"A Educação é a base de tudo, e a Cultura é a base da Educação"

Seja Bem-Vindo e faça uma boa pesquisa!

quinta-feira, 28 de abril de 2011

- José Henrique Flores Filho

Blumenau, Cidade que eu Amo.

Participação do Jornalista/escritor e colunista o renomado Carlos Braga Mueller. Em seu texto, Braga relata sobre o primeiro (considerado) prefeito de Blumenau - José Henrique Flores Filho -  morou no bairro Garcia. Morto prematuramente em acidente com sua Aranha, na Estrada Geral do Garcia - atual Rua Amazonas sem deixar descendentes.
Por Carlos Braga Mueller
Jornalista e escritor

QUEM FOI JOSÉ HENRIQUE FLORES FILHO
O primeiro administrador público do município de Blumenau, eleito pelo povo, foi o vereador José Henrique Flores Filho, integrante da primeira Câmara Municipal de Blumenau, a quem coube administrar o município no período de 1883 a 1887. Criado pela Lei 860, de 4 de fevereiro de 1880, o Município de Blumenau só pôde ser instalado três anos depois. Isto porque uma grande enchente, a de 1880, causou enormes prejuizos em toda a região, impossibilitando a imediata emancipação.
Hermann Blumenau, que era o encarregado de administrar a Colônia, teve que ficar mais 3 anos no cargo, como funcionário nomeado por Pedro II.
Em 1º de julho de 1882, em face da Lei 860, realizaram-se as eleições para escolher os vereadores.
Mas como apenas quatro vereadores foram eleitos na ocasião, realizou-se novo pleito no dia 30 do mesmo mês para a escolha de mais três, uma vez que as vagas era sete.  
- Engenheiro-arquiteto da obra Henrique Krohberger - Jornal de Santa Catarina
Ao final, os sete scolhidos pela comunidade blumenauense foram: Luiz Sachtleben, Otto Stutzer, Jacob Zimmermann, Francisco Sálvio de Medeiros, José Joaquim Gomes, Henrique Watson e José Henrique Flores Filho.
Este último foi eleito por seus pares presidente da Câmara.

Nessa época ainda não havia a figura do que hoje chamamos Prefeito e por isto coube a Flores Filho, como presidente da Câmara de Vereadores, administrar o Município.
Fez uma administração sensata, como conta o historiador José Ferreira da Silva:
"Durante seu mandato foi decretado o primeiro código de posturas do município (1883) e muitos melhoramentos foram introduzidos na vida social e econômica de Blumenau.
Flores Filho era natural da cidade de Itajaí, filho do tenente coronel José Henrique Flores e de sua esposa Maria Clara da Silveira Fontes.
Era casado com dona Maria Luisa, não tendo descendência.
Ao deixar a presidência da Câmara, em 1887, foi nomeado Coletor das Rendas Provinciais, cargo de que tomou posse a 15 de junho de 1888.
Morava na estrada para o Garcia, atual Rua Amazonas.
Faleceu no dia 18 de março de 1891, vítima de um desastre quando se dirigia, de aranha (charrete), da repartição para sua residência.
Deixou testamento.
Durante o seu governo foi criado o Distrito de Indaial (4 de setembro de 1886); foi instalada, no Município, a Comissão de Terras e Colonização; o Conde D'Eu, marido da Princesa Imperial Dona Isabel, visitou a Vila, sendo recebido com grandes festividades; foi inaugurada a linha telegráfica entre Itajaí e Blumenau; o fundador da Colônia, Hermann Blumenau, regressou definitivamente para a Europa (em 15 de agosto de 1884); foi criada a Comarca de Blumenau pela lei Provincial nº 109, de 20 de agosto de 1886.
Flores Filho foi reeleito vereador para a segunda Câmara, tendo sido substituído na presidência por Guilherme Scheeffer."

COMO FOI A ESCOLHA DO PRIMEIRO GOVERNO DE BLUMENAU
O eleitorado de Blumenau, ao qual coube a responsabilidade de escolher o primeiro governo do município, era em número de apenas 14 votantes na Vila e 35 no Distrito de Gaspar, ao todo 49 que teriam que eleger sete vereadores.
Por que tão poucos eleitores ?
A razão deste reduzido número é que para votar o cidadão devia falar português e eram poucos os adultos que sabiam o nosso idioma. Por isso, no Distrito de Gaspar, onde era grande o número de colonos brasileiros, o número de eleitores foi bem maior do que na Vila Blumenau.
E mesmo assim, com tão poucos eleitores houve necessidade de se realizar duas eleições, como vimos acima.
A eleição que aconteceu em 1º de julho de 1882 resultou na escolha de apenas 4 vereadores. Teve-se portanto que proceder a um novo pleito, que aconteceu poucos dias depois (30/07) e desta vez foram eleitos José Henrique Flores Filho, José Joaquim Gomes e Henrique Watson, ou seja, os três que faltavam.
O ato de posse deu-se no dia 10 de janeiro de 1883, em sessão solene da Câmara de Itajaí, pois o território de Blumenau havia sido desmembrado daquele município.
E assim Blumenau teve seu primeiro governo municipal, deixando de ser tutelado pelo fundador, Hermann Blumenau, que logo depois retornaria definitivamente para a Alemanha. Alguns registros citam que foi embora magoado, pela falta de reconhecimento ao seu importante trabalho de colonização.
Adendo Niels Deeke - Memorialista em Blumenau

