"A Educação é a base de tudo, e a Cultura é a base da Educação"

Seja Bem-Vindo e faça uma boa pesquisa!

quarta-feira, 8 de abril de 2009

- O Bioma da Mata Atlântica

Artigo de Pedro Prim, que mostra sua preocupação como conselheiro consultivo do PNSI – (Parque Nacional Serra do Itajaí) e pensamento voltado pra as futuras gerações.
- A imagem mostra o Caminho para o Parque Nacional Serra do Itajaí. Águas do Parque das nascentes
Por Pedro Prim:
O Parque Nacional Serra do Itajaí é o bioma mais importante da mata atlântica na região sul do país. No descobrimento do Brasil, em 1500, a mata atlântica cobria 1.300.000 quilômetros quadrados do território brasileiro. Hoje restam preservadas apenas 100.000 km quadrados desse extraordinário conjunto de ecossistemas, aproximadamente 7,8% da sua área original. O estado de Santa Catarina teve sua cobertura florestal drasticamente destruída, restam apenas 2.5% da floresta original, que já cobriu 90% de seu território. E o que resta não foi preservado por consciência, mas sim, devido ao relevo e a topografia ser extremante montanhosa e não ser útil para o plantio e reflorestamento. Com a criação do Parque Nacional Serra do Itajaí e o lançamento do Plano de manejo em 31/03/2009, foi possível fazer estudos científicos e constatou-se a existência de mais de 340 espécies arbóreo-arbustivas.
No estudo, destacou-se a existência de alta densidade de árvores adultas e jovens de canela preta, imbuia, canela, sassafrás e guarajuava. Com relação aos mamíferos foram encontradas 69 espécies das quais seis são endêmicas e seis estão ameaçadas de extinção. Neste estudo foram registrados pela primeira vez espécies de mamíferos como puma, gato do mato, tatu, veado bororó, irara, graxaim e outros.
Aves foram encontradas 310 espécies. Dessas 107 são endêmicas do bioma e 34 estão na categoria de ameaçada. Anfíbios anuros foram registrados 45 espécies e15 espécies de répteis. Peixes foram encontrados 23 espécies. Com relação a família das borboletas foram registrados 159 espécies. Foram encontrados 8 espécies novas para a Ciência, 3 de anfíbios 4 espécies de aranhas e 1 de inseto aquático.
Diante desses registros o Parque Nacional Serra do Itajaí por si só e, por sua extensão e qualidade florestal, é uma área essencial para a existência e manutenção de espécies de animais de médio e grande porte, as quais necessitam de grandes áreas para viver e manter a população geneticamente viável. O bioma existente na floresta que cobre praticamente a totalidade dos 57mil ha, do PNSI retém milhões de toneladas de carbono e absorve outros milhares anualmente, auxiliando na diminuição do efeito estufa, na qualidade do ar, e na produção de oxigênio para vida local e global. Parabéns, para equipe do plano de manejo do Parque Nacional Serra do Itajaí. Parabéns, também para a equipe do ICMBIO. A vida em primeiro lugar.
Pedro Prim – Conselheiro consultivo do PNSI-/ Advogado. Arquivo Pedro Prim/Maria Helena Mabba/Tânia Regina Moraes/Adalberto Day

Um comentário:

Juarez disse...

Sr. Adalberto, boa tarde!

A apenas alguns dias descobri o seu blog, e simplismente achei bárbaro seu trabalho. Principalmente porque sempre fui fascinado pelas histórias do "tunel" que percorre Blumenau. Mito. Mas o que eu gostaria de saber é se o Sr. sabe alguma lenda sobre a Nova Russia. Trabalhei algum tempo no SESC, onde conheci o Sr. Nelson Novelli e em algumas de nossas conversas ele me falou que a Mina da Prata saía em outro lugar, ou seja, ela tinha começo e fim. Inclusive ele me falou que o lugar onde saia era simplesmente um paraíso. Bom agradeço desde já sua atenção espero que possa me ajudar pois sou fascinado pela Nova Russia.

Abraços

Juarez Bornhausen

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...