"A Educação é a base de tudo, e a Cultura é a base da Educação"

Seja Bem-Vindo e faça uma boa pesquisa!

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

- CAOS em BLUMENAU: Informações sobre a enchente e enxurrada na cidade

Caros amigos,

Para os que estão visitando o blog pela primeira vez ou os que já são acostumados a visitar este espaço e conhecer as belas histórias da cidade de Blumenau, vão acompanhar uma das situações mais críticas, tristes e devastadoras que a cidade já passou.

ATUALIZADO (27/11/08):
* Como fazer doações para Blumenau - As doações para Blumenau podem ser feitas: 1) Depósito/Transferência: A) BESC Agência: 003-5 C/C: 400.000-3 B) Banco do Brasil Agência: 0095-7 C/C: 400.000-5 C) Caixa Econômica Federal Agência: 0411 C/C: 80.000-0 D) Bradesco Agência: 0333-6 C/C 2020-6 Favorecido: PMB – Calamidade Pública CNPJ: 83.108.357/0001-15 - 2) Alimentos não perecíveis (Leite, alimentação infantil, entre outros) Produtos de higiêne pessoal (absorventes, fraldas descártáveis infantis e geriátricas, entre outros) Cobertores Colchões - Fundação Pró-família (Pequenas Doações) Rua Itapiranga, 368Bairro: Velha - CEP 89036-230Fone: 55 (47) 3326-6972 e 55 (47) 9976-0284 Parque Vila Germânica (Doações Volumosas) Rua Alberto Stein, 199 Bairro Velha - CEP 89036-200 Fone: 55 (47) 3326-6901 e 55 (47) 9976-0284

* Chega a 99 o número de mortes por causa da chuva em Santa Catarina (27/11) Dois corpos foram encontrados em Blumenau no início da tarde desta quinta-feira - O número de mortos em decorrência da chuva em Santa Catarina chegou a 99 no início da tarde desta quinta-feira. Dois corpos foram encontrados em Blumenau, aumentando o total de vítimas fatais no município para 22. Os corpos ainda não foram identificados. Em todo o Estado, 19 pessoas ainda estão desaparecidas. De acordo com o Departamento Estadual de Defesa Civil, 78.707 pessoas tiveram de sair de casa por causa da chuva, sendo 27.410 desabrigados — aqueles que estão em um abrigo ativado pelo governo — e 51.297 desalojados — aqueles que estão na casa de parentes ou amigos. (Fonte: Diário Catarinense)


* Primeira ponte móvel já está liberada (27/11) - O Exército informa que já está em operação a ponte modulada instalada na rua Emílio Tallmann, próximo a associação da Coteminas. Outra ponte está sendo instalada na rua Rui Barbosa e deverá estar operacional na manhã desta sexta-feira, 28. No entanto, os esforços são para que a mesma possa ser utilizada ainda hoje, quinta-feira, por volta das 18 horas. (Site Prefeitura Blumenau)


* Último balanço da tragédia em Blumenau (27/11) - Balanço das 6h do dia 27.11.08: - População atingida: 50 mil pessoas - População desabrigada: 25 mil pessoas - Número de abrigos públicos: 62 - Pessoas alojadas nos abrigos públicos: 4764 - Vítimas fatais: 20 - Helicópteros que estão em ação no município: 7 (4 do Exército, 1 Ibama e 2 particulares) (Site Prefeitura Blumenau)


* Duas ETAs voltam a produzir água (27/11) - As Estações de Tratamento de Água (ETAs) I e IV voltaram a atender duas regiões da cidade. A ETA I, que corresponde à área central de Blumenau (com os bairros Boa Vista, Ponta aguda, Victor Konder e Centro), já contam com a produção de água normalizada. A outra rede de produção reativada foi a ETA IV, que abastece o bairro Vila Itoupava e parte da Itoupava Central. Na manhã desta quinta-feira, 27, a ETA II, que corresponde aos bairros Fortaleza, Itoupavas, Velha, Vila Nova e parte do Centro, foi ativada com capacidade parcial (350 litros por segundo/s). A elevação da produção até 800 litros por segundo será feita gradualmente. O abastecimento será intermitente, ou seja, dia sim, dia não, em algumas regiões. Vale lembrar que as redes de distribuição e estações elevatórias estão sendo vistoriadas para possibilitar a ampliação da cobertura do abastecimento. Já na ETA III, que abastece os bairros Garcia, Glória e Progresso, a Celesc estabeleceu fornecimento de energia elétrica na noite de ontem, 26. Lá, o desassoreamento da captação é a prioridade absoluta. Até o momento, não foi possível chegar ao local com a escavadeira hidráulica. As redes de distribuição e estações elevatórias onde não há acesso estão sendo avaliadas. Não existe previsão para ativação. Lembramos que a recomendação é de que se ferva a água antes do consumo, nesses primeiros dias de abastecimento.(Site Prefeitura Blumenau)