José Henrique Flores Filho, foi o primeiro superintendente municipal de Blumenau 10/01/1883 a 07/01/1887. Nasceu em 26/12/1842 em Itajaí e faleceu em 18/3/1891 em Blumenau. Batizado em 26/12/1846. Filho de José Henrique Flores e sua mulher D. Maria Clara da Silveira . Foram padrinhos o sr. Tenente Manoel Thomás Coelho e D. Jacinta de Melo Peres, esta natural desta cidade ( Itajaí). Batismos de Itajaí, Livro 3, 1844-1847, p.40.
Texto Carlos Braga Mueller Jornalista e escritor/arquivo/Jornal de Santa Catarina/ Adalberto Day

8 comentários:

Adalberto Day disse...

Muito bom!
Parabens!

Grande abraço
Adrian Marchi

Adalberto Day disse...

RodiRamos @adalbertoday engraçado, Flores Filho era de Itajaí, pexero, como eu, hehehe

Adalberto Day disse...

Meu caro Adalberto :
Valiosa, pertinente e oportuna, a contribuição do sempre brilhante jornalista e escritor Carlos Braga Mueller, que ora consigna a trajetória político-adminstrativa de José Henrique Flores Filho frente a primeira gestão de Superintendência Muncipal de Blumenau - como município autonômo - nos anos 1883 a 1887.
Acaso me seja permitida a inclusão de pequeno detalhe, indicaria ainda a data de seu nascimento, a qual certamente não consta dos registros oficiais, porquanto nem mesmo o historiador José Ferreira da Silva quando por mim indagado pôde responder, dizendo-a, para si, incógnita.
Contudo em meus alfarrábios tenho, anotado, o seguinte registro :
José Henrique Flores Filho, foi o primeiro superintendente municipal de Blumenau 10/01/1883 a 07/01/1887. Nasceu em 26/12/1842 em Itajaí e faleceu em 18/3/1891 em Blumenau. Batizado em 26/12/1846. Filho de José Henrique Flores e sua mulher D. Maria Clara da Silveira . Foram padrinhos o sr. Tenente Manoel Thomás Coelho e D. Jacinta de Melo Peres, esta natural desta cidade ( Itajaí). Batismos de Itajaí, Livro 3, 1844-1847, p.40.
Com meus louvores ao proficiente Carlos Braga Mueller, permaneço na expectativa de poder tornar a deleitar-se com suas magistrais revelações de nossa história, postadas no Blog do infatigável Adalberto.
Cordialmente,
Niels Deeke, em Bl'au -SC

Adalberto Day disse...

Bom dia Adalberto

que bela aula de História proporcionada por esta matéria !
legal conhecer um pouco mais da nossa cidade.
fico orgulhoso em saber, que o assim considerado primeiro Prefeito da cidade, morou no Bairro Garcia.
Abraço/Osmar Hinkeldey

Adalberto Day disse...

Sr. Adalberto,

Muito interessante a reportagem, fatos novos para mim.

A gente que tem estudado a questão da formação/preservanção do território blumenauense, vê aqui citações importantes que fazem alusão ao assunto, além é claro da própria emoção que o resgate da história desperta na gente, especialmente quando se refere a Blumenau.

Muito legal!

Até mais, abraços, Theodor.

Adalberto Day disse...

Parabéns amigo.
As contribuições do Braga Muller são sempre muito valiosas.
abraço do Antunes Severo

Adalberto Day disse...

É, Adalberto, esses Flores Filhos não eram flor que se cheirasse. O pai era grande fazendeiro escravocrata na região de Gaspar, com mais de 50 escravos - daí a oriem da fortuna da família, que se prolonga até os dias de hoje (nada é inocente!). Pelas minhas contas (se estou equivocada é por muito pouco - se não for irmão, é primo) esse sujeito era irmão de uma mocinha que se casou com um paupérrimo professor de piano que emigrou para a Vila do Itajaí, de sobrenome Konder - com quem teve 8 filhos, ficando viúva aos 28 anos. Dos diversos casamentos das filhas se originam as famílias Konder Bornhausen (direita), Konder Reis (direita), Konder Comparato (esquerda), e por aí vai, com ramos na França e em outros lugares. Poderosas famílias criadas a partir do trabalho escravo. Até o primeiro prefeito de Blumenau provém do trabalho escravo. Como já disse, nada é inocente!

Adalberto Day disse...

amigo Beto. Obrigado por mais este trecho historico na nossa querida cidade. Eu tive u,m colega descendente desse primeiro prefeito de Blumenau, Interessante que a morte do mesmo teve uma passagem meio tragicomica. Morreu de aranha mas não foi picado. Um grande abraço.
Eutraclinio A. Santos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...