"A Educação é a base de tudo, e a Cultura é a base da Educação"

Seja Bem-Vindo e faça uma boa pesquisa!

terça-feira, 1 de setembro de 2009

- TV Coligadas Canal 3 de Blumenau – a pioneira em Santa Catarina Parte 1


Hoje Primeiro de setembro de 2009, a TV - Coligadas Canal 3 de Blumenau, está completando 40 anos de pioneirismo na Televisão em Santa Catarina.
Apresentamos um pouco da história da TV-COLIGADAS Canal 3 com o colunista André Luiz Bonomini .
Por André Luiz Bonomini.
Exatamente, no dia 1º de Setembro, que a TV Coligadas entrava no ar pela primeira vez.
Para muitos em Blumenau e região que tinham a possibilidade de acompanhar pela TV, desde as experiências até a transmissão primeira, era tudo um novo mundo. Diferente do radio, a TV começava ali a mudar os hábitos dos blumenauenses, que começava a inserir em sua vida a TV como algo do cotidiano. Nomes começaram a surgir, eventos foram transmitidos, ora alegres, ora tristes, por quase 10 anos a TV Coligadas fez parte da vida de muitos não só em Blumenau, mas em todo o vale, e nesse ano de 2009 marcava os 40 anos dessa história pioneira.
Mas como tudo começou? Quem teve a idéia? Como uma emissora marcada como afiliada certa da TV-Tupi parou nas mãos da TV-Globo? Por que acabou? Coisas que eu, que nunca vivi essa época (mas queria muito ter vivido) vou tentar expressar a vocês.
1- O Começo

No fim dos anos 60, um desejo era único dentre alguns empresários de Blumenau, um novo veiculo de comunicação, a idéia de TV já não era bem novidade para muitos blumenauenses, com alguma interferência causada pelos morros da região, era possível sintonizar a TV Paraná, canal 6, que era pertencente à TV Tupi na época. Os níveis de audiência vindos de Santa Catarina motivaram os paranaenses a fazer também um curto noticiário em sua programação. No entanto começava a se tornar fixa a idéia de se implantar a TV em Santa Catarina. Em Florianópolis começava lentamente a levantar a TV Cultura, cuja primeira transmissão oficial seria em 1970, mas de forma muito mais veloz, se formava a companhia que traria a televisão ao vale, e a concorrência pela administração da emissora também foi um capitulo a parte.
De um lado o conglomerado paranaense da TV Paraná que já requeria a instalação de uma emissora de TV em Santa Catarina, (naqueles idos, somente Paraná e o Rio Grande do Sul tinham suas emissoras), e de outro os empresários associados da mídia blumenauense, liderados por Wilson de Freitas Melro, Caetano de Figueredo e Flavio Rosa, que ainda contavam com um grupo poderoso de 307 acionistas, a disputa findava com a vitória do grupo blumenauense que assinou com orgulho o que ainda hoje é a razão social do prédio da RBS Blumenau: “Televisão Coligadas de Santa Catarina S/A”. Explicação obvia para o nome, Coligadas se devia ao fato da emissora reunir entre si, num conglomerado, a TV, as emissoras de radio pertencentes ao grupo, e em 1971, o Jornal de Santa Catarina.
Em meio aos desafios, tudo começava assim a ser esquematizado, a escolha e contratação de funcionários tinha que ser acompanhado de muito ensinamento e aprendizagem, afinal eram pouquíssimos, ou quase ninguém que trabalhara ou ouvira falar de televisão. Além deles, juntaram-se ao grupo também profissionais vindos de emissoras dos outros dois estados (TV Gaucha e TV Paraná) para auxilio nas instalações e monitoração dos empregados na aprendizagem dos comandos e das maquinas.
Ainda em 1968, a TV começava seus primeiros experimentos, apresentando slides referentes a fase experimental e filmes de uma hora, ainda mais surgiu ainda um desafio ainda maior, a construção da antena e do transmissor, para isso, a equipe precisou fazer um verdadeiro “safári” ao Morro do Cachorro, para a instalação do equipamento, estrada não havia, para isso foi preciso abrir um caminho para a chegada ao topo, uma íngreme e perigosa estrada por onde se levavam, além dos equipamentos gravados para os testes, as peças da antena, que pesavam quase 250 Kg!
O sinal entrava às 18 horas mais ou menos e fechava as 22 horas. Era um verdadeiro desafio levar os filmes ao alto do morro e começar as transmissões no horário. A movimentação da equipe da TV motivava até os colonos residentes na área, que também subiam o morro junto da equipe e, mesmo proibidos de entrar na sala, assistiam pela janela as imagens geradas dentro do próprio estúdio. Dentre as transmissões experimentais, uma delas foi especial, a do desfile da então Miss Brasil, Vera Fischer, em 1968.