ATUALIZADO (13h -- 25/11/08):
O Distrito do Garcia já recebe ajuda da Defesa Civil. O barro que está nas ruas obstruíndo os acessos começou a ser retirando, para facilitar o socorro. Os desabrigados já começaram a ser socorridos e receber doações.

ATUALIZADO (23h15 - 24/11/08) :
Por telefone agora à noite, Adalberto Day, contou que toda a região do Distrito do Garcia (Glória, Progresso, Valparaíso, Vila Formosa, Hermann Huscher, Antônio Zendron...) ainda está sofrendo com os alagamentos e deslizamentos das últimas horas. Desde o início da noite de sábado (22), falta energia em toda comunidade do grande Garcia, além de água potável nesta região e em alguns locais do Centro que são abastecidos pela Estação de Tratramento 3 (ETA 3). O acesso ao Distrito está praticamente impossibilitado, pois algumas pontes caíram e outras estão danificadas o que impede o acesso e contribui para que os moradores fiquem ilhados. No momento o trânsito naquela região apenas é possível a pé ou de moto. No início da noite de hoje (24) foi liberado o acesso ao Distrito do Garcia, apenas pela Rua Amazonas, até a empresa Coteminas. Adalberto informa também que a ponte pênsil da rua Catarina Abreu Coelho, que dá acesso à Rua Júlio Heiden, caiu com a correnteza do Ribeirão Garcia. Um dos principais desmoronamentos da cidade, aconteceu na Rua Emílio Tallmann, na proximidade do Morro do Centenário. No final da Rua Júlio Heiden também aconteceu diversos desmoronamentos, queda de casas e parte da rua desabou para dentro do Ribeirão Garcia. Ainda há muito barro cobrindo a estrada, limitando totalmente o acesso para as demais ruas. Sábado (22) aconteceu um sério desmoronamento na rua Progresso, na altura do Cemitério do Progresso com queda de grande volume de terra na rua que se estendeu até o ribeirão, deixando os moradores desesperados pois havia risco de alagamento. Apenas hoje (24), no meio da tarde que a Defesa Civil de Blumenau conseguiu chegar até o local para avaliar os estragos. Day, também lembrou que é necessário com urgência doação de roupas, alimentos para os que estão ilhados a partir da Coteminas, em direção ao Bairro Progresso. Doações: Prefeitura: (47) 3326-6994 - 3326-6995 e 3326-6947 - Defesa Civil (47) 3326-6823
* Caixões deslizaram pela encosta do morro do cemitério Progresso, do bairro Garcia, em Blumenau, desmoronou por volta das 12h desta segunda-feira e caixões deslizaram pela encosta. Árvores caíram em cima das lápides de um dos maiores cemitérios da cidade. Fonte (texto e foto): Jornal Pomeroder Zeitung e Diário Catarinense

* Acompanhe as últimas informações sobre Blumenau:
- PREFEITURA - http://www.blumenau.sc.gov.br/
- AO VIVO - http://www.radionereuramos.com.br/
- AO VIVO - RÁDIO CBN - http://www.clicrbs.com.br/ (link da rádio)
- BLOG RÁDIO ATLÂNTIDA DE BLUMENAU - clic aqui

* Atendimento no AG do Garcia transferido para o 23º BI - Devido ao risco de novos deslizamentos na região o atendimento do Ambulatório Geral do Garcia - AG foi transferido para o 23º Batalhão de Infantaria de Blumenau, na rua Amazonas. (Fonte Prefeitura de Blumeanu)

