"A Educação é a base de tudo, e a Cultura é a base da Educação"

Seja Bem-Vindo e faça uma boa pesquisa!

sábado, 27 de outubro de 2007

- A reurbanização da Rua Amazonas


É com entusiasmo e alegria que verificamos o inicio da reurbanização desta tão importante via pública, parceria governo do estado e município. A Rua Amazonas recebeu esta denominação através da Lei nº 124 de 16 de abril de 1919. Para os moradores, era o local da “Gente do Garcia”. Como portal de entrada do bairro e de acesso a toda região do Vale do Garcia. Esperamos que as obras tenha continuidade até sua conclusão final.
Para os moradores, era o local da “Gente do Garcia”. Como portal de entrada do bairro e de acesso a toda região do Vale do Garcia, a Rua Amazonas, com mais de 5 Km detém hoje um vasto e variado comércio e industrias. Foi conhecido primeiro por estrada geral do Garcia até 1919 e depois a ser a Rua Amazonas dos nossos dias correntes, que juntamente com a Alameda Rio Branco, foram as primeiras ruas da cidade a receberem asfalto. Em torno dela a vida socioeconômica do bairro cresceu. A venda dos Hinkeldey onde os agricultores faziam suas compras, trocas, o escambo: o cine Garcia, ponto de encontro principalmente da juventude, a churrascaria Tiefensee, iniciada por George Frederico Tiefensee... e o Clube Amazonas que nas tardes de domingo fazia o bairro se enfeitar de azul e branco para vê-lo jogar em seu magnífico estádio da “Empresa”, o time era formado tão somente pelos funcionários da Empresa Industrial Garcia “. E o Salão da família de “Hermann Hinkeldey”, quantos relatos de felicidades e divertimentos, resultando muitas vezes em matrimônios duradouros, e depois nesse mesmo local transformou-se em Cine, “Cine Garcia” fundado em 1944 por Carlos Zuege e Arthur Lohse e dirigido por ultimo pelo sr. Sr. Reynaldo Olegário, que proporcionava momentos de lazer maior a toda comunidade do Vale do Garcia, quantos relatos de trocas de gibis, namoros, e até da suposta premiação de quem encontrasse uma pulga e entregasse ao proprietário, que maravilha, nunca soube de alguém que teria encontrado, mas era o comentário que se ouve até os dias correntes, foi sem dúvida momento raro que jamais o tempo irá apagar. Depois de assistir ao filme, o ponto de parada era o Bar ao Lado do Sr. “Schoenfelder” para deliciarmos o sorvete caseiro feito na hora. “Fatores diversos contribuíram para o progresso da região do Vale do Garcia” Hospital Santa Catarina, Madereira Odebreacht, Artex, o hoje 23º BI, a Tecelagem União , que se localizava na Rua Amazonas 1531,fundada em 1943 por um tecelão sr. Christiano Theiss e sua esposa dona Hilda, gerou centenas de empregos até o encerramento de suas atividades em 1972. Também queremos mencionar a enorme contribuição que a Souza Cruz, trouxe para a região que desde 1952 instalou-se na Rua Amazonas, então como Companhia Brasileira de Fumo.

2 comentários:

Anônimo disse...

Olá Adalberto,

Fiquei sabendo de seu blog atrávéz do blog do Noblat, o que me encheu de orgulho ver nossa querida Blumenau tão bem representada por você. Sou morador do bairro Progresso, praticamente seu vizinho (Clara Nunes, 296). Segundo meu pai (Arlindo da Silva, 83 anos) e também meu sogro (Zequinha Malheiros, 85 anos) o 23 BI até perto do fim da 2a. guerra mundial era denominado 32o. BC Batalhão de Caçadores e era subordinado ao Batalhão de Itajaí.
Um grande abraço,
Marcos.

Anônimo disse...

Arthur Lohse é meu vô e faleceu a 20 anos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...