A publicidade era outro carro-chefe, em um determinado período, a grande parte do faturamento da emissora era garantida com empresas de fora do estado, além é claro, das empresas daqui mesmo que se mostravam empolgadas com essa nova forma de divulgar seus produtos e serviços, graças a TV Coligadas, outra novidade chegava a cidade anos mais tarde, as agencias de publicidade. A Própria emissora também criou sua identidade, nas mãos de Beto Fausel saia a logomarca que ainda hoje circula no imaginário popular, a menina de maria-chiquinha loura marcou uma geração, assim como o slogan: “TV Coligadas, a menina dos seus olhos”.
Enfim os dias passavam, 1º de setembro/1969 se aproximava cada vez mais e tanto os funcionários, como toda a população, esperavam ansiosos a primeira transmissão, que acontecera sem mais atrasos. A partir daquele dia, Santa Catarina finalmente contava com o pioneiro, e tão esperado, canal de televisão próprio: “ZYB 760, TV Coligadas, Canal 3, Blumenau, SC.”
2- Afiliação a Globo e os inesquecíveis programas

A história que envolve a afiliação da TV Coligadas é de fato curiosa, desde os tempos das experiências, a emissora parecia certa a assinar a sua afiliação com a Rede Tupi, além de ela ser a pioneira no país, era a mais assistida na cidade graças a TV Paraná, que chegava a cidade por meio de repetidoras implantadas justo por Flavio Coelho, Flavio era um dos responsáveis pela sucursal da emissora em Blumenau e que nessa época fora chamado para compor o “cast” da emissora.
Durante as viagens que seguiram as negociações com a Tupi, Flavio acabava por encontrar um velho amigo que começava a ganha um grande respeito no meio televisivo, era Walter Clark, produtor e executivo da Rede Globo, que começava a arrebanhar audiência graças a suas soluções bem boladas para o “bem-estar” do telespectador, tal como a seqüência programacional “novela das 7- jornal – novela das 8”. Um encontro certeiro, com lábia e argumentos que convenceram a Flavio Coelho, a TV Coligadas assim desviava sua rota e fechava assim sua afiliação com a Rede Globo, o que foi para a emissora algo muito bom, afinal, a Globo vivia seus anos de maior criatividade e produção de programas (que fazem muita falta hoje), novelas como “A Ponte Dos Suspiros”, “A Cabana Do Pai Tomás”, “Véu De Noiva” e outras mais viram sucesso e passavam como água em rio nas bocas das mulheres blumenauenses.
Não só o ramo dramatúrgico era destaque, os programas de auditório da Globo também arrebatavam multidões, nomes como Silvio Santos e Chacrinha começavam a ser ouvidos na cidade, nesses áureos tempos, o que poucas pessoas sabem até hoje, é que o programa do Chacrinha teve já uma edição gravada no antigo pavilhão da FAMOSC nos anos 70. O Jornalismo também era destaque vindo da Globo, apesar de nervoso e complicado, a TV conseguia mesmo nos atravancos entrar em rede e exibir via Embratel o “Jornal Nacional”, novidade maior não existia, um jornal em rede nacional, era mesmo algo primoroso, e Blumenau estava nesse meio por intermédio da TV Coligadas. Também houve a transmissão da copa ao vivo do México e tantas coisas que foram possíveis graças a esse simples encontro em São Paulo.