* SC: Blumenau amanhece debaixo de lama (25/11) - A cidade de Blumenau (SC) amanheceu debaixo de muita lama. A chuva não deu trégua e a Defesa Civil registrava, às 8h05, a morte de 13 pessoas no município. Em todo o Estado, eram registrados 65 mortos e 49.799 desalojados e desabrigados. O trabalho é intenso. No centro histórico de Blumenau a lama chega a quase meio metro de altura. Muitas árvores caíram sobre carros. Postes de eletricidade caíram sobre a calçada e a maior parte dos semáforos não funciona. Nos campos de futebol, a grama foi substituída pelo barro e o tradicional Clube Olímpico ficou praticamente destruído. Muitas pessoas ainda estão desaparecidas. Antonio Orlei está a procura do filho de sua empregada. Ariel de Souza, 16 anos, não dá notícias desde a última semana. "Não temos nenhum tipo de informação desde sexta-feira. Foi a última vez que tivemos notícias dele", disse Souza. Muitos catarinenses tentam desde o início da manhã enfrentar os estragos. A ordem é tentar retomar aos poucos a rotina de vida: "Não dá para ficar de braços cruzados esperando o tempo passar. Precisamos trabalhar juntos para limpar a cidade. Nesse momento cada um tem o seu papel. Já passamos por isso antes, não vamos nos entregar", disse a comerciante Sthephani Kahn. Cerca de 40% da população está sem água. A polícia não crê que o reabastecimento total possa voltar ao normal antes da semana que vem. Até o momento, 120 homens do sudoeste do Estado já se deslocaram para Blumenau. A meteorologia prevê chuva até a próxima segunda-feira: "A situação é de calamidade pública. Estamos em alerta total. São muitos os chamados e precisamos aumentar a nossa equipe para suprir toda a demanda", afirmou o soldado da Polícia Militar Samuel Braz. Um dos principais hotéis da cidade está de portas fechadas. Não há como atender aos hóspedes, sobretudo, em virtude da higiene pessoal: "A gente já estava acostumado com enchentes, mas uma situação como essa, realmente, nunca tinha vivido. A terra está úmida e acredito que isso tenha contribuído para o alagamento", comenta o gerente Vilfried Klenz. (Fonte: Francisco de Assis de Blumenau, para o site do Terra)

* Obs: Excepcionalmente desde à noite de sábado (22) Adalberto Day, não está postando no blog, pois a região do bairro Progresso de Blumenau, continua sem energia, porém não corre risco de alagamento em sua residência. (Louisiana (Fpolis)
Obs: em 12,13,14/janeiro de 2011, chuvas intensas, precipitações de grande vulto provocam  a maior tragédia Urbana no Brasil - ocorre na região serrana do estado do Rio de Janeiro - Nova Friburgo, Teresópolis e Petrópolis com algumas centenas de vitimas fatais.  As cidades mais atingidas são Teresópolis, Nova Friburgo, Petrópolis, Sumidouro e São José do Vale do Rio Preto. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), choveu cerca de 300 mm em 24 horas na região.

20 comentários:

costadessouza disse...

é uma pena ver uma notícia ocmo essa por aqui, mas infelizmente esse final de semana não dá pra falar de outra coisa. agora todos se unem e esperamos que c huva pare logo. que fique tudo bem com Adalberto Day e que ele mesmo possa dar as boas notícias em breve.

Cristiane Roveda Gonçalves disse...

Olá,
Gostaria de informações sobre o Garcia!
Abraços
Cristiane

ioni disse...

boa tarde amigos de blumenau>>>. por favor moro em salvador-ba e minha familia mora ai em blu .. gostaria que me informassem sobre a rua henrique dias na velha , e marechal deodoro tbm na velha.elas estaõ alagadas?Estou sem conseguir contatos com minha familia e muito preocupada... muito obrigada a todos.

Anônimo disse...

Boa tarde Adalberto,

Estou acompanhando pelas rádios da região e vejo que existe uma parte da população sem ter para onde ir. Peço ao senhor que relembre a população dos pontos da Defesa Civil, pois na Capela da Rua São João só tem 11 pessoas, Na Rivage ainda não havia chego ninguem e na Empresa Gloria estava vazio.

Deixei pães caseiros na Capela São João e na Empresa Gloria.

Abraço, Rafael de Souza

josiane disse...

OlA PoR FaVoR EsToU DeSeSpErAdA QuErIa sAbEr cOmO Ta a SiTiAçãO Na rUa sãO JoãO ItOuPaVa nOrTe mInHa fAmIlIa mOrA lá...=(


ObRiGaDa:JOSYANE

Anônimo disse...

