“A Educação é a base de tudo, e a Cultura a base da Educação”

Seja bem-vindo (a) e faça uma boa pesquisa.

sexta-feira, 2 de agosto de 2019

- TV em SC !

TV EM SANTA CATARINA !
Por :Carlos Braga Mueller (foto) (Jornalista e ex-apresentador da TV Coligadas)
O pioneirismo em comunicações na cidade de Blumenau começou com a instalação da primeira estação de rádio no Estado: a PRC-4 Rádio Clube de Blumenau, nos anos trinta do século passado. Decorridos mais trinta e poucos anos, outro pioneirismo: a inauguração oficial, inaugurada (31 agosto de  1969, em caráter experimental a partir de 06 de maio de 1969) e foi ao ar oficialmente  no dia 1º de setembro de 1969 em Blumenau com o nome de TV Coligadas canal 3. , primeira emissora de televisão catarinense a emitir sinais locais para uma plateia que até então só recebia imagens de canais paranaenses ou gaúchos. A TV Coligadas passou por muitas mãos desde que foi inaugurada, mudou de nome, hoje é a NSC-TV Blumenau. Mas naquele longínquo sessenta e nove, quando o rock e a bossa nova faziam sucesso, foi a iniciativa de três ousados blumenauenses que proporcionou o surgimento da TV Coligadas: Caetano Deeke de Figueiredo, que na época era empresário do ramo de cinemas; Wilson de Freitas Melro; um dos proprietários da rede de emissoras de rádio conhecida como "emissoras coligadas de Santa Catarina", e Flávio Rosa, também sócio dessa rede. Logo veio juntar-se a eles Flávio de Almeida Coelho.
Tal ação era resultado de um trabalho hercúleo: a equipe para irradiar essas imagens tinha que enfrentar a tortuosa subida do Morro do Cachorro, onde o transmissor já estava instalado, e dali, numa pequena construção que abrigava os equipamentos, faziam a transmissão.
A imagem criada por Beto Fausel no final dos anos 60 mostra o logotipo da TV Coligadas, canal 3, de Blumenau. 
Mas em 1º de setembro de 1969 o estúdio instalado na Rua Getúlio Vargas, nº 32, no centro de Blumenau, tinha sido dotado de tudo o que uma emissora precisava; a programação havia sido contratada com uma rede que tinha apenas cinco anos de vida e havia sido batizada de Rede Globo; a equipe de apresentadores e técnicos estava afiada, depois de treinar durante trinta dias sem parar. Os noticiários e programas de variedades eram apresentados por gente nossa.
Os catarinenses puderam conhecer também os primeiros (e difíceis) anos da Globo, assistindo novelas e programas humorísticos que ficaram na história. Um ano depois, com a interligação de Blumenau à Embratel, outro pioneirismo: imagens diárias e ao vivo do Jornal Nacional.
Algumas curiosidades: a NSC TV Blumenau continua no mesmo endereço em que a Coligadas iniciou suas transmissões; a TV Coligadas foi a quinta emissora afiliada da então novata Rede Globo; as transmissões pouco a pouco foram se estendendo a todo o território catarinense através de mais de 100 repetidoras, e a TV foi considerada a "emissora da integração catarinense" porque era sintonizada desde o litoral até o extremo oeste; e um slogan que marcou na época foi a imagem desenhada de uma menina, que ficou conhecida como "a menina dos seus olhos".
Os mais velhos lembram, mas tudo ficou na saudade.

Nos meses que antecederam a inauguração, imagens podiam ser sintonizadas de vez em quando no canal 3, quando a emissora apresentava alguns "slides"  e na voz do saudoso locutor Carlos Xavier anunciava que estava no ar em caráter experimental.
Telejornal Garcia
Durante as experiências, o apresentador Jose Schreiber (foto) redigia a noticia do Repórter Garcia quando sua pauta vai ao chão, o câmera, ainda inexperiente e achando o abaixar do jornalista normal, seguiu-o e revelou muito mais do que se sabia, o apresentador de terno na parte superior usava um esportivo short e havaianas abaixo das câmeras
Telejornal Malhas Hering
O telejornal era apresentado por Carlos Braga Mueller, que tinha como acompanhantes José Reinoldo Rosembrock e Jesser Jossi nos esportes.
Arquivos: Carlos Braga Mueller/Adalberto Day/André Bonomini/Divulgação.  
Para saber mais sobre a TV – Coligadas Canal 3, acesse:
TV Coligadas:Pioneirismo e Aventuras

21 comentários:

Zuqui disse...

Meu caro Adalberto!!
Sim, lembro desta emissora como um grande marco na telecomunicação em nossa cidade. Claro que não lembro de ter assistido algum programa específico, mesmo porque quando tínhamos nossa primeira TV de marca COLORADO RQ , então assistíamos programação de novelas como Os Irmãos Coragem, Xazan e Xerife etc.... Mas que alegria relembrar estas histórias que por sua vez acabou lembrando de outras . Excelente texto, parabéns!!!

