"A Educação é a base de tudo, e a Cultura é a base da Educação"

Seja Bem-Vindo e faça uma boa pesquisa!

terça-feira, 30 de abril de 2013

- Ponte do Salto

Mais uma participação exclusiva do jornalista e escritor Carlos Braga Mueller. Hoje o texto é sobre a Ponte Do Salto 

AS PONTES DE BLUMENAU 
O assunto "pontes" em Blumenau é emblemático. Muito se fala, e discute sobre uma nova ponte ligando o centro da cidade ao bairro da Ponta Aguda.
Sem entrar no mérito desta questão, hoje vamos nos reportar à primeira ponte construída sobre o Rio Itajaí Açu, no Salto Weissbach, em Blumenau: a ponte "Lauro Müller", mais conhecida como "Ponte do Salto", que teve seus pilares de granito levantados a partir de 1896, quando era governador Hercílio Luz. A estrutura metálica veio da Alemanha, pesava 155 toneladas, e só chegou a Blumenau em 1911.
Mais dois anos passariam até ser concluída.
1913 - Inauguração
Finalmente a Ponte do Salto Weissbach, ou Ponte do Salto, ou Ponte Lauro Müller foi inaugurada, em 29 de junho de 1913!
Iniciava-se um ciclo de pontes cujas construções  se caracterizariam pela demora em ser concluídas.
A Ponte do Tamarindo, ou Ponte Vilson Kleinubing, um projeto de 1970, começou a ser construída em maio de 1992. Parte da estrutura ruiu sobre a Rua 2 de Setembro em fevereiro de 1996. Só foi inaugurada em dezembro de 1999.
A Ponte do Badenfurt, iniciada em janeiro de 2011 tinha prazo para ser entregue pronta: dezembro de 2012. Este prazo foi prorrogado para abril de 2013. Hoje (abril de 2013) só Deus sabe quando poderá ser aberta ao tráfego! 
1896, FINAL DO SÉCULO 19 
Hercílio Luz devia a Blumenau o sucesso de sua carreira política. Foi quando morava aqui que começou a enveredar pelos meandros políticos.
Por isso, dizem que como gratidão, autorizou o Governo do Estado a construir uma ponte no Município, sobre o Rio Itajaí Açu.
Era um projeto arrojado: a ponte teria um comprimento de 200 metros e a estrutura metálica viria da Alemanha.
Promessa feita, projeto elaborado.
Os blumenauenses só não contavam com uma espera de quase 18 anos para ver a obra pronta!
Naquele tempo o município de Blumenau ainda possuía sua extensão inicial, mais de 15 mil quilômetros quadrados (hoje temos apenas 500), e "tinha uma arrecadação anual de pouco mais de 60 contos de réis", segundo o historiador José Ferreira da Silva, ou seja, já naquela época o Estado precisava socorrer os municípios na construção de obras públicas.
Infelizmente, apesar da sua extrema boa vontade, Hercílio Luz só conseguiu construir durante seu governo os enormes pilares de pedra que, em 1911, receberiam a estrutura metálica.
Pela demora na sua conclusão, três engenheiros foram responsáveis pela obra: ela começou com Henrique Krohberger, continuou com a supervisão de Emílio Odebrecht e finalmente os serviços de engenharia foram entregues a Rodolfo Ferraz.
1938
O tempo foi passando e a Ponte do Salto continuou servindo muito bem aqueles que queriam acessar o outro lado do rio.
Ir do Salto Weissbach para o Salto do Norte ficou fácil.
SEM MANUTENÇÃO, PONTE DESABA  
Em 1980 surgiram advertências sobre as corrosões na estrutura da Ponte do Salto.
_________
ALMANAQUE DO VALE | Jackson Fachini
30/04/2013
Ponte Lauro Müller
 Vista da Ponte do Salto após parte da estrutura desabar quando um caminhão carregado de madeira atravessava a estrutura, no início de janeiro de 1982. Ao fundo, na parte mais alta da foto, a área onde hoje está localizado o prédio do Jornal de Santa Catarina, na Rua Bahia, em Blumenau. (Imagem: Arquivo/Santa)
Só um ano depois, em dezembro de 1981, a Prefeitura anunciou a reforma da ponte. Não deu tempo.
Um mês depois, no dia 5 de janeiro de 1982 parte da ponte ruiu.
1982 - CLIC RBS - Jornal Santa Catarina
O Jornal de Santa Catarina de 06 de janeiro de 1982 noticiava:
"A cabeceira da Ponte do Salto do lado da Rua Bahia, construída com pedras e arcos de ferro, caiu ontem (5/1) numa extensão de 30 metros, por volta das 17,40 h., no momento em que passava um caminhão Chevrolet carregado com uma laje pré-moldada com tijolos, de 80 m. quadrados, pesando aproximadamente 4,5 toneladas e que se destinava à construção de uma residência na Rua Guilherme Jensen, na Itoupava Central."
Felizmente, apesar do susto, motorista e dois passageiros não se feriram! 
UMA PONTE NOVA ... E MODERNA 
E agora? Recuperar a ponte velha ou construir uma nova?
Muitos batalhavam pela construção de uma ponte mais moderna, com muitas pistas,  cujo traçado ficasse próximo da Ponte do Salto, para atender a mesma demanda das travessias.
O jornalista Luiz Antônio Soares tomou as dores da antiga ponte e publicou uma série de reportagens no Jornal de Santa Catarina sob o título "Ponte do Salto", defendendo a reconstrução da ponte, mantendo-se as suas características originais.
Depois de muita discussão envolvendo comunidade, políticos, rodas de cafezinho, venceu esta proposta.
Tanto assim que Luiz Antônio Soares recebeu o cobiçado Prêmio Esso de Reportagem - Regional Sul, de 1982, conferido em razão das matérias que escreveu sobre o patrimônio histórico que representava a Ponte do Salto Weissbach para Blumenau.
Ela foi reinaugurada no dia 8 de março de 1983.
É bem verdade que as características não ficaram exatamente como eram na ponte original. O leito recebeu camada asfáltica. Foi-se o encanto da madeira estalando ao passar dos carros e carroças!  Em contrapartida, foi acrescida uma passarela para pedestres, nada original, mas essencialmente utilitária.
Mesmo assim, a Ponte Lauro Müller chama a atenção de turistas, porque uma travessia tão extensa, coberta, não se encontra com muita frequência. 
Blumenau poderia muito bem explorar melhor e turisticamente a Ponte do Salto, mostrá-la para os visitantes, contando-lhes um pouco da sua atribulada história.
Para saber mais acesse clicando em:
Texto Carlos Braga Mueller/Arquivo Adalberto Day 

