentos de tensão. Os locutores trocam olhares assustados, ainda sem saber o que fazer. Foi quando a liderança e a experiência do diretor Irani Macedo falaram mais alto. Em ligeiro movimento, ele saiu da sala do transmissor e fez sinais para os locutores improvisarem. Clamando com olhares e bocas silenciosas, gestos que aprendíamos todos os dias naqueles momentos históricos que antecederam a entrada no ar da TV Coligadas, valeu o slogan: "o show não pode parar".
A transmissão foi um sucesso e uma "avant première" do que viveríamos nos anos seguintes."

E foi assim que, antes mesmo de entrar no ar com sua programação definitiva, que a TV Coligadas se envolveu com Vera Fischer, quando ela dava os primeiros passos de uma carreira que a levaria em seguida ao cinema, teatro e televisão.

CURIOSIDADES 
Pavilhão A - FAMOSC
Quando desfilou como candidata de Blumenau ao título de Miss Santa Catarina, nossa representante foi chamada pelo nome de batismo: Vera Lúcia.
O concurso estadual, promovido pelos Diários Associados, foi realizado no dia 7 de junho de 1969, no Pavilhão A da PROEB (hoje já demolido).
Disputaram o título 14 municípios: Blumenau, Brusque, Canoinhas, Criciúma, Curitibanos, Florianópolis, Itajaí, Jaraguá do Sul, Joinville, Lages, Laguna, São Joaquim, Timbó e Tubarão.
Em primeiro ficou Vera Lúcia Fischer, seguida de Marta Rinaldi, de Tubarão; Dagmar Polmann, de Timbó; Margot Radünz, de Jaraguá do Sul, e Sueli Maria Silva, de Itajaí.   
Os Diários e Emissoras Associados, de Assis Chateaubriand, formavam na época o mais poderoso conglomerado de comunicação do Brasil. Eram jornais, emissoras de rádio e TV, espalhados por todo o território brasileiro.
Em Blumenau ficava sediado o jornal diário "A Nação", do grupo associado, e coube ao jornalista Nagel Milton de Mello, responsável pelo setor social do jornal, coordenar o concurso em nosso Estado. 
Vera Fischer não foi a primeira da família a ser eleita Miss de um país,
Sua tia, Maria Luiza, irmã do pai de Vera, Emil Fischer,  já havia sido eleita, tempos antes, Miss Chile.
Ao "Jornal do Commercio", do Rio de Janeiro, Emil declarou no dia 1º de julho de 1969:
"Há algum tempo não nos correspondíamos com minha irmã. Um belo dia recebemos carta, acompanhada de recortes da eleição. Ficamos muito alegres.
A mãe de Vera, Hildegard, complementou:
Agora é a nossa vez: vamos mandar para Miss Chile os recortes da eleição de Verinha e mostrar que nossa filha é miss Brasil!". 
Texto Carlos Braga Mueller/Jornalista e escritor.
Para saber mais acesse:

10 comentários:

Gunter disse...

Vera Fischer não deixou a grande oportunidade passar em branco. Muito bonita e extremamente decidida – se levarmos em conta a sua pouca idade, não pretendia continuar residindo no bairro da Velha, onde seu pai foi um grande comerciante. Lançou-se ao estrelato, e por linhas tortas chegou lá em cima. Uma vida um tanto conturbada, vamos ver o que a terceira idade lhe reserva. Que seja feliz.
Abrs/Gunter Deeke

Edemar disse...


Adalberto
Fico emocionado em riviver estes momento em minha
Adolescência da grande miss Brasil
abraços
Edemar Faht

Dr. José Victor Iten disse...

Vera Fischer teve o carinho, admiração, respeito de todos os catarinenses, principalmente os Blumenauenses porem deu as costas as suas origens.
Até hoje ela não faz referência a sua cidade natal, sequer vêm prestigiar nossas festas e datas comemorativas. (Oktoberfest, 2 de setembro).
Mas nós guardamos a data em que a primeira catarinense foi eleita miss Brasil, orgulho para nós todos.

Parabéns Braga Muller, Parabéns Beto!

Nilton Sergio Zuqui disse...

Meu caro Adalberto,
Mesmo com a idade que a Vera tem hoje ainda sim é muito bonita, queria eu tela visto no seu melhor momento quando miss Brasil.
FAMOSC , este nome como também PROEB, só para os Blumenauenses um pouco mais maduros assim como eu, pois se perguntarmos sobre estes nomes muito pouca gente sabe do que se trata.
TV COLIGADAS CANA 3, assistíamos em uma TV colorado RQ ,com seu pés de madeira, quanta saudade disso tudo. Parabéns Sr. Braga e Adalberto , mais um excelente texto.

Sérgio disse...

Adalberto,

Só como curiosidade e como esse mundo é pequeno, meu pai trabalhou na Coca cola, hoje Vonpar, com o Zico e eu ouvia muitas histórias do Seu Alfredo Otto Flatau sobre a Vera Fischer, pois como ele é sogro do meu irmão, ía muito na casa dele quando ele ainda era vivo. O seu Alfredo foi assessor da Vera Fischer e cuidava dela quando ela ainda se preparava para concorrer à Miss Brasil. Depois ela foi embora da cidade, mas ele preferiu ficar e foi um dos mais importantes rádios amadores de Blumenau. Era um homem muito inteligente e já globalizado por conta dos dois rádios amador que rinha em casa, fazendo amizade pelo mundo através dos equipamentos.

abraços,

Sérgio E. de Oliveira

Wieland Lickfeld disse...

Prezados Adalberto e Braga Müller, de fato, como já mencionou em seu comentário o Gunter Deeke, o estrelato cobrou seu preço a Vera Fischer. Que consiga vencer a luta contra as drogas, que mais de vez a levou a programas de reabilitação, a nossa ilustre blumenauense. Grande abraço!

Waldir disse...

NÃO É A TOA QUE É BLUMENAUENSE TEMOS MILHARES DE EXEMPLARES DESTE POR AQUI
Waldir Mafra

André disse...

• Belíssima até hoje, foi a primeira catarinense a obter o título de mulher mais bela do país, alçando Blumenau no cenário nacional. Ninguém sabia que Vera tinha 17 anos na época do concurso.
Andre Carvalho

Valdir Salvador disse...

Alo beto tudo bem? que legal muito bonito o titulo vencido por Vera,mas nem por isto poderiamos dizer que éla era a mais bonita moça de Blumenau pois nos tinhamos muito outras , digo mesmo minha irmã na época se fosse eu acho que teria condições,assim como outras mais poderiam mas eu pergunto os pais de muitas moças dechariam ser candidatas,na época era muito restrito a aparencias de mocinhas bonitas na varanda da casa imagimen ser candidatas,assim como foi feito logo apos la estava a vera posando e fazendo filme pornagrafico não foi la se ia a união de outras familia men todas aceitavam ,tenho dito abraços Valdir Salvador

Elio disse...

Olá, por acaso alguém sabe a historia das xicaras feita pela Porcelana Schmidt em 1969 com a foto dela no pires e na própria xicara? Tenho uma loja de antiguidades e colecionismo em Balneario Cambdoriu e comprei uma peça. Procurei informações e não consegui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...