"A Educação é a base de tudo, e a Cultura é a base da Educação"

Seja Bem-Vindo e faça uma boa pesquisa!

segunda-feira, 11 de maio de 2009

- Caminhada em 1991 e em 2009 pós tragédia


A imagem mostra a rua Júlio Heiden, e a rua Emilio Tallmann, no bairro Progresso em Blumenau.
Hoje quem caminha pelas ruas Emilio Tallmann, Júlio Heiden e arredores da Associação Artex, lamentavélmente ainda encontram as ruas e Ribeirão Garcia nesta situação desesperadora, pós tragédia de 22/23/24/novembro/2008.
Ponte da Rua Bruno Schreiber
Passados quase seis meses, os moradores de todo o Grande Garcia, ainda clamam por providencias, e a imediata reconstrução de toda a Região Sul do município. Sabemos das dificuldades, e burocracia que atrapalha todo o processo, porém precisamos resolver esta situação alarmante de nossa comunidade. O governo municipal acena para dia 18 de maio/2009 o início da ponte da rua Bruno Schreiber que deverá ser totalmente removida e construída uma nova com duas pistas. Mas para isso a passarela Canto do Rio, com acesso a rua Helmuth Goll,que também foi destruída, precisará ser reconstruída.
Imagens área das ruas Progresso, Júlio Heiden e Emilio Tallmann no bairro Progresso.
Mas isso é apenas o primeiro passo. E as demais obras, qual o cronograma? Até quando teremos que esperar a reconstrução da Rua Júlio Heiden, o único acesso às ruas Progresso, Rui Barbosa, Jordão, Santa Maria e todas as transversais, quando é necessário fechar a curva do cemitério, na Rua Progresso.
E a Rua Emilio Tallmann? Quando? E a ponte do Centenário. E a ponte da Catarina Abreu Coelho, nem sequer foi citada neste pacote da reconstrução. No dia 16/junho/2009, convidamos toda comunidade da nossa Associação METAJUHA, para uma reunião:
local: Associação Artex ( já que nossa sede foi totalmente destruída).
horário: 19:30 horas
Convidados : prefeito e secretariado, e lideranças - para definir obras de reconstrução urgente.
A imagem do dia 23/nov./2008, mostra a passarela da Rua Catarina Abreu Coelho, com acesso a Rua Júlio Heiden, no bairro Progresso - instantes antes de ser levada pela enxurrada, e instantes depois. Essa passarela foi prometida pela administração atual pelo prefeito João Paulo Kleinubing , exatamente em cima desta passarela, e em reunião com a Associação de moradores, a ser reconstruída em concreto desde 2005. Agora observamos que não está incluída no processo de reconstrução. Essa passarela é de suma importância para toda a comunidade, tanto as pessoas que necessitam ir ao mercado,padaria, do outro lado do ribeirão, como também alunos que estudam no colégio Padre José Mauricio. Sem a passarela, o acesso se torna 800m mais distante, ocasionando transtornos à comunidade. ________________________________________
Noticia publicada no Jornal de Santa Catarina 14/maio/2009:
________________________________________
 - No Grande Garcia ruas que serão recuperadas a partir deste mês maio/2009:
________________________________________
 - Rua Emilio Tallmann - Progresso – Recomposição de pista e encosta
________________________________________
 - Rua Júlio Heiden – Progresso – Reconstrução de pista e encosta
________________________________________
 - Rua Progresso – Progresso – Reconstrução de pista e encosta
________________________________________
 - Rua Bruno Schreiber – Progresso – Recomposição de encosta
________________________________________
 - Rua Oscar Burger – Valparaiso – Reconstrução de pista e encosta
________________________________________
 - Rua Amazonas – Garcia – Reconstrução de pista e encosta
________________________________________
 - Ponte Bruno Schreiber – Progresso
________________________________________
 - Ponte do Centenário - Valparaiso
________________________________________
 - Passarela do Canto do Rio – Progresso
________________________________________
 - Passarela da Santa Teresinha – Progresso
________________________________________
 - Passarela da rua Soldado Moacir Pereira – Progresso
________________________________________
 Obs, A Passarela da Rua Catarina Abreu Coelho ficou de fora, parece que os moradores não vivem em nossa cidade, e foram esquecidos pelo prefeito João Paulo Kleinubing, mostrando falta de respeito com o cidadão que paga seus tributos.
História:
Tudo já foi muito mais lindo e melhor até anterior a tragédia. Hoje quase podemos falar: era uma vez uma ponte... era uma vez uma rua, era uma vez a dignidade do povo que foi ferida....em seus direitos como cidadão.

Imagem da caminhada em 1991 - o mesmo local na tragédia, na rua Júlio Heiden.
No dia 21 de julho de 1991 ocorreu a 2ª Caminhada Ecológica e de Preservação do Ribeirão Garcia. A manifestação foi organizada pela "Metajuha", a Associação de Moradores das Ruas Emilio Tallmann, Júlio Heiden e arredores da Associação Artex, em parceria com outras associações do bairro e integrantes da Câmara Júnior de Blumenau.
Adalberto Day cientista social e pesquisador da história. (Fotos: Arquivo de Dalva e Adalberto Day)

2 comentários:

Bernardo Brasil disse...

Prezado Adalberto,
cada dia mais interessante seu blog. Parabéns pelas cobranças com relação às obras "emergenciais" que já deveriam estar prontas há meio ano. Com seu conhecimento sobre a história urbana e social do Garcia, sabe da importância dessa cobrança. Conte com o meu apoio, mesmo que à distância.
Forte abraço, Bernardo.

Tere disse...

Beto, é realmente lamentável como a nossa cidade e principalmente nosso bairro, ainda se encontram após a tragédia de novembro. Não podemos esquecer assim tão fácil de tudo.Não podemos esquecer desse descaso, desse desrespeito. Devemos lembrar desses fatos na hora de ir às urnas.Devemos ser mais críticos e mais exigentes com nossos políticos. Dizem que o povo " esquece fácil" pois eu digo: Acorda povo do Brasil, acorda POVO DE BLUMENAU.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...