Wieland Lickfeld disse...

Caro amigos,
foi de fato uma iniciativa ousada e pioneira. Lembro que nos primeiros anos da década de 1970 a programação iniciava às 15 horas com o programa 'Documentário'. Era uma transmissão educativa, voltada à natureza, como ainda vemos nos canais Discovery e National Geographic. Rim-Tim-Tim, Roy Rogers, Batman e Robin, Zorro, A Família Dó-Ré-Mi, Perdidos no Espaço, O Homem de Seis Milhões de Dólares, Bonanza, Os Waltons e desenhos animados, eram apenas alguns dos programas. De âmbito nacional, lembro bem do Vigilante Rodoviário. Por aqui eram produzidos o Mulheres em Vanguarda, com Valmira Siemann, Confronto, com o P. Meinrad Piske, havia também um da Igreja Católica, Salve a Banda, com Edemir de Souza, o programa de auditório Maxi Show, com Mário Vendramel, além de outros e dos telejornais já citados na postagem.
Grande abraço!

Sônia disse...

Sonia Ruth Anton Bauler Gostei muito da matéria . sempre muito bom lembrar o passado

Maria Helena disse...


Superfã
Maria Helena Rulenski Lembro que minha vó me fez decorar a música Adeus Solidão da Carmem Silva porque ela queria que eu fosse cantar no programa Maxi Show.

Edmundo disse...

Edmundo Edi Me lembro Adalberto.As transmissões quando Vera Fischer foi miss brasil eram fixas ,assim sem movimento.

Célia disse...

Célia Casas Boa lembrança.

Valmir disse...

Valmir da Cunha Bons tempos, trabalhei na TV coligadas como programador comercial de 1974 à 1976.

Marilene disse...

E assim, vou conhecendo Blumenau...

Ronaldo disse...

Ronaldo Alfahrt Tinha um programa de auditorio , ganhei um premio e tenho até hoje

Flavio Monteiro de Mattos disse...

Prezado Amigo Adalberto,

Não há como deixar-se emocionar com o breve relato do Carlos Braga Muller sobre a saudosa TV Coligadas da nossa querida Blumenau e parte da emoção vem por conta da proximidade pelos laços de parentesco de um de seus fundadores, a vasta família Rosa, razão pela qual em diversas ocasiões, o Flavio Rosa ficava em nossa casa, no Rio, para tratar da implantação da filial catarinense.
Anos mais tarde, quando a TV entrou no ar, também pude compartilhar do orgulho daqueles empreendedores que levaram adiante um ideal tão bem retratado nas crônicas até então postadas pelo seu blog.
Parabéns por mais uma bela postagem e obrigado por me fazerem reviver lembranças de pessoas que deixaram marcas indeléveis em suas trajetórias.

Flavio Monteiro de Mattos

sergio luiz buchmann disse...

Bom dia! Como não lembrar da tv coligadas canal 3? Apesar das grandes dificuldades de sinal se salvo engano entrava no ar a partir das 16:00 hrs rs. Se ligava o aparelho as 15:30 hrs,porque ate aquecer levava um tempo kkkk. Em minha região uma dificuldade de sinal mas tudo era novidade e algo que nos prendia um pouco dentro de casa rs. Alem das programações nacionais tivemos programas locais alem do saudoso Carlos Braga Mueller,se salvo engano tínhamos Valmira Simas acho que com tv Mulher, Carlinhos Müller que tinha um programa sobre a sociedade Blumenauense. E na programação Nacional as Novelas ,filmes,desenhos,Amaral Net o repórter etc...Tudo com imagem muitos ruins rs. Obs: Não sei dizer se essas programações eram todas exibidas pela TV coligadas Canal 3,citei por lembrar daquele tempo. Nos dias atuais existem 300 , 500, 600 canais e todos com se modo de atrair audiência. Grande abraço meu amigo, obrigado sempre por nos trazer essas maravilhosas recordações.

Sérgio disse...

Sergio Cunha Adalberto, excelente esse texto do Carlos Braga Muller nos fazendo recordar rapidamente a trajetória da TV Coligadas, que foi inaugurada em 01/09/1969. Mas eu fiz questão de assistir, na TV do meu tio, na rua da Glória, (morávamos na Emílio Tallmann), a chegada do primeiro homem na lua, isso foi dia 20/07/1969. Obrigado por postar essas belas lembranças. Abraço!

Anônimo disse...

Ignez Bertoldi Cabrera Trigo - Recordar é viver e como ´de bom recordar estes bons tempos. Obrigada Adalberto por nos proporcionar estas boas lembranças.

Urda disse...

