"A Educação é a base de tudo, e a Cultura é a base da Educação"

Seja Bem-Vindo e faça uma boa pesquisa!

terça-feira, 30 de outubro de 2007

- III Jogos Abertos de Santa Catarina


A imagem de 1962, mostra a Comissão Central Organizadora dos IIII JASC,realizada em Blumenau (21/27 julho de 1962). Da (E) para direita em cima: Tercilio Bernardi; Álvaro Correia; Alfredo Iten; Werner Siebert; Em baixo Ten. Cel. Paulo Sales Paim; Sebastião Cruz. Trabalho publicado no Jornal de Santa Catarina 30/10/2007 - coluna Almanaque do Vale - jornalista Sérgio Antonello. Arquivo Adalberto Day e Valentino Caresia.

sábado, 27 de outubro de 2007

- A reurbanização da Rua Amazonas


É com entusiasmo e alegria que verificamos o inicio da reurbanização desta tão importante via pública, parceria governo do estado e município. A Rua Amazonas recebeu esta denominação através da Lei nº 124 de 16 de abril de 1919. Para os moradores, era o local da “Gente do Garcia”. Como portal de entrada do bairro e de acesso a toda região do Vale do Garcia. Esperamos que as obras tenha continuidade até sua conclusão final.
Para os moradores, era o local da “Gente do Garcia”. Como portal de entrada do bairro e de acesso a toda região do Vale do Garcia, a Rua Amazonas, com mais de 5 Km detém hoje um vasto e variado comércio e industrias. Foi conhecido primeiro por estrada geral do Garcia até 1919 e depois a ser a Rua Amazonas dos nossos dias correntes, que juntamente com a Alameda Rio Branco, foram as primeiras ruas da cidade a receberem asfalto. Em torno dela a vida socioeconômica do bairro cresceu. A venda dos Hinkeldey onde os agricultores faziam suas compras, trocas, o escambo: o cine Garcia, ponto de encontro principalmente da juventude, a churrascaria Tiefensee, iniciada por George Frederico Tiefensee... e o Clube Amazonas que nas tardes de domingo fazia o bairro se enfeitar de azul e branco para vê-lo jogar em seu magnífico estádio da “Empresa”, o time era formado tão somente pelos funcionários da Empresa Industrial Garcia “. E o Salão da família de “Hermann Hinkeldey”, quantos relatos de felicidades e divertimentos, resultando muitas vezes em matrimônios duradouros, e depois nesse mesmo local transformou-se em Cine, “Cine Garcia” fundado em 1944 por Carlos Zuege e Arthur Lohse e dirigido por ultimo pelo sr. Sr. Reynaldo Olegário, que proporcionava momentos de lazer maior a toda comunidade do Vale do Garcia, quantos relatos de trocas de gibis, namoros, e até da suposta premiação de quem encontrasse uma pulga e entregasse ao proprietário, que maravilha, nunca soube de alguém que teria encontrado, mas era o comentário que se ouve até os dias correntes, foi sem dúvida momento raro que jamais o tempo irá apagar. Depois de assistir ao filme, o ponto de parada era o Bar ao Lado do Sr. “Schoenfelder” para deliciarmos o sorvete caseiro feito na hora. “Fatores diversos contribuíram para o progresso da região do Vale do Garcia” Hospital Santa Catarina, Madereira Odebreacht, Artex, o hoje 23º BI, a Tecelagem União , que se localizava na Rua Amazonas 1531,fundada em 1943 por um tecelão sr. Christiano Theiss e sua esposa dona Hilda, gerou centenas de empregos até o encerramento de suas atividades em 1972. Também queremos mencionar a enorme contribuição que a Souza Cruz, trouxe para a região que desde 1952 instalou-se na Rua Amazonas, então como Companhia Brasileira de Fumo.

