"A Educação é a base de tudo, e a Cultura é a base da Educação"

Seja Bem-Vindo e faça uma boa pesquisa!

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

- O GARCIA HÁ 50 ANOS



- A imagem mostra a confeitaria, pousada de Hermann Hinkeldey - depois Cine Garcia em Oficialmente em novembro de 1944 -1974. O Ônibus "Gostosão" assim chamado carinhosamente pelos Garcienses, parado ao lado da entrada para a Rua Antonio Zendron e o 23 RI - depois 23 BI - Batalhão de Infantaria.
Texto : Carlos Braga Muller Quando eu era jovem vivenciei muitos momentos agradáveis pelas bandas do Garcia.
Eu comecei muito cedo no rádio, como locutor, na antiga PRC-4 Rádio Clube de Blumenau.
E entre os anúncios que eu lia ao microfone, um era da Alfaiataria Modelo de Waldemar Rudolf, situada na Rua Amazonas.
Por aquela época eram poucas as lojas de roupas prontas. Todo mundo tinha que ter pelo menos um terno e ele teria que ser feito em alfaiate. Era o chique da moda.
Embora morasse no centro, escolhi a Alfaiataria do Rudolf para fazer um terno !
Como naqueles tempos eu não era ainda motorizado, pedalava sim uma bicicleta, lá ia eu de bike ou de ônibus ao meu alfaiatate, o Waldemar Rudolf. A alfaiataria ficava em frente do Cine Garcia, aquele prédio antigo com um grande varandão na frente, onde o Olegário ajudava o proprietário, Sr. Zügue, a passar os filmes que faziam a alegria dos garcienses.
Como eu estudava no Pedro II com o Coracy, filho do Seu Zügue, era sempre bom procurar os amigos dali. Foi asim que conheci também o Reynaldo Olegário, que depois comprou o cinema e o manteve por muitos anos, até o prédio ser demolido para dar lugar à Paróquia Santo Antônio.
E foi para o Garcia que eu me desloquei também, por essa época, para fazer o meu alistamento militar. Colocado no excesso de contingente, acabei não servindo ao Exército.
Todas estas lembranças vêm impregnadas de muita saudade de um tempo em que a nossa cidade tinha poucos bairros (Garcia, Velha e Itoupava-Sêca). Em compensação, havia bem mais tranqüilidade. Enfim, mudam os tempos e muda o modo de se viver.
Um célebre cômico, José de Vasconcelos, sempre dizia: "Renovar ... ou morrer ! "
Então, o negócio é renovar, e sempre.
Carlos Braga Mueller - Jornalista e escritor.

2 comentários:

Bertoldo disse...

Adalberto
Primeiro quero dar parabéns ao seu trabalho, que está maravilhoso. Receber o reconhecimento de psssoas comuns como eu é muito importante, mas de um jornalista de primeira qualidade como o Braga Muller, é um aval ao seu trabalho. O texto do Braga Muller é muito bom...em suas andanças ai pelo teu bairro. Uma sugestão que o mesmo faça relatos sobre Blumenau, principalmnet em suas atuações na TV Coligadas Canal 3. Um forte abraço a você amigo Adalberto

Anônimo disse...

Prezado Adalberto

Estive navegando no Google e encontrei foto e texto referente ao prédio que pertenceu ao

meu avô Herrmann. Obrigado pela gentileza de colocar na Internet.

Como neto, tenho muito orgulho do meu avô.

Atenciosamente

Osmar Hinkeldey

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...