"A Educação é a base de tudo, e a Cultura é a base da Educação"

Seja Bem-Vindo e faça uma boa pesquisa!

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

- Olímpico, de Blumenau


Queremos saudar os torcedores da Sociedade Desportiva Blumenauense, atual Grêmio Esportivo Olímpico, clube que existe até hoje, mas que desativou o futebol.
“anos de história em plena atuação”, apesar da tragédia de nov/2008 ter praticamente destruído seu magnífico estádio.
A imagem de 1962, e dos momentos atuais, mostra o Estádio da Baixada de propriedade do Grêmio Esportivo Olímpico em Blumenau.
Inaugurado em 09/10/abril/1939 - torneio em que participaram diversas equipes: Brasil (Palmeiras), Blumenauense (Olímpico), Altonense, Bom Retiro e Amazonas. O torneio foi vencido pelo Amazonas do Bairro Garcia.
O Grêmio Esportivo Olímpico campeão de 1949 com o seu carneiro mascote “Pirata” Em pé da (e) para (d): Arthur, Onório,Pachequinho, Jaeger, Oscar e Jalmo. Agachados : Testinha, Nicolau, Juarez, Aducci Vidal, René. Este time foi o primeiro Clube a ser campeão do Estado por Blumenau ao derrotar o Avaí em Florianópolis por 4x1.
Foto revista social do Olímpico campeão de 1949 - enviada por Valdir Appel (Chiquinho) ex goleiro do Vasco da Gama final dos anos 60 início dos anos 70
Em 1964 o Olímpico é Bi campeão estadual de futebol – em jogo realizado no dia 25 de abril de 1965 no estádio da baixada, contra o Internacional de Lages. Os Grenás venceram por 3x1 – todos os tentos do Olímpico, foram marcados pelo paranaense Rodrigues.
Olímpico foi destaque no Jornal "Hora de Santa Catarina" de Florianópolis - Jornalista torcedor do Avaí, André Tarnowski Filho.
- O Olímpico sempre foi destaque no cenário esportivo de nossa cidade, em todas as modalidades amadoras.
G.E. Olímpico 1964
(da E para a D), Paraná, Orlando, Nilson Greuel, Barreira, Paraguaio e Jurandir Capela (massagista), Lilá, Rodrigues, Mauro, Joca e Ronald. O técnico era o Aducci Vidal.
1963- Técnico Manoel Pera, Garoto, Nilson Greuel,Romeu Fischer,Jurandir, Balsini - Mauro Longo,Lilá, Garoto, Venicio Fiamoncini, Domingos, Jorge Laffront.
História:
O Olímpico foi fundado em 14 de agosto de 1919, e desativou seu futebol profissional em 1970. Este foi o palco que viu por duas vezes a única equipe campeã do Estado de Futebol, em 1949 e 1964. Neste belo estádio e com um gramado invejável, atuaram grandes jogadores do futebol brasileiro: Pelé, Garrincha, Zito, Barbosa, Belini, Paulinho de Almeida, Sabará,Teixeirinha e tantos outros. Clubes como : Santos, Flamengo,Vasco da Gama, Botafogo, Fluminense, Grêmio....
Hino do Olímpico: Autor do Hino Márcio Volkmann/Edson da Silva
Forte és, alvi-grená

Por tua história, teu valor
Pela camisa reluzente
Pelo grito do torcedor
Estribilho
Olímpico, Olímpico,
O teu verbo é vencer
Olímpico, Olímpico
És a razão do meu viver
A baixada das conquistas
Na Alameda das vitórias
Fez surgir esse gigante
Uma paixão de muitas glórias
(repete o estribilho)
Para quem quiser ouvir,
Com orgulho vou cantar
É grená meu coração
Para sempre vou te amar.
(repete o estribilho)

