"A Educação é a base de tudo, e a Cultura é a base da Educação"

Seja Bem-Vindo e faça uma boa pesquisa!

sábado, 12 de fevereiro de 2011

- Blumenau, dos cinemas que eu amo!


Por Carlos Braga Mueller
Jornalista e ex-exibidor

Quando o Cine Busch construiu seu prédio novo, por volta de 1939/1940, as sessões de cinema aconteceram excepcionalmente no Salão de Baile do Clube Náutico América, ao lado da Praça Hercílio Luz.
Quando as enchentes de 1983/1984 invadiram os Cines Busch e Blumenau (inclusive determinando o fechamento deste último), o Carlos Gomes promoveu sessões de cinema durante algum tempo. 
O primeiro cinema fixo de Santa Catarina foi o Busch (foto), em 1904. Frederico Guilherme Busch Senior, descendente de alemães de Santo Amaro da Imperatriz, veio para Blumenau e foi aqui que marcou sua presença como pioneiro em várias atividades, entre elas o cinema, que então engatinhava, utilizando o Salão Holetz para as exibições dos filmes mudos, ou as "cenas animadas", como se dizia então.
 Era um tempo em que a sociedade se encontrava no salão para assistir filmes que eram exibidos exclusivamente nas grandes capitais ... e em Blumenau !
Desde pequeno eu ouvia as narrativas de minha tia, pianista Antonietta Braga, que ficava ao lado da tela executando as músicas enquanto o filme mudo era projetado. Nas cenas românticas, o piano acompanhava com suavidade; se a ação era de suspense, os graves tomavam conta do ambiente.
Quer dizer, Blumenau tem muita tradição em cinema.
Praticamente a história do cinema é, também, a história dos cinemas de Blumenau !
Agora, custa acreditar que o Multiplex do Shopping (foto) ficará pelo menos dois meses inativo.
O que vai ser desativado, durante este tempo, é um importante segmento do fluxo cultural do povo blumenauense.
Em São Paulo, agora mesmo, a comunidade paulistana e suas autoridades lutam para preservar o funcionamento do Cine Belas Artes, que não consegue mais pagar o aluguel das salas que ocupa.
Aqui, simplesmente se fecham todas as salas, embora temporariamente, mas sem qualquer alternativa ! Aliás, tem alternativa, sim: ir ao cinema em Brusque, Itajaí ou Rio do Sul.
Publicado no Jornal de Santa Catarina, em Artigos com o título Blumenau, dos cinemas , dia 12/fevereiro/2011.
Texto enviado por Carlos Braga Mueller Escritor e Jornalista
Arquivo de Adalberto Day

3 comentários:

Capilé disse...

Day, e senhor Braga Mueller
Muito boa essa crônica sobre a ausência de filmes por uns tempos do Shopping Neumarkt...
Uma pena realmente, ainda bem que temos nossas lojas de DVD. Mas tempo bom era aquele em que íamos no Cine Garcia, Cine Mog, Busch e Blumenau.
Li outro dia sobre o que o senhor Braga escreveu sobre os filmes 3D, fiquei impressionado, pois nunca soube que já passou por aqui e faz tempo.
Capilé

Valdir Appel disse...

Braga,
o desejo de consumo do povo, acredito, são as TVS gigantes de plasma, lcd, led, etc + às TVS por assinatura, e assim cria-se a cultura do cinema em casa.
Só quem já esteve no escurinho do cinema, sabe que nada substitui o prazer de curtir a setima arte numa telona, com pipoca.
Parabéns por mais esta crônica e ao Beto pela sensibilidade de divulga-la.

Anônimo disse...

Adalberto, acompanho seu trabalho a tempos....e gosto dessa Blumenau INOCENTE que você cultiva no seu blog.....obrigado pela visita no www.blumenau-allesblau.com e sempre as vezes eu roubo ( risos) umas matérias interessantes sobre nossa blumenau inocente....oh época boa..e ninguem sabia......um Grande Abraço!!! Wfrido .... fique a vontade para pegar alguma materia interessante para o seu blog....la no meu blog

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...