“A Educação é a base de tudo, e a Cultura a base da Educação”

Seja bem-vindo (a) e faça uma boa pesquisa.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

- A Hora do chocolate quente

A imagem mostra à hora da merenda, ou o tradicional recreio. Era fornecido um chocolate quente, em uma caneca, no inicio da década de 60, no antigo Grupo Escolar São José, no Bairro Glória, em Blumenau. A menina de franjinha no balcão é Eliane Day, minha prima.

O Grupo Escolar São José foi fundado em 14 de fevereiro de 1929, com o nome de Escola Paroquial São José, hoje E.E.B. Celso Ramos, Rua da Glória,888 - bairro Glória em Blumenau. 

- O Distrito do Garcia se orgulha de fazer parte desta história deste tão importante educandário. Principalmente o bairro Glória está feliz em poder compartilhar desta história de glórias. Poderíamos aqui nominar milhares de cidadãos e cidadãs que através deste educandário puderam conduzir uma vida mais digna de satisfação profissional e familiar.
Localiza-se no bairro da Glória e tem como diretor geral o professor João Albino Gonçalves e como seus assessores a professora Valéria Rulensky e o professor Renato Tottene. Atende cerca de 1500 alunos.

Nessa época eu e meus amigos também participávamos deste chocolate quente, porém eu poucas vezes tomei, por não gostar muito de leite, a não ser seus derivados, como queijo.
Na hora do recreio, após fazer o lanche, preparado pela minha mãe Augusta (Pão, manteiga, Salame e Queijo), embrulhados em um guardanapo de tecidos adquirido na Empresa Industrial Garcia, brincávamos de Pião, Kilica (bola de gude), Bibloquê (Bilboquê).
Arquivo de Eliane e Adalberto Day

25 comentários:

Maurício da Silva Junior disse...

Bah, as canecas de alumínio com Nescau...

Márcio Volkmann disse...

Grande Adalberto. Eu estudei meu último ano do segundo grau no Pedro II, e não lembro de servirem chocolate quente lá, embora a merenda fosse bem gostosa. Mas, a moda quando eu estudava eram os nada calóricos "pão com coxinha", e "pão com pastel". Sim, não leu errado.. Eram talvez primos antigos do hoje famoso pão com bolinho.

Abraço, e como sempre, parabéns pelo seu espaço cultural por aqui.

sol disse...

hahaha eu lembro hahaha do chocolate , era horrível, talvez pq em minha época eram canecas de plástico, ecaaaaa só p esquentar o corpito n inverno mesmo rsrsr
bjusol

Cao Zone disse...

Prezados/as alguém se lembra do Milo da Nestlé? Um achocolatado em bolinhas pequeninhas para mistura ao leite. Falando nisso, quem está à distância se pergunta: e o Choco-Leita do Guns? Ainda existe? Abraços, Cao

Osmar Hinkeldey disse...

Meu caro Adalberto

Bela foto (na distribuição do chocolate quente).
As tuas postagens nos fazem relembrar o passado. Esta matéria até faz relembrar a minha infância.
Eu não tive a satisfação de tomar ou receber chocolate quente (o que é muito gostoso) mas lembro que na Escola Barão do Rio Branco, onde fiz o primário quando saí do Jardim de Infância Dr. Blumenau (que infelizmente vai fechar as portas), também recebia uma xícara de leite quente. Parece que na década de 60 isto era uma iniciativa salutar em várias escolas.
Bons tempos !
Abraço

Unknown disse...

Adalberto,

Na escola em que estudei, na época era o Primário (Escola Básica Professora Rosinha Campos, no bairro Abraão, em Florianópolis) também era servido o famoso chocolate quente. Lembro que em algumas ocasiões, era servida uma sopa de legumes, mas nesse caso, nós alunos, tinhámos que levar os legumes para a escola.

Abraços,

Paulo R. Bornhofen

Hamilton Antonio disse...

Adalberto!
Fico feliz pelo assunto abordado que diz respeito ao EEB Celso Ramos, pois minha esposa Bettina estudou neste colegio,depois trabalhou na secretaria e fiz lá grandes amigos como o João Albino Gonçalves, o Tonico, o Zaias, a Ivone entre outros.
Então só poderia estar feliz ai ler no seu blog, assunto relacionado não só ao chocolate quente como ao educandário.
Abraços.

Wieland Lickfeld disse...

São os detalhes, Adalberto, a realidade do cotidiano, que enriquecem a história dos lugares. Uma grande oportunidade para seguidores do blog que estudaram no referido educandário lembrarem de aspectos desta etapa da sua vida. Um abraço, Wieland Lickfeld

Anônimo disse...