Bom dia Adalberto

Moro no Mato Grosso e minha familia mora ai em Blumenau, na rua Waltrudes Mathias, 58 no bairro Progresso, peço se o Sr. tem noticias sobre este bairro, pois, não estou conseguindo ligação e estou preocupada com eles......
Obrigada,


Giane Renata Fries

Vitor Hugo Brandalise disse...

Olá, professor Adalberto.



Sou Vitor Hugo Brandalise, repórter do jornal O Estado de S. Paulo, e estou ajudando na cobertura da enchente em Blumenau.



No seu blog, você fala de outras enchentes que assolaram a cidade, de como a Oktoberfest nasceu da vontade de levantar o ânimo da população, abalada pelas enchentes de 1983 e 1984.



Seria possível entrevista-lo sobre esse assunto?



Apenas uma ressalva, coisa de quem trabalha com jornalismo diário mesmo: é importante que eu consiga falar contigo logo, se possível ainda na manhã de hoje.



Você poderia me passar seu contato?



Muito obrigado e um abraço,



Vitor Hugo Brandalise

O Estado de S. Paulo

Repórter - Metrópole/Cidades

11 3856-5780 / 7253-8263

BARREIRA. disse...

Curitiba, 24 de novembro de 2008.

Prezado amigo senhor ADALBERTO.

Sabedor do problema que as chuvas têm causado aí em Blumenau, espero que estejam todos bem.

Mesmo tendo minha sogra também morando aí, estamos sem condições de ajudá- los pessoalmente, uma vez que existem 5 pontos de queda de morro na BR 101.

Mas, mesmo assim conte comigo, ainda que de longe.

Minha solidariedade ao senhor e sua família.


Abraços.

BARREIRA.
lcobarreira@terra.com.br

Alexandre Setter disse...

Olá Adalberto,

quero expressar aqui meus sinceros elogios ao seu fantástico blog.

Como um blumenauense exilado em Joinville (nascido na Vila Itoupava, minha família inteira é daí de Blumenau) tenho por nossa cidade de nascença um amor platônico.

E fiquei realmente encantado com todas as histórias, curiosidades, artigos, fotos e fatos que você disponibiliza nesse belo trabalho de preservação e divulgação da história e cultura de Blumenau.

Parabéns!

Alexandre Setter
setter@commagica.com.br

aline ferreira aguiar disse...

Toda nossa família está muito comovida com a situação do Estado.
Gostaríamos de ajudar, porém não sabemos como, somos do Rio de Janeiro e não achamos um meio de atende-los. Deixamos nossa palavra de conforto e solidariedade as famílias sofridas.

Aguardo contato.
Fiquem com Deus

aline ferreira aguiar
alinef.aguiar@hotmail.com

Edemar Annuseck disse...

Amigo Adalberto



Estamos todos muito tristes com os últimos acontecimentos da nossa Blumenau. Espero que tudo estaja bem com você e família.

Nós tivemos problemas com minha cunhada (irmã da minha esposa) que mora na Rua Reitor Strotsmann (paralela da Mariana Bruneman) na Vila Germância onde a água entrou no segundo andar da casa mais de metro e meio. Consta que tudo foi destruído.

Meus primos na Garcia também tiveram a invasão de água bem como na empresa do filho do meu primo na Ponta Aguda onde houve desmoronamento da enconsta.

Meu irmão Valdir (Itoupava Norte) teve mais sorte já que sua casa não foi atingida. Não sei se entrou água na loja ali na Rua XV.

Estamos orando por todos com a certeza de que DEUS tenha misericórdia e que os problemas possam ser superados.



Fico no aguardo de suas notícias,



Um grande abraço



Edemar Annuseck

Morgana Holetz Aguiar disse...

Muito me preocupa o que acontece me minha Bela Blumenau, aqui onde moro, Vila Velha-ES também estamos enfrentando problemas graves com as chuvas, o munícipio já decretou calamidade pública, mas nada perto do que vejo em Santa Catarina.
Sei da força e garra do povo catarinense e sei que se hoje estamos preocupados e tristes, amanhã estaremos todos nós unidos e colocando Blumenau e toda Santa Catarina de pé novamente.
Que Deus ampare a todos e dê forças para superar tudo isto.
Um forte abraço de uma filha da terra Blumenauense e que acredita neste povo guerreiro.

Marilia disse...

Os jornais do Rio têm trazido notíciais de terríveis inundações em S Catarina. Uma verdadeira catástrofe...
Favor mandar notícias.!!!!!

