"A Educação é a base de tudo, e a Cultura é a base da Educação"

Seja Bem-Vindo e faça uma boa pesquisa!

quarta-feira, 12 de abril de 2017

- Mamonas Assassinas

 Mamonas Assassinas em Blumenau
Domingo de Sol na Prainha
Concha acustica doada em 1986 pela Artex 
A matéria é reprodução de texto do JSC do ano de 2003.
Em outubro de 1995, Mamonas Assassinas faz show que entra para a memória da cidade.
Uma multidão se aglomerou na Ponta Aguda e do outro lado do Rio-Itajaí Açu para assistir à banda paulista que estava no auge da carreira.
Um meteoro de simpatia passou por Blumenau no dia 22 de outubro de 1995. Levados a condição de superestrelas da música em questão de meses, o grupo de rock Mamonas Assassinas chegou a Blumenau para encerrar o Festival Skol Rock, que era paralelo a Oktoberfest, no auge de uma carreira na qual a longevidade foi inversamente proporcional a irreverência que conquistou o país.
E aquele domingo ensolarado realmente ficou marcado na história da cidade, sobretudo para as mais de 50 mil pessoas (mais que o dobro do que qualquer outro show do festival) que assistiram à apresentação na Prainha. Nunca tantas pessoas estiveram, juntas, na praça que nos anos 90 virou reduto do lado roqueiro da festa mais alemã do Brasil.
Quem conseguiu um comemorado espaço na Prainha chegou muito antes do início do show, que começou por volta das 17hs. Perto dos ídolos, então; só quem madrugou nas margens do rio. Mas os barrados na festa não se deram por vencidos. Numa cena que não sai da memória de quem presenciou aquele dia, milhares de pessoas assistiram ao show da Avenida Beira-Rio ou das margens do rio, sem falar nos que improvisaram seus camarotes até onde a vista pudesse alcançar. Munidos de binóculos do alto dos prédios da Ponta Aguda e até do tradicional Fronshinn, o que, inclusive, chamou a atenção  do cantor Dinho:Queria mandar um abraço para o pessoal que está lá em cima, no hotel”, disse durante o show, sem saber que se tratava de um restaurante.
Multidão tomou conta da Prainha 
Vestidos de Chapolim, uma marca registrada do grupo paulista, os Mamonas Assassinas não decepcionaram os que se esforçaram tanto para vê-los.
As músicas engraçadas e de letra fácil fizeram todo mundo cantar do início ao fim. O antológico show foi o último dos Mamonas em Blumenau. Pouco menos de seis meses após a aparição na Prainha a meteórica trajetória do grupo foi bruscamente interrompida por um acidente aéreo quando voltavam para Guarulhos, terra natal do grupo.
Arquivo Jornal de Santa Catarina/Adalberto Day
Jornal de Santa Catarina, sábado e domingo, 30 e 31 de agosto de 2003
Colaboração: José Geraldo Reis Pfau e Caio Santos
História da Prainha:

5 comentários:

Henry disse...

Adalberto
Sim, foi um show e tanto, levei meus filhos na época, morávamos fundos da. TEKA, Caça e Tiro TEEL, só cheguei com carro até na rodoviária, dali para frente tudo congestionado.
Henry Georg Spring

Jairo disse...

seu Adalberto.

Eu estava aí nesse dia.
Momento inesquecível.

Abraço.
Jairo Santos

Nillton Sergio Zuqui disse...

Meu caro Adalberto,
Eu estava em viagem este final de semana ,sobretudo não tenho a menor dúvida de que foi um sucesso até regional pra época. Um acidente lamentável tirou a alegria de muitos brasileiros. Bela lembrança.

Marilene disse...

O penúltimo show do grupo foi em Ipatinga, Minas gerais.

sergio luiz buchmann disse...

Mamonas Assassinas em Blumenau não só,como no Brasil,e América Latina. Carreira curta e com fim trágico. Nem por isso deixaram ser lembrados pra eternidade.Hoje ainda se gente cantando as musicas deles. E a vinda a Blumenau Ao antigo Festival Skol Rock é uma prova que não somos só Fritz e Frida, Oktoberfest amos de um tudo e temos gostos e espaços pra todos! Abraço meu Querido Professor Adalberto!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...