domingo, 14 de outubro de 2007

- 24ª Oktoberfest Blumenau








Mensagem:
Olha aqui,ó....não é por nada não... mais seja feliz, a vida é tão curta Ein Prosit..Viva a Vida
Saideira: Joaquim saúda seu amigo Manoel que estava assistindo TV: Firme,... Manoel responde, não Futebor... e o meu Vascão perdeu de novo...uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa..pois é né, ou será que não, sei lá entende.
Horácio Braun (1949-2007) (em pé - centro)
Hallo Blumenau
- Em Blumenau acontece anualmente, sempre no mês de outubro (Em 2007 de 04 a 21), a Oktoberfest que surgiu no ano de 1984. O evento se consagrou e faz de Blumenau o principal destino turístico de Santa Catarina durante o mês de outubro. No ano seguinte, 1985, o festival do chope despertou o interesse de comunidades vizinhas e de outras cidades do país, o evento passou a ser realizado, então, em dois pavilhões do parque da PROEB - Mas para quem não sabe, Oktoberfest não é só cerveja. É folclore, é memória, é tradição. São 18 dias de muita festa que os blumenauenses mostram para todo o Brasil a sua riqueza cultural, trazida pelo amor à música, à dança e à gastronomia típicas, preservando os costumes dos antepassados vindos da Alemanha.
-Origem da Oktoberfest
A festa da cerveja teve origem em 12 de outubro de 1810, quando o Rei Luís I, mais tarde Rei da Baviera, casou-se com a Princesa Tereza da Saxônia, e para comemorar organizou uma festa com uma corrida de cavalos. O sucesso foi tanto que a festa passou a ser realizada anualmente com a participação do povo da Região.
-Em 1840 chegou o primeiro trem à Munique transportando visitantes vindos especialmente para evento. Foram criadas então várias atrações, entre elas barracas onde se vendia comida típica e artesanato.
-Em 1918 a cerveja começou a ser servida no evento, o que antes era proibido. Apareceram também os primeiros fotógrafos para expor suas fotos, na época apenas em preto e branco. Os caricaturistas, inspirados pelo sentido benéfico da cerveja, retrataram comicamente a disputa pelos copos cheios e pela primeira vez a festa das mil atrações (como era conhecida), apareceu nas telas dos cinemas.
-No Brasil, a Oktoberfest foi realizada pela primeira vez em 1978 no município de Itapiranga , extremo-oeste catarinense. Na ocasião, um grupo de jovens, na maioria descendentes de alemães, reuniu-se na localidade de Linha Becker para cantar, tomar chope e tocar música. Esses encontros foram tornando-se freqüentes até que em 1989 a festa passou a ser realizada no centro da cidade.

-Em Blumenau, a Oktoberfest surgiu no ano de 1984 com a proposta de levantar o ânimo da população, abalada por duas grandes enchentes do rio Itajaí-Açu (1983/ 1984). A partir de 1987 a festa consolidou-se nacionalmente, e ganhando status de segunda maior festa da cerveja do mundo, depois de Munique, na Alemanha. Atualmente a festa é realizada no PARQUE VILA GERMÂNICA.

sexta-feira, 12 de outubro de 2007

- Brinquedos da Infância


Hoje 12 de outubro comemoramos o dia das crianças. A imagem mostra brinquedos da infância de muita gente, inclusive nos dias atuais. Porém eram brinquedos quase que exclusivamente de meninos. As meninas pouco se aventuravam a jogar um pião, Bibloquê (nome correto Bilboquê), Pesca, Gaiolas, Bolinha de gude (Kilica), atirar com uma funda (estilingue), Aviãozinho, Ténis de mesa (Ping-Pong), ou jogar futebol. Jogavam até vôlei, mas a preferência eram as bonecas. Os meninos liam revistas do Esporte, Gibis, as meninas mais revistas de romances. Hoje muita coisa mudou, elas jogam futebol (e muito bem), vôlei, praticam atletismo e tantos outros esportes. Mas o mais importante é educar as crianças "Educar é tudo", com bons costumes. Ensinar a moral, a virtude a ética a disciplina, a organização, incentivar a leitura, a pesquisas, a valorizar, respeitar os idosos, são aspectos fundamentais para um futuro cidadão, nossos governantes são sempre o reflexo da sociedade.

quinta-feira, 11 de outubro de 2007

- Uma lenda esportiva


A história de Waldemar Thiago de Souza confunde-se com a do atletismo catarinense. Nascido em 1926 , na localidade de Espinheiro (Ilhota), veio para Blumenau ainda jovem. Durante décadas foi o quase que imbatível atleta fundista de 5 mil e 10 mil metros. Representou Santa Catarina pelo Brasil, levando o nome de Blumenau além-fronteiras na década de 40. Um derrame tirou Waldemar Thiago das pistas, mas não freou o crescimento da semente por ele plantada. Faleceu no dia 17 de março deste ano, aos 81 anos. (Fotos: Arquivo de Adalberto Day e Álvaro Luiz dos Santos) Reportagem publicado dia 11/10/2007, jornal de Santa Catarina, coluna Almanaque do Vale de Sérgio Antonello.

