"A Educação é a base de tudo, e a Cultura é a base da Educação"

Seja Bem-Vindo e faça uma boa pesquisa!

sábado, 8 de janeiro de 2011

- João Batista de Oliveira


Vigia da E.B.M. Pedro II, Progresso Canto do Rio mais conhecido como Senhor Cordeiro.
Hoje quero prestar uma homenagem em histórias de nosso Cotidiano, ao nosso amigo senhor Cordeiro. Na época anos 90 era vigia do E.E.B.M Pedro II no Progresso Canto do Rio. Homem de um caráter e personalidade marcante. Chegou a frequentar a Universidade de Minerolgia em Belo Horizonte, mas teve que abandonar por perseguição na época do regime militar. Exilado ficou alguns anos em Cuba e conheceu Fidel Castro.
Voltando ao Brasil, veio morar em nossa Blumenau, onde através de sua simpatia e presteza, obteve o carinho da comunidade.
Eu como professor do educandário, a primeira pessoa que cumprimentava era o vigia, - o portal de entrada e segurança do local. Muitas vezes pude compartilhar seus conhecimentos, e juntando com os meus, um aprendia com o outro. Fiquei tão seguro de seu conhecimento, que o levei em algumas oportunidades para dar aulas sobre determinados assuntos sobre história.
Ele foi em várias exposições que organizei, e me brindou entre outras pinturas, com essas duas fotos de nossa região da Empresa Garcia e casas populares.
Durante alguma folga, na própria  guarita, com materiais recicláveis e já descartados, fazia maravilhas.
Vejam dois trabalhos e comparem com as fotos que lhe emprestei.


Empresa Industrial Garcia 1912


Vila operária da E.I.Garcia (1946) - Existiam mais de 240 moradias neste estilo, todas feitas na marcenaria da empresa.
Adalberto Day/João Batista de Oliveira (Cordeiro)

3 comentários:

Vilson R. Corrêa disse...

Muito boa essa história do Sr. COrdeiro,que exemplo de vida e parabens pela perspicácia de leva-lo a sala de aula,todos ganharam com isso,a Escola,os alunos,o Professor e principalmente o Seu Cordeiro que pode semear as suas histórias que nada mais é do que a sua própria vida.

Abraços.

Att. Vilson

Valdir Appel disse...

Nas pessoas mais simples encontramos exemplos marcantes de vida.
Por isso, não devemos rotular o ser humano pela aparencia, pela profissão. O senhor Cordeiro é um exemplo digno da espécie.
abraço.

Anônimo disse...

Tive o prazer de trabalhar com o Seu Cordeiro na ABAM e aprendi muito com suas histórias e sua arte. Merece ser lembrado sempre!!!
Rose

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...