Carlos Braga Mueller
Carlos Braga Mueller ao centro junto de J. Cecconi e Alfredo Otto Flatau,
Grupo Antigamente em Blumenau
Mas em Blumenau, também eram produzidos ótimos programas, a cidade já começava a conviver com os primeiros astros locais, que podiam ser vistos em sua emissora de TV. Em qualquer área, a TV Coligadas, com arrojo, criatividade e algum improviso, faziam história. A TV produzia jornalísticos, o “Telejornal Malhas Hering” era um dos principais da emissora, era incrível, noticias que ocorriam em todo o estado chegavam no mesmo dia a população, apresentado por Carlos Braga Muller, tinha como acompanhantes Jose Reinoldo Rosembrock (até hoje na ativa!) e Jesser Jossi nos esportes. Curiosidade era a respeito de Carlos Braga Muller, pois nos seus anos de apresentador, seu nome na TV se assinava apenas “Carlos Braga”, era para de alguma forma evitar confusão com o colunista social da região, o requisitado Carlos Muller, coincidência no nome era pouca, mas a igualdade fica só no nome. Entre outros jornalísticos, o “Repórter Garcia” era outro de destaque, apresentado por José Schreiber, tinha a compania do próprio Carlos Muller, e trazia os assuntos referentes a sociedade de Blumenau, ainda nos jornais, destaque ao “Santa Catarina Dois Minutos”, de J. Ceconni. Já mais afastado da crônica jornalística, havia o “Municípios em Revista”, atração de Telvio Maestrini que reunia prefeitos e políticos de Blumenau e cidades vizinhas, tendo como objetivo maior divulgar e se fazer conhecer melhor os municípios de nossa região.
Por falar nisso, havia também nessa linha de integração o “Show Da Integração”, uma espécie de Cidade contra cidade da época, apresentado por Gonçalves Dias e Márcia Flor, o programa era o que havia de maior em reunião estadual na TV Coligadas. A disputa reunia colégios representantes de cada uma das cidades a ser desafiado, o show reunia provas que iam das famosas perguntas até verdadeiras gincanas que prendiam os telespectadores até os últimos minutos de programa. E claro, havendo sempre apresentações de conjuntos de dança, musica e afins, convidados pelas cidades. O programa teve tanta repercussão que ganhou até edições interestaduais com o Paraná (através do canal 12, atual RPC).

Já na linha de entretenimento, além dele, havia o saudoso “Salve a Banda”, atração de Edemir de Souza que ainda percorre o imaginário popular, era apresentado aos sábados e sua formula era a mais simples, mas de grande sucesso, apresentação de bandas folclóricas dos mais diferentes rincões da região. Tamanho sucesso motivou diversos trabalhos como a escolha da rainha do programa e a gravação de um LP no inicio dos anos 70, com seis bandas, “Bandinha Avante”, “Moacyr e Seu Conjunto”, “Os Bandeirantes”, “Conjunto Típico Cavalinho Branco” Conjunto de Ritmos Society” e “Bandinha Verde Vale”. Até hoje não há blumenauense das antigas que não se lembra de Edemir de Souza e sua contribuição a cultura do vale. Ainda trabalhando, ele mostra ainda muita saúde e disposição, as mesmas do tempo da TV Coligadas. Havia ainda o “Domingo No Parque” de Valdemar Garcia, atração dominical que contava com a participação de crianças que respondiam perguntas, demonstravam seus talentos e recebiam diversos prêmios, sendo brindes a até lembranças personalizadas da própria emissora. Além desse, outro programa de muito sucesso foi o “Mulheres Em Vanguarda”, apresentado por um verdadeiro selecionado feminino, sendo Maria Helena Dias, Dagmar Pohlmann, Vanja Siemann e Valmira Siemann, muito assitido por várias mulheres na cidade, ficou também no imaginário popular, ainda hoje é possível ver Valmira em atuação na TV Galega.
Para finalizar esse capitulo não se pode deixar de citar as transmissões externas da emissora, com a aquisição da unidade móvel, foi possível transmitir vários eventos dos mais diversos locais do estado, desde concursos e festas até celebrações religiosas e o mais importante, jogos de futebol direto dos estádios e ao vivo! Nesse caminho, a TV Coligadas se tornava um poderoso império de comunicação no estado, e uma verdadeira cidadã blumenauense no meio de todos nós.
André Luiz Bonomini
Arquivo de André Luiz Bonomini/Carlos Braga Mueller e Adalberto Day

9 comentários:

Braga Mueller disse...

André Luiz e Beto,

Quero parabenizá-los pelo belo trabalho de pesquisa histórica "TV Coligadas Canal 3, de Blumenau - Parte 1", que acabo de ler.
Como integrante da primeira equipe da emissora, foi uma gostosa volta ao passado.
Coincidentemente, no dia 1º de setembro de 1969, quando foi ao ar a primeira programação oficial da TV Coligadas de Santa Catarina, hoje RBS-TV Blumenau, estreou também o Jornal Nacional.
Um registro histórico: quando a TV Coligadas e o JN completaram seu primeiro ano de existência, em 1º/09/1970, a TV Coligadas começou a transmitir o Jornal Nacional para todo o Estado catarinense, via Embratel. Após a apresentação nacional, com Cid Moreira e Hilton Gomes, entrava o bloco estadual, que eu apresentei de 1970 a 1974. Naquela época, cada emissora afiliada da Globo apresentava seu noticiário regional com o mesmo cenário do JN . O nosso diretor de jornalismo era Nestor Carlos Fedrizzi.
Infelizmente não localizei nenhuma referência à TV Coligadas no livro "Jornal Nacional, a Notícia faz História".
Talvez a próxima edição do livro faça justiça à participação de Blumenau nesta bonita história das telecomunicações no Brasil.
Abraços
Carlos Braga Mueller

Arno disse...

