"A Educação é a base de tudo, e a Cultura é a base da Educação"

Seja Bem-Vindo e faça uma boa pesquisa!

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

- Uma história que vale a pena relembrar

Os 60 anos da primeira conquista do Olímpico, campeão de 1949
Time do Pirata
Equipe do Grêmio Esportivo Olímpico, campeão de 1949, com o carneiro mascote Pirata. Neste registro, feito em Blumenau, aparecem, em pé (partindo da esquerda), Arthur, Onório, Pachequinho, Jaeger, Oscar e Jalmo. Agachados: Testinha, Nicolau, Juares, Aducci e René. O Olímpico venceu o Avaí por 4 a 1, na final, em Florianópolis. Os gols foram marcados por Juares (3) e Testinha (1). Também atuaram na partida final os jogadores Arécio e Walmor Belz. A decisão ocorreu no dia 7 de maio de 1950. (Foto: Arquivo de Adalberto Day)
Publicado no Jornal de Santa Catarina Sexta Feira -Blumenau, 27/fevereiro/2009. Edição nº 11561 - Coluna Almanaque do Vale do Jornalista Sérgio Antonello.
A primeira partida da decisão foi em Blumenau no estádio da Baixada e o Olímpico aplicou uma goleada histórica no Avaí, pelo placar de 6x1, esta partida foi no dia 30/ abril/1950, os gols do Olímpico: Juares (2), Nicolau,,René, Walmor e Testinha.
A decisão:
O jogo decisivo foi em 07/ maio/ 1950.
. A equipe do Olímpico estava convicta que poderia conseguir um belo resultado em Florianópolis e trazer o titulo para Blumenau. Os jogadores não mudaram suas rotinas da semana que antecedia a grande decisão em Florianópolis. Além dos treinamentos alguns jogadores cumpriram normalmente seus expedientes nas empresas em que trabalhavam. A delegação blumenauense viajou para Florianópolis, confiante em realizar uma bela partida.
Hora da decisão Florianópolis havia preparada uma enorme festa, que iniciaria na hora que os jogadores avaianos adentrassem ao campo. Depois do festivo ingresso da equipe da casa ao gramado, sob um ensurdecedor foguetório entrou o Olímpico vaido.
O Avaí parecia ter entrado em campo mais disposto, mas logo o time Grená impôs seu jogo. A Zaga formada por Aducci Vidal e Arécio, se impôs logo na marcação sobre os afoitos atacantes do time da capital., proporcionando assim mais tranqüilidade aos atacantes blumenauenses investirem ao primeiro ataque aos 7 minutos, marcar o primeiro gol da tarde. Testinha consegue um bom arremesso contra a meta do então melhor goleiro do campeonato, Adolfinho, com Juares completando. Juares também em seguida aos 9 faria o segundo gol. A sorte para os blumenauenses estava praticamente decretada e seus jogadores começaram apenas a administrar a vantagem de 2x0 O Avaí chegou a descontar através de Jair aos 19 minutos, Desesperado o Avaí tenta de qualquer maneira chegar ao gol de empate. Porém aos 38 minutos, em uma jogada de René, o Olímpico marca novamente através de Testinha, de cabeça.
Na segunda etapa o jogo foi mais fraco, apesar de que os avaianos esperassem uma reação e a vitória de virada de seu time.No início umas boas jogadas do time da capital, até aos 20 minutos, e então começam a perder o domínio do jogo, com o zagueiro Aducci presente junto com Arécio nas mais fugazes tentativas, constituindo-se ao lado de Juarês na melhor figura do jogo.
Finalmente o Olímpico acabou com todas as esperanças da equipe da capital, aos 20 minutos , em mais uma bela triangulação de Testinha, René e Juares, completaram a goleada de 4x1, com gol de Juares. Finalmente uma equipe de Blumenau, depois de várias lutas travadas ao longo de três décadas conseguia um titulo estadual, fato este repetido em 1964, mas esta é outra história.

Foto: Dr. Walmor Belz

Ficha do Jogo:
Avaí 1 x Olímpico 4
Avaí : Adolfinho, Honduras, Dunda,Guido, Boos,e Jair, Bentevi, Britinho,Nilinho e Saul. Técnico Oswaldo Meira.
Olímpico: Oscar, Aducci Arécio,, Pachequinho, Onório, e Jaeger, Testinha, Nicolau, Juares, Walmor Belz e René. Técnico Carlos de Campos Ramos (Leleco).
Arbitragem : Arthur Lange.
Data:07/maio/1950
Os Campeões de 1949
Oscar , Aducci Vidal, Arécio,, Arthur, Jaeger, Curt, Amauri Pacheco, Honório, , Jalmo, Testinha, Nicolau, Juares, Walmor Belz,Moacir, René , Genésio da Silva, , Waldir Luz. Técnico José Pêra maior parte do campeonato, e nas três ultimas partidas Carlos de Campos Ramos (Leleco), presidente Werner Eberrhardt.
Arquivo de: Informações dos Craques que passaram por aqui. • Walmor Erwin Belz Adalberto Day/ Fonte 70 anos História do Grêmio Esportivo Olímpico

8 comentários:

Márcio Volkmann disse...