Que legal, Adalberto! Viajei no tempo!
Grande abraço,
Urda

Carlos disse...


Beto, como é bom recordar, sentir, que outros também recordam daqueles momentos pioneiros da comunicação catarinense.
Participei da primeira equipe da TV Coligadas, apresentando o Telejornal Malhas Hering, sob a supervisão do jornalista Nestor Fedrizzi, que trazia toda uma experiência adquirida no grupo do jornal "Última Hora", jornal carioca fundado por Samuel Wainer, que tinha uma edição regional publicada em Porto Alegre. Foi esse profissionalismo que fez com que Fedrizzi lançasse as bases do "Jornal de Santa Catarina" lá no início dos anos 70 e até hoje circulando, outro pioneirismo do grupo da TV Coligadas, pois foi o primeiro jornal catarinense a utilizar o processo de impressão offset.
Foi também sob a orientação de Fedrizzi que assumi, no dia 1º de setembro de 1970, a apresentação diária da edição regional do Jornal Nacional em Santa Catarina. Com ele no comando mandamos algumas notícias inseridas no JN. Não era só Blumenau que aparecia nacionalmente, era o nosso Estado que se destacava nas telinhas do Brasil inteiro. Foi uma coincidência que no dia em que a TV Coligadas festejava seu primeiro aniversário (1º/9/1970), também o Jornal Nacional da Globo completava um ano. E foi então que passamos a retransmitir ao vivo o JN, graças à interligação feita pela Embratel no sul do país.
Abs
Carlos Braga Mueller

valdir salvador disse...

Alo, amigo Beto, como esta tudo bem e a familia legal, ca estou eu novamente, isto é facil quando se trata de falar de uma grande empresa igual a esta, Tv Coligadas de Santa CAtarina, Eu e meu ex chefe da Hermes Macedo Sr Cesar Rebello, vendiamos a tv e a famosa antena espinha de peixe , apelido dado pelo seu formato, sofremos muito na colocação da antena até achar o sinal perfeito que não existia ha ha ha , é aqui não é ali não, pois o sinal vinha fraco atraves de espelhos colocados em varios morros para refletir em sua residencia, tudo bem deu certo afinal hoje estamos ai grande e com bom atendimento,so deixa um pouco a desejar falta um braço forte por exemplo sede propria e com um bom palco com plateia para voltar um mMario Vendramel com programa ao vivo e o jurado sr Valdir Salvador como fui, quanto a T V me proponho a comprar de quem tem para vender uma tv Antiga com pé palito, quanto aos funcionario um que ficou na historia foi o grande Zico, das filmagens esternas. tudo bem, abraços Valdir /salvador.

Protensino - Educação Digital disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcio Schoenfelder disse...


Olá Adalberto !

Lembro da TV Coligadas porque meu pai e avô sentavam para ver o jornal á noite com o Carlos Braga Muller e aquele vozeirão inconfundível. Eu era muito pequeno, uns 6 ou 7 anos talvez. E lembro das saídas do ar da TV, com a célebre frase ; "Sairemos do ar para a troca de gerador, em breve retornaremos com a nossa programação normal." e ai.... shshshshshs... chuviscos e voltava ao ar. Cada trovoada a TV saía do ar e a gente ligava e desligava a TV de vez em quando para ver se já tinha normalizado.
Com certeza a TV Coligadas foi imprescindível para o crescimento de Blumenau e região, na medida em que as informações chegavam mais rápido e aos poucos a abrangência do sinal se tornava maior. Saudades. Mas a NSC está aí mandando ver. Tudo passa. O importante é sabermos honrarmos os esforços do passado, aproveitar o presente e construir o futuro.

Abraço

Luciano disse...

Luciano Carlos

Professor, sensacional a sua matéria sobre a tv coligadas.

Unknown disse...

Olá Adalberto.
Morei em Blumenau de 1958 a 1965. Nesta época vim para Blumenau com 6 anos. O meu Pai chamava-se Américo Lima Martins ele foi Gerente da Filial da empresa chamada IMAR onde o escritorio ficava na Avda Sao Paulo, se nao me falha a memoria. Na época o gobernador era Celso Ramos e houve uma compra de maquinas agrícolas de marca Allis Charlmens que era para abrir novas estradas em Santa Catarina. Eu estudei o primario na Escola Barao do Rio Branco e depois fiz o 1º ano do Ginasio no Colegio Santo Antonio. Eu morei na Alameda Rio Branco a umas quadras mais adiante do Estadio do Olimpico. Algunas enchentes presenciei nesta época. Foi a melhor infancia que tive foi aí. O que eu lamento foi que perdi contato de alguns amigos que eu tinha ai. Um abraço. Tenho algunas fotos que meu pai tirou ai nesta época. Se queres posso te enviar. Um abraço Adalberto.

Unknown disse...

O meu e-mail é rckratina2@gmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...