Morgana Holetz Aguiar disse...

Querido amigo,
Espero que o SOL volte a brilhar em todos os sentidos nesta terra linda!!!
O povo catarinense sofre muito com certeza com tudo o que esta acontecendo, mas a garra desta gente é enorme.
Que Deus proteja e ampare a todos dando força para o recomeço.
Quanto ao túmulo de seu pai, é triste né amigo, mas com certeza seu espírito à muito não está ali, era apenas sua vestimenta canal, ele, seu pai, deve estar tentando passar força para todos vcs de onde está.
Receba o carinho de sua amiga distante e a certeza de tudo vai ficar bem e o SOL voltará a brilhar.
carinhosamente
Morgana

Heinz disse...

Bom dia Sr.Adalberto
Recebí agora sua mensagem de ontem, pela qual agradeço.
Minha esposa e eu ficamos muito comovidos e compreendemos muito bem a sua desolaçaõ com o acontecido. Que esta mensagem seja pois portadora de nossos afetuosos abraços de solidariedade, extensivos à sua família. Ainda bem que não foram atingidos ditretamente pelo flagelo, que desta vez ceifou tantas vidas.
Heinz Holetz

Zé Pfau disse...

Concordo. Sei que é desesperador. Mas temos uma qualidade que supera - que são as pessoas. Gente boa. Em todos os sentidos. Nós que podemos dizer que temos alguma capacidade é que devemos ajudar nesta hora. Evidentemente que com a graça de Deus teremos energia para voltar a escrever e preservar uma bela história. É muito triste ver o que acontece, mas precisamos ter fé e a certeza que a nossa comunidade - em seguida - dará um demonstração de sua força. Algumas famílias estão destruidas, muitas crianças e velhos estão sem suas casas. Mas haveremos de vencer este obstáculo. Meu coração chora também pois em 84 estava nesta lista. Vamos ser criativos, o que podemos fazer com as nossas ferramentas?. Faremos. Todo o "mundo" está preocupado conosco.
José Geraldo Reis Pfau - Publicitário

Marilia disse...

Tenho seguido apreensiva a calmidade que se abateu sobre vocês. Além de amigos virtuais, tenho parentes de sangue em Blumenau, Navegantes e em Floripa.
Aguardo ansiosa a notícia que tudo já está bem. O catarinense tem fibra e vai logo, logo se recuperar
Tive notícias de vocês por sua filha.
O meu abraço solidário
Marília

Antonio de Andrade disse...

Prezado Adalberto Day

Solidarizo-me com todos os blumenauenses, em especial os do bairro Garcia, onde tenho muitos amigos do tempo de trabalho no bairro, nessa triste situação por que passam com a enchente e catástrofe com deslizamentos de terra de morros. Sei o que é passar por catástrofes porque vivi várias delas quando morei em Blumenau. Longe, aqui em Lorena, SP, estou fazendo campanha entre meus amigos na cidade para que enviem donativos à Sta Catarina, em especial doações em dinheiro para a Defesa Civil Catarinense, o que é mais rápido. E estou divulgando em todo o Vale do Paraíba, através de meios de comunicação que conheço, a conta do Fundo Estadual da Defesa Civil - Doações, no Banco do Brasil agencia 3582-3 conta 80.000-7. Eu e minha esposa fizemos nosso depósito, para ajudar. E enviamos energias positivas mentais para que todos tenham energia para poderem enfrentar a situação.
Um abraço fraterno,
Antonio de Andrade

Braga Mueller disse...

Beto e Dalva,

Li no blog que vocês estão a salvo. Tudo bem mesmo ? A casa foi afetada?
Teu belo arquivo histórico está preservado ?
Que provação, amigos !
Conosco, tudo em ordem.
A não ser por um muro que veio abaixo e encostou, de leve, na minha casa, estamos vivos e presenciando uma tragédia que nunca deveria ter acontecido.
Blumenau que eu amo...por quem eu choro, mas que vai renascer da lama !
Um abraço afetuoso do
Braga Mueller

Aloisio Nunes de Faria disse...

Solidarizo-me com todo o povo catarinense, rogando a Deus pelo fim desta tragédia que comove o mundo inteiro. E para você, Beto, toda a minha torcida para que fique firme e forte neste espaço, a ajudar as pessoas como está a fazer.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...