10 comentários:

Thoedor disse...

Sr. Adalberto !

Valeu a reportagem do Sr. Braga Müller. Gosto muito de acompanhar a evolução e o planejamento viário da cidade. São reportagens que me chamam a atenção.

Com relação a ponto do Badenfurt, acho que se achou uma boa saída para a sua finalização ao envolver a iniciativa privada. Creio que a obra realmente inaugurará em Abril/2014.

Theodor Darius

Sylvio disse...


Para: ADALBERTO DAY
Assunto: Re: Pontes

Parabéns, muito interessante o tema!
Sylvio Zimmermann

Djalma( Anapolis) disse...

Bela reportagem como sempre. Andei na ponte velha. Realmente muinto bonita. Como era a Ponte Preta original, A da Emilio Talmann, Centenário..............

Santos disse...

Oi amigo Beto.
Assunto muito interessante esse das pontes do Braga. Pensei que iria mais longe, pois, até hoje continuamos com as polemicas das pontes. Badenfurt etc. Tenho a impressão que isso deve ser "pano pra muita manga" e assunto muito polemico em todos os municípios, pois, geralmente é uma obra de suma importância e custa muito caro. Nosso prefeito atual, p.ex., levou-o para os palanques de campanha. E vai ser discutido por muito tempo. Acho que vai ser uma corrida e tanto: ESGOTO X PONTE. Nessa, eu ainda aposto na ponte.
Um grande abraço pro amigo.
E.A.Santos

Nilton S.Zuqui disse...

Bom dia Adalberto.Eu tenho uma opinião formada com relação a estes descasos com nossa Cidade sim,descasos pois levamos trocentos anos para se construir quelquer obra de grande monta ($$$$)para uma Cidade que tem mais de 300mil Habitantes,e que certamente paga muito imposto.Então o nosso grande problema é um só."NÃO TEMOS REPRESENTAÇÃO POLITICA",muito boa a materia abraços.

KÁTIA disse...

MUITO INTERESSANTE A MATÉRIA SOBRE A PONTE DO SALTO,MUITO BOM MESMO,PENA QUE O SR. JORNALISTA lUIZ ANTONIO SOARES NÃO TINHA VISÃO NENHUMA PARA O FUTURO DE NOSSA CIDADE, QUANDO DE TODAS AS FORMAS CONSEGUIU CONVENCER MUITAS OUTRAS PESSOAS DA SUA IDÉIA CURTA.CONCORDO PLENAMENTE QUE DEVE SE MANTER A HISTÓRIA DE UMA CIDADE,POIS ISSO É SUA IDENTIDADE. MAS QUANDO A LÓGICA ESTÁ A NOSSA FRENTE TEMOS QUE PENSAR EM CONSTRUIR O FUTURO E CONSERVAR O PASSADO. HOJE, TODOS QUE PRECISAM TRAFEGAR POR ESTA REGIÃO SABEM O QUANTO É DESGASTANTE, SIMPLESMENTE PORQUE ALGUMAS PESSOAS NÃO CONSEGUIAM ENXERGAR O FUTURO.

KÁTIA BAEHR
ADM.V@HOTMAIL.COM

Wieland Lickfeld disse...

Parabéns pelo post, amigo Adalberto e colaboradores. Consta que a Ponte do Salto foi inaugurada sem o telhado que lhe deu uma notoriedade tal, que na reforma feita na década de 1980, optou-se por mantê-lo. Grande abraço!

Wieland Lickfeld disse...

Caro Adalberto, informou corretamente o Braga Müller que a Ponte do Salto foi a primeira ponte sobre o Itajaí-açu 'em Blumenau'. Quer me parecer que outra a precedeu, para fins ferroviários, na região de Apiúna ou Ibirama, quando da construção da EFSC. Grande abraço!

Justino da Silva disse...

Muito interessante.

Jelson Paixão Dias disse...

Adorei a reportagem, estava procurando material referente ao trabalho de meu pai, ele foi responsável por demolir com explosivos a antiga ponte, ai me deparei com esta incrível reportagem que adorei.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...