Pelé e Garrincha em Blumenau
Pelé e Garrincha juntos, em 1962. Pelé jogou pelo Santos contra o Olímpico de Blumenau no dia 30 de agosto de 1961. O placar foi 8 a 0, com cinco gols marcados pelo rei. Já Garrincha, "o anjo das pernas tortas", atuou no Estádio da Baixada com a camisa do Olímpico no dia 30 de agosto de 1969. O adversário foi o Caxias de Joinville.
O Olímpico não foi só forte no futebol, mas também no amadorismo. A história de Waldemar Thiago de Souza confunde-se com a do atletismo catarinense. Nascido em 1926 , na localidade de Espinheiro (Ilhota), veio para Blumenau ainda jovem. Durante décadas foi o quase que imbatível atleta fundista de 5 mil e 10 mil metros. Representou Santa Catarina pelo Brasil, levando o nome de Blumenau além-fronteiras na década de 40 Ele representa todo o sucesso do Clube Grená no atletismo, como a família Belz , Paulo Zimmer, Mara Furmann e tantos outros.
Para saber mais acesse : - “O Foot-Ball Club Blumenauense”.
Arquivo de Adalberto Day

11 comentários:

Livro do disse...

Parabéns, Adalberto, e parabéns ao glorioso Olímpico! Grande abraço! Mauricio

André Filho disse...

Caro Adalberto!
Foi um prazer saudar o glorioso GEO em minha coluna de hoje.
Como ilhéu e avaiano, gostaria de saudar também a todos os blumenauenses nesta data tão significativa, em especial esta nação orguhosa que veste grená e branco.
Meu pai, André Tarnowsky, blumenauense da Rua Lauro Muller, hoje com 76 anos, relembrou com carinho algumas histórias.
O Olímpico chega aos 90 anos jovem e dinâmico, anunciando que outros 90 anos surgirão, alicerçados na seriedade de sua gente que construíram essas 9 décadas.
Parabéns, Olímpico!
Parabéns, blumenauenses!
E um parabéns especial ao amigo Adalberto, por este blog maravilhoso, sempre enaltecendo a história blumenauense.
Saudações AvAiAnAs!!!
André Tarnowsky Filho

Adalberto Jorge disse...

Parabéns pelo artigo do Olimpico.

A primeira vez que entrei num estádio de futebol (lá pelos idos de 1967 ou 1968) foi na Baixada.

Segundo relato de meus pais, foi num jogo do Palmeiras (farroupilha desde piá) contra um adversário que não lembram o nome.

Att.
Adalberto Klüser

Anônimo disse...

Meus irmãos de Blumenau,

O Grêmio Esportivo Olimpico comemora 90 anos sem praticar profissionalmente o esporte que o consagrou perante o estado e país. Aproveito para cumprimentar todos os "Grenás" que guardam na memória a gloriosa passagem deste clube no futebol. O Atletismo,Basquetebol,o Futsal, o Voleibol e a Ginástica também marcaram a história do tradicional clube da Alameda Rio Branco. Mas, nada, nada, deixa mais saudades do que o futebol. Falo isso como nascido na Itoupava Norte, torcedor e jogador do Guarani em várias divisões no futebol, no futsal e no punhobol.
Falo porque foi no Estádio da Baixada que estreei oficialmente ao microfone da Rádio Nereu Ramos em 1964 transmitindo o clássico Olimpico e Palmeiras que terminou com a vitória alvirubra por dois a um. Defendí o GE Olimpico em 1962 no 1o. Campeonato Sulamericano de Punhobol Juvenil na Sogipa em Porto Alegre. Mas, o futebol sempre foi a marca registrada do GE Olimpico. Quando lembro dos grandes jogos presenciados e transmitidos no Estádio da Baixada sinto uma tristeza muito grande ao ver o clube afastado do futebol profissional. Isso se aplica a ausência do Palmeiras, Guarani, Amazonas e Vasto Verde, sem falar em Tupi de Gaspar, Floresta de Pomerode e União de Timbó. Adalberto, parabéns pela matéria. Ficaria muito feliz que ao completar 100 anos em 2019 o Grêmio Esportivo Olimpico estivesse de volta na prática do futebol profissional. Isso com certeza recriaria a rivalidade com Palmeiras, Guarani, Vasto Verde e demais clubes.
Um grande abraço

Edemar Annuseck
Rádio Record-SP

Elton Gomes disse...