Guenter Georg
ícone de selo
Lembro bem...no Emílio Baumgarten da Itoupava Central também era servido e tinha dias, que era servido uma saborosa sopa...

Ricardo disse...

Ricardo da Conceição
Estudei no Colégio São Jose de 1959 a 1961... saudades do chocolate quente... das freirinhas e das broncas do Frei João Maria e das palavras bondosas do Frei Raimundo

Catarina disse...

Catarina Tecla Mistura
Que lembrança legal pois eu estudei até o ano¨1961 nessa escola e conheço muitas da qual aparecem nessa foto.

Cecilia disse...

Cecilia Barbieri Rautenberg
Nossa merendeira amada era a dona Bernardina Eiffel,lá na Escola Isolada Euclides de Castro, final do Jordão. Saudade da polenta com refogado de repolho,nunca consegui fazer igual.

Silvio disse...

Silvio S. Duarte Duarte
Há Colégio São José e nossas queridas irmãs que nos alfabetizaram e deram rumo as nossas vidas. Tive a honra encostar o queixo nesse balcão improvisado de madeira e recebermos vezes dessa senhora morena, a caneca. Obrigado pela foto me aproveitou aos meus 7,8,9 anos.

Henrique disse...

Henrique Santos
Me lembro também quando forneciam caneca de leite, se não me engano era leite de cabra, tempo muito bom, 1968 a 1971

Ricardo disse...

Ricardo da Conceição
Blog Adalberto Day era leite em pó que vinha dos EEUU através do Programa Aliança Para o Progresso, um programa social do governo JFK.

Francisca disse...

Francisca Santiago
Nossa Que volta ao passado. Iniciei meus estudos nessa Escola no ano de 1963. Lembro até hoje das cores das canecas.

Eliane disse...

Eliane Day
ícone de selo
Que lembrança gostosa, obrigada Beto.
Uma das meninas usa um quepe e avental de enfermeira. Era o pelotão para cuidar de quem se machucava.
Um orgulho poder fazer parte . Saudades

Celso disse...

Celso Machado
Fiz no São José as cinco séries do então curso primário. A quinta série era opcional, uma espécie se reforço. Isso entre 1956 e 1961. Depois prestei o Exame de Admissão ( um vestibular com todas as provas escritas) na disputa por uma das vagas no curso ginasial do Colegio D Pedro II. Fui aprovado. Desse chocolate quente ( pó de chocolate com leite in natura) tomei centenas de canecas.

Leandro disse...

Amigo Day, me lembro bem dessa merenda Escolar, quando estudei no Luiz Delfino( prédio antigo), e Col.Pedro II,
Era servido, principalmente no período de inverno, meses dr frio.
Chocolate quente,
Sagu x leite quente,
Sopa
Caldo de Feijão,
Tudi era servido em uma Caneca branca Esmaltada.
Olha, já naquela época tinha crianças que isto era a primeira refeição do dia, ainda mais quando era no período matutino, lembro que muitas vezes, eu cedia a minha porção, e dividia com outros alunos, necessitados, pois eu sempre trazia um lanche de casa, no qual ainda hoje vejo o olhar de agradecimentos, dos que recebiam, parte na minha porção, e como o mundo é pequeno, um desses alunos, que eu dividia, vim encontrar nos anos 1968/69, quando servi o Exército 23° R.I., hoje B.I., ficamos mais uma vêz amigos, colegas, companheiros de CASERNA, soldados, e sempre ele tocava e se lembrava, desse fato, entre os anos 1950/1960, hoje continuamos grandes amigos veteranos,

Lauro disse...

Lauro Augusto Fiedler
Me lembro do chocolate quente no Adolfo Konder .ficava até o final porque se sobrava tinha repeteco.o tempo

Amélia disse...

Amélia Knaesel
Lembro muito bem ainda era uma caneca verde a nossa no grupo escolar Emílio Baumgarten hoje é outro nome

Maria Helena disse...

Maria Helena Rulenski
Lembro bem. Tomei esse chocolate quente no meu tempo de escola São José.

Eliane disse...

Eliane Day
ícone de selo
Lembro de todos os rostinhos desta foto, mas os nomes não.
Um momento inesquecível, era cantar no final do ano, a música : Adeus escola querida. Todos em fila no pátio cantando na despedida do ano. E realmente ficávamos com saudades. Até porque as férias eram longas.

Salmos disse...

Salmos de Souza
Tempo bom esse Adalberto Day. Era da minha época Grupo Victor Hering, Bairro Vila Nova. Também era servido sopa na caneca. Cada aluno, levava um legume

Valdir disse...

Valdir Venturini
estudei 3 anos no G.E SÃO JOSE e nesses 3 anos a cozinha nunca abriu. anos 62 até 65. nunca tivemos merenda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...