quarta-feira, 10 de outubro de 2007

- Blumenau em cadernos - 50 anos


A revista Blumenau em Cadernos de Julho/Agosto 2007 – mostra a imagem das casas populares (data construção 1941) da Empresa Industrial Garcia em Blumenau. A foto das casas, são de um postal que correu o mundo em 1971. Pequena observação, a foto está invertida em seu posicionamento original. É com orgulho que também já participei em algumas oportunidades de tão importante documentário, e justamente no ano em que a revista Blumenau em cadernos completa 50 anos, estou sendo citado nas paginas 40 até 65, em um trabalho de entrevista concedida a professora Márcia Teresinha da Silva Oliveira e Ancelmo Schorner. Vale a pena conferir. Adalberto Day-Blumenau em cadernos tomo XLVIII julho/agosto/2007 nº. 7/8 - Fundada em 1957 por José Ferreira da Silva. Diretora do arquivo Histórico Sueli M..V.Petry

domingo, 7 de outubro de 2007

- O Antigo Salão e Cantina da ARTEX


A imagem de 1986 mostra a antiga cantina da Empresa Artex em Blumenau. Inaugurado em 1963, pela família Zadrozny, para realizações de eventos culturais como apresentações teatrais, formaturas, e eventos festivos, bailes tradicionais, em setembro eleição da Rainha da Primavera da empresa. Também serviu durante muitos anos como refeitório, até sua desativação,quando foi absorvido pelo Governo do Estado, em acordo feito com a empresa Coteminas. A partir de janeiro de 2003, o governo estadual do então governador Luis Henrique da Silveira concede em forma de comodato, por 30 anos, este espaço á prefeitura de Blumenau. Em breve neste local será construído o AGG – Ambulatório Geral do Garcia, conforme projeto bem elaborado, que atenderá as necessidades de toda a comunidade do Distrito do Garcia. Promessa essa do atual prefeito João Paulo Kleinubing. Arquivo Família Day

quinta-feira, 4 de outubro de 2007

- A Criatividade de ZÉ PFAU


Peças Criadas exclusivamente com partes de relógios. Trabalho de arte criado por José Geraldo Reis Pfau Zé Pfau publicitário de Blumenau. As miniaturas que faz como “Hobby” fazem parte de uma coleção particular, com mais de 200 peças. Tudo é criativamente utilizado. Os mostradores são aros das rodas, as máquinas dos relógios os motores e a pulseira de couro vira assento das motos.

- Arthur Friedenreich


A imagem mostra três dos maiores jogadores de futebol de todos os tempos: Leônidas da Silva, Arthur Friedenreich e Pelé, e Friedenreich marcando um gol.
- Nascido em São Paulo em 18 de julho de 1892. Faleceu em 06 de setembro de 1969.- Em 1941 foi homenageado em Blumenau, no estádio Brasil depois Palmeiras/BEC. Segundo Aurélio Sada o Sadinha que jogou no Palmeiras (in memorian), Arthur Friedenreich na oportunidade apitou um Jogo entre o Brasil (Palmeiras) e o Amazonas do Bairro Garcia. - Neto de Wilheim Friedenreich um dos 17 primeiros colonizadores de Blumenau, mais tarde transferiu-se para São Paulo.
- Filho de Oscar Friedenreich Blumenauense que casou com uma brasileira (cor negra) de nome Matilde. Era conhecido popularmente como “Fried” e também como “El Tigre”, recebeu este apelido no Uruguai após participação pela seleção brasileira onde atuou 22 vezes em jogos oficiais e não oficiais, teria marcado 1329 gols contra 1283 de Pelé, ao longo de 26 anos de carreira. Mas se em número de gols não foi superior a Pelé, na média ele conseguiu tal façanha. Nas 561 partidas catalogadas pelo historiador Alexandre Costa, o atacante marcou 554 gols. Uma média de 0,99 gols por partida, contra 0,93 de Pelé. (segundo a FIFA), dos quais 10 pela seleção. Em São Paulo atuou pelo Mackenzie, Ypiranga, Germânia e Paulistano (todos times extintos) São Paulo e Flamengo (exibição). Atuou nas décadas de 1910/1935 . Ida filha do casal Friedenreich, foi a primeira criança a nascer em Blumenau em 1851 que era por conseguinte tia de Arthur Friedenreich.
- Foi campeão Paulista em sete oportunidades: 1918, 1919, 1921, 1926, 1927, 1929 e 1931.
- Foi artilheiro do campeonato paulista nos seguintes anos:1912- 1914- 1917- 1918- 1919- 1921- 1927- 1928- 1929 Mulato, tinha 52 quilos e 1,75 metro de altura. Começou a jogar futebol em 1909, com a camisa do Sport Club Germânia, extinto time da capital paulista. Friedenreich nunca perdeu um pênalti. Em 1930, por ter sofrido uma fratura de tíbia, El Tigre não pode integrar o escrete que jogou a Copa do Mundo, no Uruguai. E com a fusão Paulistano e São Paulo, Fried deu ao (hoje) tricolor do Morumbi o título paulista de 1931

Acesse para saber mais:
http://www.youtube.com/watch?v=NYFa5ObaY3c&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=nXClpTQWxyM&feature=related

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...