"A Educação é a base de tudo, e a Cultura é a base da Educação"

Seja Bem-Vindo e faça uma boa pesquisa!

terça-feira, 27 de abril de 2010

- Um Eterno Problema

Em 1985, foram feitas bancadas para abertura e pavimentação do local. Foram arborizadas, mas a partir de 1990 os problemas de desbarrancamentos acontecem frequentemente.
VALE EM ALERTA
OPINIÃO: UM ETERNO PROBLEMA
Até quando vamos conviver com o problema da curva do cemitério da Rua Progresso? Desde 1990 os desbarrancamentos acontecem frequentemente. Solicitamos às autoridades municipais e estaduais – que estiveram no local – obras de contenção no barranco do Ribeirão Garcia, como também bancadas, de cima para baixo, no morro. Só foram executadas obras paliativas, com a retirada do barro excedente.

No morro próximo ao Posto Bruno as necessidades são idênticas. Ainda podemos observar o barro que está depositado no barranco do Ribeirão Garcia desde a tragédia de novembro de 2008. Parte é de deslizamentos e outra parte foi depositada ali para abertura da via pública.
Qualquer chuva um pouco mais forte provoca deslizamentos, pondo em risco toda uma comunidade e o trânsito intenso pelo local. Eu tenho a convicção, como muita gente do bairro, que é só uma questão de tempo e toda essa curva após o cemitério virá abaixo. Boa parte da via pública está comprometida e pode desabar, causando uma tragédia ainda maior. São necessárias obras urgentes e duradouras, não paliativas.
Caso o morro venha a deslizar em quantidades maiores, pode ocorrer um desvio no ribeirão, causando uma imensa inundação nas casas ribeirinhas, e esta é a preocupação que vem tirando o sono de nossa gente.
Publicado no Jornal de Santa Catarina em 27/Abril/2010
ADALBERTO DAY
Cientista social e morador do Progresso

2 comentários:

Anônimo disse...

Ola sr. BETO.
E o prefeito da cidade?
Eduardo
Sp.

Walmor disse...

walmorriesling @adalbertoday Se os políticos voltarem ao morro do cemitério, não acredite nas promessas desses gabiões.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...