Olá Adalberto, estive vendo meus Blogs e Li seus Comentários, Muito Obrigado. anhh o Blog ÔNIBUS DE BLUMENAU, está atualizado. hehehe, téh mais e Bom Domingo !
http://www.onibusdeblumenau.blogspot.com

Marianne disse...

Adalberto!

Achei muito interessante as reportagens sobre o GEO, meu bisavô foi um dos fundadores deste clube e se não me engano ele foi construído em terras da propriedade da família.
Gostaria de alguns comentários ou fotos dos eventos do canil clube de santa catarina, com exposições dos cães. Meu pai foi um dos vencedores com um pastor alemão com nome de "Bianca Boa Vista de Joinvile" não me lembro bem a data era muito pequena nesta apresentação.
Neste clube também tinha campeonato de "bolão" o que chamam hoje em dia de boliche.
Mande-me alguma informação se tiver.

udo sell disse...

certa vez li na revista placar que o olimpico foi jogar em benedito novo, onde o time local ganhou de 2 x 0 mas porque a bola num penalti estourou e couro par aum lado e camara para outro, tem algum fundamento???

Barreira disse...

Prezados amigos,

Foi com grande satisfação que ao entrar no Google hoje dia 26/07/2013, constatei que muitas pessoas estão interessadas no passado do nosso grande Grêmio Esportivo Olimpico de Blumenau. Fiz parte daquela equipe na qual consagramos campeões catarinense de 1964. Observei também que o meu amigo Edemar Annuseck deu algumas informações ao meu respeito. Complementando, devo informar que iniciei minha carreira profissional de futebol no America do Rio em 1960, oportunidade em que fiz parte daquela equipe foi a primeira campeã do Estado da Guanabara. Do America do Rio fui para o São Paulo Futebol Clube, em 1964 fui para o Olímpico de Blumenau sagrando-me campeão do Estado naquele ano. Em 1966 fui para o Marcilio Dias de Itajaí, permanecendo até 1967, quando tive uma passagem pelo Internacional de Porto Alegre. Em 1969 fui para o Flamengo de Caxias do Sul (hoje Caxias), permanecendo até 1970, oportunidade em que dezembro daquele ano encerrei definitivamente minha carreira de profissional de futebol.
Hoje resido em São José dos Campos- SP, tenho 5 filhos todos formados e casados, tenho 7 netos.
Tenho muita vontade de retornar a esta bela cidade de Blumenau, e rever os amigos que ainda residem neste bela cidade que só me traz boas recordações.

Abraços a todos.
Atenciosamente
Lourival Barreira

Nelsinho disse...

Nosso Olímpico! Vinicius, foi Delegado de Polícia. Lafront é médico. Lila advogado aposentado. Romeu e Jurandir já falecidos. Nilson Greuel está em Blu, aposentado. Alemão, aposentado como Gerente do BESC. Mauro está em Blu,aposentado. Quanto a Balsinie Garoto, não tenho notícias... o técnico Maneca Pera, faleceu em Curitiba. Minha infância e adolescência foi no Olímpico, junto com este pessoal...muitas saudades!

Nelsinho Pereira

Sônia disse...

QUE SAUDADES !!!! MEUS IRMÃOS...BRITO E BRITINHO JOGARAM NESTE TIME....UNICO TIME QUE TORCI EM BLU....ÉPOCA BOA!!! MTAS...MTAS SAUDADES!!!
Sônia Maria Antonio

Sérgio disse...


Este foi o meu time de coração em Blumenau, por isto não consigo torcer pra outro que já se instalaram aqui. Adotei o Criciúma de longo data já..TIMÃO
Sérgio Silva

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...