O seu título falou tudo, Adalberto. Vale a pena relembrar. Que timaço era aquele. Ótima fase para postar uma matéria assim, dias depois da vitória heróica de nosso Metrô no Sesi. Assim, nos damos conta de que futebol em Blumenau é sim possível.

Abraços.

Mauricio Neves disse...

Parabéns, Adalberto. Assim vamos perpetuando a glória e enaltecendo a quem merece. É como se viajássemos para aplaudir aqueles craques outra vez...

MAICON CHARTOUNI disse...

Encontro Torcida do BEC, Futebol e Churrasco na AABB

Convidamos todos amigos do BEC, e torcedores do BEC em geral para participar de uma confraternização no dia 07/03/09(sábado) a partir das 15:30hs na AABB(Associação Atlética Banco do Brasil) na ponta aguda.

As 16:00 temos a quadra reservada para quem quiser bater uma bolinha com o pessoal, quem quiser jogar o valor será de R$ 5,00 por pessoa.

Após o jogo, será realizado um churrasco entre o pessoal, para participar o valor será de R$ 10,00 por pessoa.

o Valor que sobrar será para comprar bebidas.

Portanto pedimos que quem quiser participar do futebol ou do churrasco, que confirme com antecedencia até o dia 06/03(sexta) pelos fones: 8441-7138 ou 33221536 falar com Maicon.

Divulgação Torcida do BEC

Anônimo disse...

Beto,
Quando eu vejo estes resgates históricos,dos grandes times que Blumenau já teve, fico imensamente triste com a realidade atual.
Não consigo entender e acreditar na morte do glorioso Olimpico, Palmeiras, Amazonas, Guarani...
Até quando vamos viver de lembranças. Blumenau merece um futebol forte e vitorioso.

Anônimo disse...

Beto,
Meu comentario foi sem assinatura,
Valdir

Adilson Siegel - Ticanca disse...

Adalberto,

Como dizia nossoa saudoso amigo RODOLFO SESTREN: "Quem tem história é como ter duas vidas".
Passados todos estes anos e os craques do passado voltam a galeria da fama.
Aplausos para os heróis de ontem. Ao mesmo tempo, ficamos a procura de novos heróis que persistem em não aparecer.
Pena que Blumenau não tenha um futebol digno de sua grandeza e de seu povo ordeiro e trabalhador.

Anônimo disse...

Caro Adalberto!
Como florianopolitano e avaiano, poderia não gostar de relembrar um título do Olímpico, justamente sobre o nosso Avaí.
Mas, Blumenau e o Olímpico fazem parte dos meus 48 anos de vida.
Meu pai, André Tarnowsky, blumenauense da Rua Lauro Muller, teve o prazer de defender as belas cores grená e branco do time da Alameda, pelo time juvenil.
O que lamento, principalmente por gostar do futebol e de suas histórias, é o desaparecimento de clubes como o próprio Olímpico e o Palmeiras.
Menos mal que no Olímpico se preservou o patrimônio, prova inequívoca de uma história de glórias.
Afinal, além do título de 49, o time voltou a sagrar-se campeão estadual em 64.
Parabéns pelo blog, sempre enaltecendo a história blumenauense.
Saudações AvAiAnAs!!!
André Tarnowsky Filho

Valdir Izidoro Silveira disse...

Prezado Adalberto,
Meus cumprimentos pelo teu trabalho histórico. Meu nome é Valdir Izidoro Silveira, sou filho do estivador Izidoro Justino Silveira - o Humaitá- que na década de 50/60, jugou e foi treinador do Estiva. Sou engenheiro agrônomo aposentado e moro alternadamente na praia, em Pontal do Paraná e São José dos Pinhais. O principal objetivo da mensagem é saber se tens condições de conseguir uma foto do jogo entre Carlos Renaux e Barroso, realizada durante a inauguração dos refletores em Brusque. Me parece que foi em 60 ou 61. Grato pela tua atenção.
Atenciosamente
Valdir
E-mail: valdir.i.silveira@gmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...