Olá meu amigo Adalberto,
muito bom o material que você reuniu sobre a TV Coligadas. Estamos procurando informações sobre o assunto pois achamos que é um tema que deve cair nessa gincana. Mais uma vez é muito bom contar com o material disponibilizado por você.

Abraços,


Arno José Schmitt Junior

Edemir de Souza disse...

Caro amigo Adalberto competente cientista Blumenauense apreciando seu blog tive a grata surpresa em ver meu nome escrito por v. senhortia e lembrado quando das apresentgaçoes dos programas transmitidos pela nossa Tv Coligadas nos anos 70. Muito me alegra e fico feliz em saber que ainda existem pessoas como v.sra em fazer chegar ao mundo tecnológico aconteciimentos vividos por pessoas que tem no sangue raizes do passado. Faço menção ainda ao colega Carlos Braga Müller pelas palavras escrfitas fazendo menção a minha pessoa. Agradeço de coração tudo aquilo que me foi enviado e coloco-me ao inteiro dispor de todos. Abraços Edemir.

Anônimo disse...

Caro Adlberto:
parabéns pela matéria e pela repercussão junto aos visitantes do blog. abraço meu e dos nossos caros ouvintes. Antunes Severo fale@carosouvintes.org.br

Carlos Müller disse...

André Luiz e Beto,
Gostaria de parabelizá-los pela matéria publicads neste blog, sobre a História da Tv Coligadas Canal 3, que de Blumenau, que fiz parte da história da Tv Coligadas, Em Sociedade, Reporte Garcia...
meu Nome é Carlos Müller e do meu amigo se lê e escreve Carlos Braga Mueller.
Que no dia 1º de setembro de 1969, quando foi ao ar a primeira programação oficial da TV Coligadas de Santa Catarina, hoje RBS-TV Blumenau, estreou também o Jornal Nacional.
Um registro histórico: quando a TV Coligadas e o JN completaram seu primeiro ano de existência, em 1º/09/1970, a TV Coligadas começou a transmitir o Jornal Nacional para todo o Estado.
No livro Retratos de Santa Catarina de minha autoria, escrevo um pouco das partilures.

Um forte abraço
Carlos Müller

Carlos Tonet disse...

Lembro de todos os programas. Eu tinha 10 ou 11 anos, em 1971,quando Municípios em Revista fez uma reportagem sobre minha cidade, Rio do Oeste.

Foi quase um feriado na cidade quando o programa foi ao ar. Mas naquele dia, a TV estava fora do ar,com muito chuvisco. Família reunida,mas nada de vermos nossa cidade na Telefunkem preto e branca.

Mas anos depois pude ver o principal conjunto da cidade, a banda Os Rouxinóis, tocando no Salve a Banda.Foi um momento de Glória para Rio do Oeste.

Carlos Müller disse...

André Luiz e Beto
Gostaria de parabenizá-los pela matéria publicada, sobre a história da TV Coligadas Canal 3, que Blumenau, que fiz parte da história da TV Coligadas, em sociedade, Repórter Garcia.
Meu nome é Carlos Müller e do meu amigo se lê e escreve Carlos Braga Mueller.
Que no dia 1ª de Setembro de 1969, quando foi ao ara primeira programação oficial da TV Coligadas de Santa Catarina, hoje RBS-TV Blumenau, estreou também Jornal Nacional.
Um registro histórico: quando a TV Coligadas e o JN completaram seu primeiroano de existência, em 1º/09/1970, a TV Coligadas começou a transmitir o Jornal Nacional para todo o Estado.
No livro Retratos de Santa Catarina de minha autoria, escrevo um pouco das partilures.
Um forte abraço
Carlos Müller

Enio Alann disse...

Para quem não sabe,o sinal da TV coligadas chegava aqui em Criciúma com ótimo sinal, ate 1978,quando entrou a RBS fpolis.

Voldis disse...

Parabéns por disponibilizar estas informações!
Como faço para saber a data que uma banda de Joinville, chamada de Banda União, tocou no programa, e como posso saber mais detalhes deste programa? Onde posso encontrar este acervo?


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...